Fui aceito sem bolsa para estudar fora e agora? - Partiu Intercâmbio

Você foi aceito sem bolsa para estudar no Exterior? Isso não é motivo para desespero. Veja quais as opções de outras oportunidades de financiamento existem para poder realizar o sonho de estudar no Exterior para quem já foi aceito mas não conseguiu a bolsa de estudos.

Antes de mais nada, acho que é suuuuper importante dizer que ser aceito mas sem bolsa de estudos acontece com muuuita gente muito boa e isso não é vergonha alguma. O processo para estudar no exterior (ainda mais com bolsa de estudos) é longo e cheio de detalhes importantes. Assim como no vestibular, a maioria das pessoas que se candidata para uma bolsa de estudos para estudar fora não recebe o benefício.

Veja todas as bolsas

Fui aceito sem bolsa, existem outras bolsas de estudos?

Sim! Não precisa se desesperar. Existem alguns editais de bolsas de estudos que podem cair como uma luva para quem foi aceito sem bolsa em uma universidade no Exterior.

Garcia Family Foundation (GFF) tem como objetivo ajudar a tornar a educação acessível para todos e oferece bolsa que cobre custo de vida de quem vai aos EUA para cursar graduação ou pós-graduação. O programa abre anualmente e seleciona cerca de três bolsistas.  O candidato ideal é um estudante que já tenha sido aceito em uma universidade norte-americana. Todos os campos de estudo são contemplados pelo GFF. Estudantes de baixa renda são particularmente encorajados a se candidatar.

Um outro exemplo  de programa que dá bolsas para quem foi aceito sem bolsa em universidades no Exterior é o programa de bolsas de estudos do Instituto Ling. As bolsas do Instituto Ling, no entanto, têm focos específicos como Direito, Administração e Engenharia.  As bolsas Ling podem cobrir também até 90% das despesas e o edital também abre no início do ano.

Outro programa interessante para quem foi aceito para estudar fora sem bolsa de estudos é o programa do Educations.com. Eles oferecem bolsas de até 5 mil euros para pessoas que foram aceitas para estudar na Europa. A bolsa vale para qualquer curso em qualquer universidade da Europa inteira e o benefício pode variar mas chega a até 5 mil euros.

Já o programa Dorothy Marchus Senesh Fellowship for Women from Countries in the Global South in Peace and Development Studies oferece bolsas de pós-graduação para mulheres estudarem em qualquer lugar do mundo. São 5 mil euros por ano para as selecionadas estudarem fora.

>>> Como fazer pós-graduação no Exterior

Procure por Teaching Assistanships

Principalmente para quem quer estudar nos Estados Unidos ou Canadá, existe a possibilidade de financiar sua pós-graduação por meio de Teaching Assistanships. A melhor forma de se informar sobre as TAs é entrando em contato com o Graduate Program Director do programa para o qual você quer se inscrever, e perguntar sobre este tipo de posição. É sempre bom também perguntar quais as atividades estão envolvidas com a Assistantship, e qual o valor do pacote de financiamento.

Começar no semestre ou ano seguinte ajuda?

Se você quer muito cursar o curso onde você foi aceito você também pode pedir um “deferral”. To defer (em inglês) é basicamente adiar o início dos seus estudos para que você possa juntar a grana necessária caso você ainda não tenha. Nem todas universidades aceitam isso, mas perguntar não ofende ninguém.

>>> Dicas para economizar para estudar fora

Calma! você está no caminho certo

Ao contrário do que muita gente pensa, ser aceito sem bolsa para estudar no Exterior não é um fracasso. Pelo contrário! Ser aceito por uma universidade no Exterior já é uma grande vitória e, no mínimo, significa que você tem exatamente o perfil que aquela instituição procura. Então, no lugar de se sentir derrotado, avalie racionalmente o seu application e veja em quais pontos você poderia ter ido melhor: na carta de motivação? nas cartas de recomendação? na entrevista? Peça para um amigo que já estudou fora ler o seu material e dar opiniões sobre o que você pode melhorar.

