Mestrado na França: tudo que você precisa saber - Partiu Intercâmbio

como fazer mestrado na frança

Fazer mestrado na França é o sonho de muita gente. Não por acaso, já que o país tem vários atrativos. Se você avaliar a qualidade do ensino, a estrutura das universidades e os valores das taxas universitárias, certamente, a França tem grandes chances de entrar na sua lista de preferências.

Bolsas na França

Além disso, outra vantagem de fazer pós-graduação por lá é que com visto de estudante de longa permanência é possível trabalhar meio período, ou seja, 20 horas semanais. Para quem vai sem bolsa, pode ser uma possibilidade de fazer uma graninha enquanto estuda. As regras são parecidas com as para fazer graduação na França,

Há de se considerar também que a candidatura para a maioria das universidades é feita via  Campus France Brasil. A agência oficial do governo francês responsável pela promoção do ensino superior na França no Brasil é quem recebe, avalia e auxilia os candidatos em todo o processo.

Quer saber mais detalhes sobre isso e tudo que for importante para você fazer mestrado na França? Vem com a gente!

>>>Dicas de uma brasileira fazendo pós na França

Como fazer mestrado na França

Bom, antes de tudo é preciso entender um pouquinho sobre como funciona o sistema de ensino francês e por qual tipo de curso você deve procurar. Então, vamos lá: após a faculdade, na França temos “master”.

Os estudantes das universidades francesas acessam esse nível de estudo após concluírem a “license”, que seria a nossa graduação, só que com duração de três anos, com exceção de formações em medicina e engenharia.

O master dura dois anos e é dividido em M1 e M2. No primeiro, os estudantes costumam ter disciplinas mais gerais, enquanto no segundo, as matérias seriam mais específicas. Além disso, o M2, muitas vezes pode ter dois formatos bem distintos: o Master Professionnel — que seria tipo uma especialização que inclui estágios ao término do curso — e o Master Recherche — que é uma formação voltada à pesquisa e tem produção de dissertação.

É fundamental prestar atenção nesse detalhe, caso a sua intenção seja validar o diploma no Brasil. Isso porque a validação do Master Recherche é mais garantida, visto que seria esse o equivalente ao mestrado brasileiro.

>>> Estudar na Alemanha é barato e só você não sabe

Além disso, há um ponto bem importantes a considerar, sobretudo se você deseja fazer mestrado na França. Em função da graduação no Brasil ter 4 ou 5 anos, com um diploma desse tipo é possível entrar diretamente no M2, ou seja, no segundo ano. Dessa forma, depois de somente um ano de estudos, você já teria um diploma de mestrado.

No entanto, é bom avaliar bem, pois o ingresso no segundo ano do master costuma ser mais exigente e seletivo. Isso significa que será mais fácil você ser aceito ao ingressar no M1 mesmo.

>>> Vídeo: Quanto custa estudar na França?

Como encontrar um curso de mestrado nas universidades francesas

Instituições de ensino superior não faltam na França: são mais de 3.500 entre públicas e privadas. Além das universidades, as Grandes Écoles e as escolas de arte e arquitetura oferecem inúmeros cursos de todos os níveis de estudo.

No geral, a maioria dos master tem como língua oficial o francês. A oferta de master em inglês é um pouco maior do que a de graduação, mas ainda pequena. Além disso, isso é mais comum de ocorrer em algumas áreas específicas, como business, tecnologia, engenharia, por exemplo.

Para encontrar o curso para fazer mestrado na França, é possível realizar uma busca no site do Campus France Brasil, que tem um catálogo bem extenso de opções . Lá você pode pesquisar por palavra-chave, região ou área de conhecimento.

>>> Como fazer pós-graduação no Exterior

Quanto custa fazer mestrado na França?

Diferentemente do Brasil, as universidades públicas francesas são pagas. A boa notícia é que, em comparação a outros países, as taxas para estrangeiros são consideradas acessíveis. Até recentemente, esses valores eram ainda mais baixos, pois o governo fez um reajuste em 2018.

