Início » Bolsas de Estudo » Governo recebe candidaturas para programa de bolsas para estudar na Itália

Lembram do post no qual eu escrevi sobre estudar na Itália e contei um pouco sobre a minha experiência de mestrado em uma universidade italiana? Pois é, muita gente queria saber sobre a bolsa que eu ganhei para estudar lá. O edital do programa está aberto para o próximo ano acadêmico (que começa em setembro) e reunimos todas as informações aqui!

O Ministério das Relações Exteriores italiano (Ministerio degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale – MAECI) está recebendo candidaturas para o seu programa de bolsas para estudar na Itália. A instituição oferece benefícios para estudantes estrangeiros e cidadãos italianos residentes no exterior com o objetivo de difundir o conhecimento da língua, da cultura e da ciência italiana no mundo.

O programa do MAECI oferece bolsas para estudar na Itália em diferentes níveis de ensino e âmbitos de estudo de instituições italianas públicas ou legalmente reconhecidas. Isso significa que se a modalidade de curso que você pretende fazer está entre os beneficiados pelo programa (abaixo) e a universidade está nesta lista, você pode se candidatar para concorrer a uma bolsa.

>>> Turin School oferece bolsas para curso de verão na Itália

>>> Bolsas de pós-graduação na França para latino-americanos

Sobre as bolsas e as tipologias de curso incluídos no programa

As bolsas têm diferentes durações e serão concedidas para candidatos que desejam cursar ou fazer:

  • Mestrado, doutorado, pós-graduação em qualquer área (6 ou 9 meses, com possibilidade de renovação);
  • Escola de especialização – com exceção de cursos relacionados a disciplinas médicas (6 ou 9 meses, com possibilidade de renovação);
  • Projeto de pesquisa em cotutela (6 ou 9 meses);
  • Cursos de formação profissional nas áreas artística e musical, em liteuria, cinema ou restauro e conservação (6 ou 9 meses);
  • Cursos avançados de língua e cultura italiana (3 meses);
  • Formação ou atualização em didática em língua italiana (1 mês).

Os selecionados para o programa terão isenção das taxas de matrícula universitária – na Itália as universidades públicas não são gratuitas, e o estudante deve pagar uma taxa anual de matrícula. A isenção só não é válida para os cursos de língua e cultura italiana e de formação de professores, que exigem o pagamento de uma taxa mensal a cargo do bolsista.

As bolsas para estudar na Itália também incluem um seguro de saúde e o pagamento de um valor para ajudar ou cobrir os custos de vida do bolsista no país. No edital deste ano, os valores que serão dados para cada tipologia de bolsa não foi divulgado.

Não sabemos se esses valores mudaram em relação aos anos anteriores ou se vão depender de outros fatores. Quando eu ganhei a bolsa de 9 meses para mestrado em 2013/2014, o valor total era de 6.300 euros (700 euros por mês). No ano seguinte, eu tive a bolsa renovada para o segundo ano do curso com esse mesmo valor.

A possibilidade de renovação é vinculada ao cumprimento do programa de estudos previsto para o ano acadêmico.

Requisitos de acesso às bolsas para estudar na Itália

No caso dos estudantes brasileiros, as bolsas para estudar na Itália são voltadas tanto para aqueles que possuem cidadania italiana (que são considerados “italianos residentes no exterior”) quanto para quem tiver somente a nacionalidade brasileira mesmo.

Entre os pré-requisitos para participar do programa está ter um diploma universitário compatível com o curso escolhido (tipo ter graduação se você quiser entrar em uma pós ou no mestrado, por exemplo). Além disso, no geral é necessário ter entre 18 e 36 anos, com duas exceções: para entrar no primeiro ano de doutorado o candidato deve ter no máximo 33 anos; para os cursos de atualização/formação para professores de italiano a idade vai de 18 a 45 anos.

É necessário ainda ter conhecimento da língua italiana de nível B2 ou superior (de acordo com o Quadro comum europeu de referência para línguas). Ele deverá ser comprovado na candidatura através de um certificado ou atestado. No entanto, para os candidatos que optarem por cursos inteiramente em inglês esse requisito não é fundamental. Além disso, no caso dos cursos de língua e cultura italiana, o conhecimento de italiano pode ser de nível A2.

Candidatura e seleção

A candidatura para o programa do MAECI deve ser feita pela internet no “Portale borse onlineaté a meia-noite (horário da Itália) do dia 10 de maio. É necessário primeiramente se registrar, criando um usuário e uma senha, para depois enviar a candidatura.

A seleção será feita pelos órgãos de representação diplomática italiana no país do candidato. Se selecionado, o estudante será notificado e deverá realizar a inscrição na universidade.

Leia o edital completo do programa do MAECI
Acesse as instruções para os estudantes
Candidate-se agora

>>> Guia: Tudo o que você precisa saber para estudar na Itália

>>> Encontre outras bolsas para estudar na Itália

COMENTÁRIOS

  • Carol Braga

    Olá, entrei em vários links e não consegui visualizar em nenhum lugar a lista de universidades e de cursos oferecidos na área de especialização e mestrado =/ Pode me ajudar?

  • Camila Carvalho

    Olá, Jaqueline!!
    Gostaria de saber se estas bolsas são apenas para estudantes ou se também é válida para pessoas que já concluíram uma graduação ou pós-graduação (no meu caso)?
    Em caso afirmativo, sabe me dizer se posso escolher um curso diferente da minha área de formação?

  • Larissa Spanivello Barbosa

    Ola..Esse certificado ou atestado d nivel A2 pode ser emitido p uma escola d lingua ou so poder ser os d CElS. CELI?