Mestrado na Europa com bolsa: as melhores oportunidades




mestrado na europa com bolsa

Quem chega ao buscador do Partiu Intercâmbio à procura de oportunidades para fazer mestrado na Europa com bolsa não se decepciona: são muitos editais de pós-graduação nas mais diferentes nações do velho continente em todas as áreas do conhecimento.

Boa parte dos países europeus tem programas nacionais de financiamento voltados para estudantes internacionais com o objetivo de atrair talentos de todo o mundo. A maioria costuma dar isenção de taxas universitárias e incluir auxílio para subsistência dos bolsistas. Alguns vão até além e cobrem seguro saúde, curso de idioma e despesas com visto.

Mas é claro que isso varia de acordo com o edital em questão e, se você quer fazer mestrado na Europa com bolsa, é preciso, primeiramente, entender exatamente o que o benefício cobre e fazer algumas contas para não passar perrengue.

Para ajudar você nessa missão, neste artigo reunimos as principais oportunidades de bolsas para mestrado no continente europeu. Confira!

>>> Bolsas de estudo para fazer intercâmbio gratuito

O que saber antes de escolher o destino para o mestrado na Europa com bolsa

Antes de trazer detalhes sobre os editais de mestrado na Europa com bolsa, um pequeno parênteses: se você tem interesse em estudar por lá, vale a pena se informar sobre o destino com antecedência.

É bom frisar isso porque não é só se jogar na primeira oportunidade que surgir e é preciso se preparar com foco no que você deseja. Além das exigências serem diferentes em cada edital, os países europeus são bem distintos em vários aspectos.

Portanto, além de considerar o que a bolsa vai cobrir, vale também ter informações suficientes para não acabar por fazer uma escolha equivocada. Aqui vamos deixar alguns tópicos importantes para você refletir antes de qualquer decisão.

Cultura

De norte a sul, leste a oeste, os países europeus são muito distintos entre si, não apenas em termos paisagísticos, mas também culturais. Há povos mais acolhedores e com características semelhantes às nossas, e há outros completamente diferentes, onde o estranhamento certamente será maior. Pense, por exemplo, na diferença entre a Espanha e a Finlândia. Isso falando de forma bem superficial, é claro, pois as diferenças são bem mais complexas.

Clima

Por falar nesses dois países, existe outro ponto que também afasta muito esses dois lugares, mesmo eles pertencendo ao mesmo continente: o clima. Além de analisar a rigidez do inverno ou a quantidade de chuva ou neve que costuma rolar, considere também as horas de sol durante o dia. Tem gente que realmente não conseguiria viver em um lugar com poucas horas diárias de sol – eu incluída.

Língua

Sim, também é preciso pensar nisso. Apesar de grande parte dos países (senão todos) oferecerem cursos em inglês em função do plano de internacionalização das universidades, em alguns lugares a oferta é pequena e/ou pode ser mais complicado viver sem falar o idioma local.

Custo de vida

Por fim, outro item importante, a diferença entre as nações europeias também envolve o bolso: alguns países têm um custo de vida altíssimo, enquanto outros mais baixo. Mas não adianta simplesmente pesquisar quanto custa viver em determinado lugar.

Vale conversar com pessoas que estão lá para saber também das facilidades e benefícios que os estudantes podem ter naquele local. Na Alemanha, por exemplo, em algumas regiões os estudantes têm direito a um cartão de transporte para se locomover gratuitamente por toda a zona.

Programas para fazer mestrado na Europa com bolsa

Bom, depois de propor alguns pontos de reflexão bem importantes, chegou a hora de listar os principais programas para fazer mestrado na Europa com bolsa. Preparados?

Bolsas do DAAD para estudar na Alemanha

O DAAD é o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico e também a maior organização do mundo em termos de programas de intercâmbio de estudantes e pesquisadores. E o melhor: ele tem programas que contemplam brasileiros, o que significa muuuitas bolsas de estudos. A maior parte delas, inclusive, é para mestrado!