Para fazer mestrado na França, em instituições públicas, um estudante não europeu geralmente paga em torno de 3.770 euros anuais. Contudo, há cursos que não tiveram aumento de valor, então, em alguns casos as taxas serão mais baixas. Já nas universidades privadas, o custo pode chegar a 12 mil euros por ano.

Quem tem interesse em ir para França para fazer mestrado deve saber, ainda, que o consulado exige comprovação de uma renda mínima para garantir que o estudante tenha condições de se manter no país. Portanto, para tirar o visto, quem não tiver bolsa ou contar apenas com a isenção parcial deverá comprovar que pode arcar com um valor mensal, além do valor do curso.

>>> Onde brasileiro estuda pagando pouco

Qual é o nível de francês exigido para o mestrado?

Uma vez que, como já mencionamos, a imensa maioria dos cursos de mestrado é em francês, será obrigatório saber o idioma e comprovar esse conhecimento para poder se candidatar.

O nível mínimo exigido, geralmente, é o B 2 , com base no Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas. No entanto, vale ficar ligado, porque alguns cursos de master, como no caso das áreas de Direito e Letras, podem solicitar o nível C1.

Para a comprovação da proficiência em francês são aceitos os resultados das provas de proficiência oficiais  aplicadas pela Aliança Francesa, como o DELF, o DALF, o TCF ou o TEF.

>>> Como conseguir uma bolsa para estudar na França

Como se candidatar para fazer mestrado na França

O primeiro passo para se candidatar para fazer um mestrado na França, é, portanto, se informar sobre os pré-requisitos do curso, bem como sobre as condições e os prazos para ingresso diretamente com a universidade . Além disso será preciso entender de que forma você deve fazer a inscrição. B

Candidatura via Campus France

A candidatura da grande maioria dos cursos de mestrados da França é realizada por meio do Campus France. Para isso, o candidato acessa a plataforma   Études en France e envia o seu “dossiê”, preenchendo o formulário com os seus dados e anexando a documentação comprobatória.

A inscrição no portal tem três partes: informações pessoais; formação escolar e acadêmica e experiência profissional; proficiência em francês.

A documentação que o estudante deverá anexar para completar o dossiê é composta por:

  • Documento de identificação (RG ou passaporte);
  • Diploma e histórico da graduação;
  • Currículo (de preferência no formato Europass);
  • Resultado da prova de proficiência;
  • Carta de motivação;
  • Carta de recomendação.

Vale lembrar que os documentos oficiais emitidos por instituições devem estar acompanhados de tradução juramentada.

Após ter preenchido essas três partes, o candidato deverá escolher os cursos para os quais deseja se inscrever. Uma das grandes vantagens da plataforma da agência é o fato de poder se candidatar para até 7 cursos diferentes ao mesmo tempo.

O período de inscrições para master via Campus France costuma ser de novembro a março. O envio do dossiê pela plataforma do Campus France custa de R$ 520.

Fase da entrevista

Após a avaliação do dossiê, a agência contata os candidatos para a realização de uma entrevista. Apenas depois dessas duas fases é que as candidaturas serão enviadas para as universidades, acompanhadas por um parecer sobre o dossiê e a entrevista.

Candidatura via Campus Arts

Se quer fazer mestrado na França nas áreas de artes e arquitetura, precisa saber que as candidaturas são realizadas por meio de uma plataforma específica CampusArt .

Mas, não se preocupe, pois o processo é muito parecido com o do Campus France e conta também com o envio do dossiê.

Candidatura via instituições de ensino superior

Precisamos destacar, ainda, que algumas instituições de ensino superior francesas optam por realizar o seu próprio processo de candidatura ao Master. Nesses casos, o candidato deverá se informar e apresentar a inscrição diretamente à universidade.

Se for admitido, aí sim, terá que passar pelo Campus France, mas somente para conhecer os procedimentos pré-consulares obrigatórios para a solicitação do visto de estudante.

