Intercâmbio e trabalho no Exterior: conheça os melhores programas

intercâmbio e trabalho Exterior

Para quem tem o sonho de morar no Exterior, além de aplicar para uma bolsa de estudos, há também a possibilidade de ter uma experiência de intercâmbio e trabalho em um outro país. Trabalhar em um lugar diferente pode ser bem interessante. Dependendo o caso, uma vivência ótima para o currículo, e, com certeza, sempre válida para a vida.

Oportunidades de estágio ou trabalho no Exterior

Existem diferentes formas de fazer isso: você pode partir para estudar o idioma local e, ao mesmo tempo, trabalhar para ganhar uma grana e colocar em prática o aprendizado. Pode, ainda, fazer aqueles programas de intercâmbio e trabalho nos quais viaja para conhecer o país enquanto trabalha em diferentes lugares.

Mas, se quiser fazer algo na sua área de formação mesmo, como um estágio ou um trabalho para aperfeiçoamento profissional, também existem oportunidades nessa linha. Muitas instituições internacionais recrutam pessoas de várias nacionalidades para seus programas de summer ou winter jobs, por exemplo.

Quer saber mais sobre todos esses tipos de intercâmbio e trabalho? Então, vamos lá!

>>> Tem limite de idade para ganhar bolsa de estudos e estudar no Exterior?

Programas de intercâmbio e trabalho para estudar inglês

Se você optar por estudar inglês e trabalhar, vale focar em países que têm os trâmites facilitados para esse tipo de intercâmbio. Em muitos lugares não é permitido ter um emprego com visto de estudante, ou seja, você não vai conseguir trabalhar legalmente.

No entanto, países como a Irlanda, a Austrália e a Nova Zelândia, por exemplo, não fazem essa restrição. Sendo assim, esses costumam ser destinos comuns de quem busca esse tipo de experiência.

A Irlanda é a melhor alternativa, caso você queira ir para o velho continente. No país, é possível estudar inglês e se manter trabalhando e tem a vantagem de poder viajar pela Europa sem gastar muito. Mas, se você não gosta muito de frio e chuva, é bom avaliar bem essa opção. Londres tem fama de ser fria, cinza e chuvosa, mas quem mora em Dublin garante que lá é ainda pior 😬.

>>> Como aprender inglês gastando pouco

Então, se estiver procurando por lugares que tenham um verão decente, vale considerar Austrália e Nova Zelândia. A Austrália facilita bastante as coisas para estudantes que queiram ter uma experiência de intercâmbio e trabalho para aprender inglês. O Daniel Steigleder fez isso e contou todos os detalhes pra gente neste artigo.

Por fim, a vizinha de continente Nova Zelândia também pode ser um ótimo destino para estudar inglês e trabalhar legalmente. O país é pequeno, mas tem muitas belezas naturais e é muito acolhedor com estudantes estrangeiros. Se você for para lá fazer um curso de inglês de pelo menos 14 semanas e 20 horas semanais, terá o direito de trabalhar legalmente pelo mesmo número de horas. Nesse vídeo aqui embaixo, a Bruna falou sobre essa e outras vantagens do país:

Work and Travel nos EUA

Por outro lado, se o seu negócio não for estudar formalmente inglês, mas, sim, viajar e praticar o idioma, pode fazer um daqueles famosos Work & Travel nos Estados Unidos. Várias agências oferecem esses programas remunerados para estudantes universitários, por exemplo.

Normalmente, a duração dessas experiências de intercâmbio e trabalho é de três a quatro meses e costumam ser aceitos jovens de 18 a 28 anos. Como esse tipo de viagem é feito com o intermédio de agências, vale a pena dar uma lida neste post aqui sobre como encontrar empresas confiáveis nesse ramo.

>>> Bolsas para fazer curso de língua no Exterior

Au Pair: o intercâmbio mais barato que existe

Agora, se você quer morar em outro país para aprender um idioma estrangeiro, como o inglês, mas não tem tanto dinheiro para investir nisso, certamente a melhor opção será o Au Pair. Já fizemos vários posts sobre esse tipo de programa aqui no Partiu. Trata-se de um intercâmbio para quem deseja adquirir fluência em outra língua e vivenciar uma cultura diferente trabalhando com crianças e morando na casa de uma família local.

É isso mesmo, você cuida dos filhos dessa família e recebe um salário para isso em países como Estados Unidos, Alemanha e França. A duração do programa é de um ano, mas pode ser estendida. Ah, e vale dizer que essa opção não é exclusiva para mulheres, viu?! Apesar de não ser tão comum, o Felipe Marchiori foi Au Pair nos EUA e contou sobre a experiência aqui no site. No canal no YouTube também tem uma playlist completa sobre o Aupair com dicas.

>> Como economizar para fazer intercâmbio

 

Estágio profissional e trabalho no Exterior

Há, ainda, a possibilidade de ter uma vivência de intercâmbio e trabalho para fazer um estágio ou trabalhar na sua área no Exterior. Aliás, tem várias oportunidades desse tipo no nosso buscador.

O Banco Mundial, por exemplo, tem o Young Professionals Program, que recruta profissionais de diferentes áreas para um programa de formação e estágio nas instituições do grupo.

Existem, ainda, iniciativas para quem deseja dar aulas de português no Exterior e ganhar por isso, como o programa de Assistentes brasileiros de língua portuguesa do governo da França e o FLTA da Comissão Fulbright Brasil para professores nos EUA.

Além disso, vale também procurar alguma coisa na sua área, pois alguns projetos contemplam profissões específicas. Nesse sentido, tem várias possibilidades no âmbito do jornalismo. Alguns exemplos: o IJP, um programa de estágio para jornalistas em Berlim; o programa da Heinz Kühn Stiftung para estágio em meios de comunicação alemãos; a bolsa do Harold W. McGraw Jr Center for Business Journalism e a do International Women’s Media Foundation (IWMF) em Nova York.

Summer Job ou Winter Job

A última categoria de intercâmbio e trabalho que a gente vai trazer aqui são os conhecidos como Summer ou Winter Jobs. Trata-se de experiências de estágio ou trabalho geralmente curtas, teoricamente durante as férias.

Grandes Instituições internacionais costumam oferecer esse tipo de oportunidade, como a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), que tem dois programas do tipo: esse e esse outro.

Alguns governos também tem projetos desse tipo, como é o caso do Canadá, que tem o Mitacs. Ele é um dos programas mais importantes de summer job no Exterior para brasileiros. O projeto contempla estudantes universitários que queiram realizar estágio em universidades canadenses.

>>> Saiba tudo sobre a bolsa para estudar um semestre no Canadá

E para concluir, a França e o Brasil tem um acordo bilateral que deu origem ao Programa Férias-Trabalho. A iniciativa permite que brasileiros entre 18 e 30 anos tirem visto para trabalhar legalmente na França por um determinado período.

Outras oportunidades para intercâmbio e trabalho no Exterior

Gostou do post? Então, essas são apenas algumas das oportunidades de intercâmbio e trabalho que existem. No buscador do Partiu Intercâmbio, você encontra uma lista bem longa de programas desse tipo.

+ Bolsas de estudos

Toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem alertas de bolsas de estudos segmentados e dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. A gente também presta consultoria para quem quer estudar no Exterior e você pode pedir um orçamento sem compromisso.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

livros amazon paratiu intercambio