>>> Como ser fluente em inglês sem fazer intercâmbio

Foi aceito sem bolsa? Nada impede de tentar de novo

São pouquíssimas as seleções de bolsas de estudos para estudar no Exterior que não te permitem aplicar de novo. A Helena Gertz, por exemplo, se inscreveu duas vezes para o mestrado em Jornalismo do programa Erasmus.  Na primeira tentativa, ela foi aceita mas não ganhou a bolsa. Como o curso era caríssimo e na Dinamarca, não rolou, mas no ano seguinte, a Helena se inscreveu de novo e dessa vez foi aceita com bolsa. Além disso, eu sempre digo, se você já investiu em prova de proficiência, tradução e apostilamento de documentos, o melhor a fazer e se inscrever para a maior quantidade de bolsas possíveis enquanto seus documentos ainda estão válidos. Se você já chegou até aqui e foi aceito ainda por cima, não é a hora de desistir.

>>> Carta de aceite da universidade como conseguir?

Ao aplicar de novo, mostre que você evoluiu de um ano pro outro

Quem foi aceito sem bolsa e vai aplicar de novo precisa estar ciente de que não faz o menor sentido aplicar no ano seguinte usando EXATAMENTE o mesmo material. Se você vai aplicar de novo para a mesma bolsa, é fundamental mostrar que você evoluiu de um ano pro outro. Então, mesmo antes de recomeçar o processo de aplicar para estudar fora, comece a pensar em quais aspectos da sua carreira/trajetória você pode melhorar para tornar seu application mais atrativo para os comitês de seleção de bolsas de estudos. Fazer trabalho voluntário, inciar projetos pessoais, ser promovido no seu trabalho ou até mesmo iniciar um mestrado/curso no Brasil são boas maneiras de mostrar que você não ficou “parado” de um ano pro outro.

>> Como fazer graduação em Portugal

Como economizar para pagar taxas de Universidade no Exterior

Se você foi aceito sem bolsa de estudos para uma universidade no Exterior e vai encarar mesmo assim, fique ligado. Existem maneiras de economizar na hora de pagar taxa de inscrição de universidades ou cursos fora do Brasil. A Remessa Online é parceira do Partiu Intercâmbio e garante 15% de desconto no spread de transações em moeda estrangeira para os leitores! Só usar o código partiuintercambio no site para garantir o benefício! O site e o atendimento todo são feitos em português e o nosso parceiro é das poucas plataformas quem autorizam transferências para pessoas jurídicas e estabelecimentos comerciais. Assim, você pode pagar a taxa de inscrição da universidade gastando menos. No lugar de pagar os 12% de taxa que seu banco normal cobra, com os nossos parceiros você paga só 1,3% de taxa sobre a operação e ainda tem o desconto de 15% sobre a taxa ao usar o código partiuintercambio no site.

E você foi aceito sem bolsa em uma universidade no Exterior? O que você fez? Como você melhorou seu application para o ano seguinte. Conte pra gente nos comentários 🙂

Veja todas as bolsas

Toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem alertas de bolsas de estudos segmentados e dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. A gente também presta consultoria para quem quer estudar no Exterior e você pode pedir um orçamento sem compromisso.

COMENTÁRIOS

2 respostas para “Fui aceito para estudar no Exterior sem bolsa e agora?”

  1. Giu disse:

    Olá, Bruna. No meu caso, uma universidade em Cabo Verde me deu a oportunidade de estudar isento de mensalidades. Fora isso, as despesas com moradia, transporte e alimentação ficam por minha conta. Vc sabe de alguma alternativa de bolsa ou ajuda financeira para o meu caso

  2. Heloisa disse:

    Como consigo calcular os gastos de um intercâmbio sem bolsa como custos de alimentação, moradia, transporte aereo e terrestre, seguro, despesas pessoais, entre outros.. ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.