Programa EPOS

O programa EPOS dá bolsas para cursos focados em Desenvolvimento Sustentável nas mais diversas áreas, a maioria em inglês. O edital é voltado para profissionais que tenham graduação, desempenho acadêmico acima da média, inglês ou alemão fluente e no mínimo dois anos de experiência profissional depois de formado.

Quem faz mestrado na Europa com bolsa EPOS recebe 850 euros mensais, ajuda de custo para passagem aérea na ida e na volta, curso preparatório de alemão (para quem precisa) e seguro-saúde. As candidaturas devem ser feitas diretamente com a universidade do curso de interesse e o prazo varia.

>>> 5 coisas ruins de morar na Alemanha

Especialização em algumas áreas

Além do EPOS, o DAAD também tem bolsas para mestrado ou qualificação (para quem já tem mestrado) nas áreas de cinema, teatro, dança, artes, música, comunicação visual, arquitetura e design. O programa cobre passagem aérea, seguro saúde e 861 euros mensais.

Nesse caso, não há uma lista de cursos contemplados, o candidato é quem fica responsável por encontrar a instituição onde deseja estudar e fazer a inscrição para o curso. A candidatura para a bolsa deve ser feita no portal do DAAD e os prazos variam, mas, normalmente, são entre setembro e novembro.

>>> Estudar na Alemanha é barato. Só você que não sabe!

Helmut-Schmidt-Programme

O Programa Helmut Schmidt, por sua vez, oferece bolsas para mestrado completo na Alemanha em Políticas Públicas e Boa Governança para brasileiros. Os mestrados são oferecidos majoritariamente em inglês, mas também há cursos em alemão.

O edital destina-se a jovens profissionais formados em ciências sociais, ciências políticas, direito, administração pública, economia, relações internacionais ou áreas afins, com alguma experiência profissional e grande motivação para atuar no âmbito da formulação e gestão de políticas públicas e boa governança. As inscrições costumam ter como deadline o dia 31 de julho.

Nesse caso, a solicitação da bolsa deve ser enviada diretamente à universidade. Entre os requisitos, estão ter proficiência em inglês e/ou alemão, engajamento político e social e não ter obtido o diploma há mais de seis anos.

Chevening: o maior programa de bolsas para mestrado no Reino Unido

Da Alemanha vamos para o Reino Unido, onde também existem boas oportunidades para fazer mestrado na Europa com bolsa – principalmente por meio do Chevening. Trata-se do maior edital de bolsas para quem quer estudar na Inglaterra, Escócia, País de Gales ou Irlanda do Norte.

O programa financiado pelo Ministério das Relações Exteriores britânico abrange todas as áreas de estudo. As bolsas incluem o pagamento de todas as taxas universitárias, gastos com passagens e visto, e uma quantia mensal durante a duração do programa.

É nada menos que um dos programas de bolsas mais generosos que existem por três razões: a bolsa cobre todos os gastos, não tem limite de idade para ganhar a bolsa e você só precisa gastar com prova de proficiência e tradução de documentos se passar para a segunda fase do programa, já que esses documentos não precisam ser entregues até o final das inscrições.

O Chevening exige que o candidato tenha graduação completa, dois anos de experiência profissional, potencial de liderança, plano de estudo no Reino Unido e plano de carreira. O período de inscrições costuma ser de agosto a novembro e o processo é bem complexo. Massss, no Partiu Intercâmbio tem muito conteúdo para ajudar!

Erasmus Mundus: mestrado na Europa com bolsa integral

Os Erasmus Mundus Joint Master (EMJM) são programas de mestrado organizados por consórcios de universidades europeias. Existem mais de 130 programas desse tipo, ou seja, são muitas oportunidades.

Os mestrados na Europa do Erasmus são sempre cursos de um a dois anos, sendo a grande maioria em inglês. Os cursos têm caráter interdisciplinar e estão conectados com as atuais necessidades do mercado de trabalho no mundo inteiro e que passam por, pelo menos, dois países da Europa.

Para se candidatar para fazer mestrado na Europa com bolsa Erasmus, é preciso:

  • Ter proficiência em inglês comprovada (para a maioria dos cursos);
  • Ter graduação completa e não ter terminado a última formação há mais de cinco anos (para a maioria dos cursos);
  • Não estar morando na Europa há mais de 15 meses até o início do curso, se você concorrer como brasileiro.