Bienvenue en France: bolsas de isenção para fazer mestrado na França

Todos os interessados que se inscrevem para fazer mestrado na França via Campus France se candidatam também, automaticamente, a duas oportunidades diferentes de isenção das taxas universitárias.

O primeiro é o programa Bienvenue France, financiado pela Embaixada da França no Brasil, e o segundo pela própria universidade francesa. As duas bolsas garantem que os selecionados paguem o valor de um estudante europeu, ou seja, apenas uma taxa anual de cerca de 200 euros. Logo, o benefício isenta o bolsista de um parte bem significativa do custo.

Na edição de 2020/2021, a embaixada concedeu, por meio do Bienvenue France, mais de 80 bolsas parciais para brasileiros e estrangeiros residentes no país.

>>> Bolsa Eiffel: bolsas de mestrado e doutorado na França

Existem outras bolsas para fazer mestrado na França?

Então, existem, sim! Aliás, já de antemão podemos dizer que há muito mais possibilidade de conseguir uma bolsa para mestrado do que para graduação na França. Além das isenções distribuídas pela embaixada, existem outros programas que contemplam estudantes nesse nível de curso — dá uma olhadinha no nosso buscador.

O governo francês tem, por exemplo, o Eiffel Scholarship , que oferece bolsas para pós-graduação em algumas áreas em várias universidades. O benefício inclui subsídio mensal, uma viagem de retorno ao país e seguro.

Além disso, algumas instituições de ensino superior francesas possuem programas de bolsas para mestrado, como a École Normale . Ela oferece anualmente 20 bolsas de estudos que incluem auxílio mensal.

Outra possibilidade é a bolsa para fazer mestrado na França da Université Paris-Saclay, que dá 10 mil euros por ano e cobre despesas de visto e viagem. Por fim, vale também dar uma conferida nos programas de bolsas de estudo da Science Po e da Escola Normal Superior de Lyon

Dúvidas sobre a candidatura para mestrado na França?

Para saber mais sobre fazer mestrado na França, é possível acessar a página do Campus France sobre o tema . Caso tenha qualquer dúvida em relação à candidatura, aos cursos ou às universidades francesas, a agência dá orientação sobre questões relacionadas aos estudos. Basta entrar em contato com o escritório responsável pela sua região:

  • Minas Gerais: belohorizonte@campusfrancebrasil.com.br;
  • Rio de Janeiro e Espírito Santo: riodejaneiro@campusfrancebrasil.com.br;
  • Regiões Sul e estado de São Paulo: saopaulo@campusfrancebrasil.com.br;
  • Região Centro-Oeste e Norte: brasilia@campusfrancebrasil.com.br;
  • Região Nordeste: recife@campusfrancebrasil.com.br.

Todas as bolsas abertas

Toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem alertas de bolsas de estudos segmentados e dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. A gente também presta consultoria para quem quer estudar no Exterior e você pode pedir um orçamento sem compromisso.

COMENTÁRIOS

2 respostas para “Mestrado na França: como fazer, quanto custa e tudo que você precisa saber”

  1. Larissa disse:

    Ah, será que consigo o seu contato? Enviei uma mensagem no facebook, mas não sei se a sua conta realmente está ativa, pois as últimas atividades por lá são de 2016. Você pode entrar em contato comigo? Busco uma orientação acerca desse curso que vc está fazendo. Te agradeço de antemão! Larissa ( larissa.lins.freitas@gmail.com )

  2. Juliana T disse:

    Ai menina, eu li o seu relato com os olhinhos brilhando! Estou fazendo uma segunda graduação (Rel. Internacionais) e pretendo investir em um mestrado no exterior, algo que sempre foi meu sonho mas não foi possível realizar na minha anterior carreira em decorrência de ter obtido um coeficiente ruim na universidade naquela época…
    A área de estudos de ciências sociais/políticas é forte na França, e somado aos baixíssimos preços do curso e o sonho de morar aí me dá mais ânimo para me preparar e conseguir essa vaga!
    parabéns pela conquista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

livros amazon paratiu intercambio