As bolsas incluem a participação no curso, seguro saúde e um subsídio mensal e auxílio para cobrir os gastos com passagens aéreas e instalação. Recentemente, o valor dessa ajuda passou de 1 mil para 1.400 euros mensais, mas agora os bolsistas não recebem mais um valor anual para as despesas com a mobilidade durante o mestrado.

Cada curso é responsável por organizar as inscrições e definir prazos. Via de regra, a maioria dos mestrados Erasmus tem como deadline meados de dezembro ou janeiro para quem quer aplicar com bolsa. Também temos bastante conteúdo importante sobre o Erasmus aqui no site e no nosso canal do YouTube – inclusive uma entrevista com cinco bolsistas que foram mentoradas do Partiu:

Stipendium Hungaricum: programa do governo para estudar na Hungria

O Stipendium Hungaricum dá bolsas para estudar na Hungria em vários níveis de estudo. Entre eles, graduação, mestrado, doutorado, cursos preparatórios em húngaro e intercâmbios de um ou dois semestres em todos os níveis da educação superior.

O programa organizado pelo governo húngaro tem mais de 60 parceiros em cinco continentes do mundo. As bolsas incluem isenção de taxas universitárias, um auxílio mensal de cerca de 500 euros para doutorado e de 130 euros para o restante dos cursos durante todo o período de estudos. Além disso, também cobrem alojamento gratuito ou uma ajuda de custo para acomodação e seguro médico.

As candidaturas para brasileiros, neste ano, vão até dia 12 de dezembro e devem ser feitas no sistema do edital, que redireciona para o sistema da Capes, a parceira do programa por aqui.

SISGP: bolsas para estudar na Suécia

O Swedish Institute para Profissionais Globais (SISGP, na sigla em inglês) oferece bolsas para fazer mestrado na Suécia a jovens líderes de todo o mundo. Os candidatos ideais são jovens profissionais com qualificações acadêmicas e vontade de fazer a diferença trabalhando com questões que contribuam para o desenvolvimento do seu país.

O SISGP contempla cerca de 600 cursos de mestrado na Suécia completamente em inglês das mais variadas áreas que iniciam no segundo semestre de 2023 em cerca de 30 universidades suecas.

A bolsa para fazer mestrado na Suécia cobre as taxas da universidade, oferece 10 mil coroas suecas por mês para os custos de vida e um subsídio de 15 mil coroas suecas para viagem. Ela também inclui seguro contra doenças e acidentes.

Para concorrer, é necessário comprovar experiência profissional (mínimo 3 mil horas de trabalho) e como líder. Além disso, é preciso seguir as etapas do processo de admissão da universidade e ser aceito em um curso de mestrado contemplado.

A candidatura para a bolsa de estudos é posterior à inscrição na universidade e, nesta edição, será no período entre 10 e 28 de fevereiro. No YouTube do Partiu Intercâmbio, tem live com uma mentorada do Partiu Intercâmbio e bolsista do SISGP com muitas dicas.

British Council para mulheres das áreas de exatas

O Women in STEM é um programa do British Council que recruta candidatas latino-americadas formadas em disciplinas STEM (ciência, tecnologia, engenharia matemática) para um programa de bolsas para mulheres na ciência.

As selecionadas farão mestrado nas melhores universidades do Reino Unido com todas as despesas pagas. A lista de cursos contemplados é enorme e são em áreas como saúde pública, mudanças climáticas, engenharia e meio ambiente.

Para se candidatar, é preciso ser de um país elegível (como o Brasil), demonstrar necessidade financeira, ter graduação, saber inglês e ter experiência ou interesse comprovado na área.

As bolsas para mulheres na ciência incluem taxas universitárias, subsídio mensal, auxílio para despesas de viagem, visto e seguro saúde. Além disso, o programa também oferece apoio especial para mães e suporte em relação ao inglês.

As inscrições nas bolsas para mulheres na ciência devem ser feitas diretamente junto às universidades participantes e os prazos variam conforme a instituição.

Bolsas do MAECI para estudar na Itália

Outra opção para fazer mestrado na Europa com bolsa é o programa do governo italiano, mais conhecido como edital do MAECI (Ministero degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale).

O programa oferece bolsas para estudantes de alguns países (Brasil incluído) e cidadãos italianos residentes no exterior. Ele contempla diferentes universidades e níveis de ensino:

Os bolsistas de mestrado têm direito à isenção de taxas (menos para os cursos de italiano), seguro saúde e subsídio mensal, que costuma ser de 900 euros. A bolsa tem validade de um ano, mas pode ser renovada, se forem cumpridos os créditos previstos para o ano acadêmico.

>>> Guia: Tudo o que você precisa saber para estudar na Itália

Agora a parte chata: o edital estabelece limite de idade de 28 anos para mestrado. A candidatura deve ser feita pelo site Study in Italy e normalmente o prazo de inscrições se encerra em maio ou junto.

Fundación Carolina e as centenas de bolsas para estudar na Espanha

Por fim, mas não menos importante, tem o edital da Fundação Carolina que, anualmente, oferece muuuuitas bolsas, entre elas também para mestrado na Espanha. Trata-se, sem dúvida, do maior e mais abrangente edital de bolsas para estudar no país.

As oportunidades costumam ser nas mais diversas áreas e incluem: ciência e novas tecnologias; energia, meio ambiente, sustentabilidade e infraestrutura; ciências da saúde; economia e finanças, negócios e desenvolvimento organizacional; ciências Sociais e Jurídicas; Artes, Humanidades e Comunicação; engenharia e análise de dados.

Na última edição, foram 236 bolsas para pós-graduação para 143 programas acadêmicos diferentes. Para esse nível de estudo, a Fundação Carolina tem duas modalidades diferentes de bolsa: as ajudas de estudo e as bolsas.

Por um lado, a ajuda de estudo costuma cobrir de 50% a 75% do valor do curso, passagem aérea e seguro saúde dos selecionados. Já as bolsas para pós-graduação na Espanha cobrem de 50% a 100% do valor dos cursos, passagem aérea, seguro saúde e ainda oferecem uma quantia mensal para que os selecionados possam gastar com alimentação, moradia e outros gastos.

No último edital, o prazo para se candidatar às oportunidades da Fundação Carolina para fazer mestrado com bolsa na Europa encerrava no dia 15 de março.

Precisa de ajuda para candidatar em bolsas na Europa?

Nessa live, você pode ver nossa conversa com brasileiras bolsistas Erasmus Mundus. Caso você precise de ajuda na candidatura, veja mais sobre a mentoria do Partiu Intercâmbio e assista nossa live com mentorados aprovados em programas Erasmus e também em outras bolsas integrais na Europa:

Outra boa recomendação é ler esse texto de outras duas bolsistas do Erasmus falando da parte burocrática do programa e de uma brasileira que fez mestrado na Itália, na Universidade de Bolonha, para saber melhor como é viver e estudar por lá. Aqui você pode conferir o que nossos mentorados falam sobre nosso programa de auxílio.

>>> “Mulher, negra, criada numa comunidade e bolsista do Chevening”

Economize no pagamento da taxas em moeda estrangeira

Recomendamos fazer o pagamento da sua prova de proficiência usando a conta multimoedas do Wise (ex-Transferwise). A conta é gratuita e com ela você faz pagamentos da taxa de inscrição em processos de seleção em universidades ou junta dinheiro em moeda estrangeira com taxas muito menores. No lugar de pagar os 12% que seu banco cobraria, com o Wise você paga só 1,3% de taxa sobre a operação ou menos.

>> Visto para trabalhar na Alemanha

Toda semana tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no TikTok, no Twitter e no LinkedIn. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Já quem quer receber alerta de novas bolsas de estudo pode se inscrever no nosso canal no no Telegram ou na nossa newsletter é grátis. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. A gente também presta consultoria para orientar quem quer estudar no Exterior entre em contato e realize o sonho de estudar fora!

COMENTÁRIOS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

livros amazon paratiu intercambio