Como faz para estudar inglês e trabalhar na Austrália?

Início » Como faz para estudar » Como faz para estudar inglês e trabalhar na Austrália?
como é estudar inglês na austrália Daniel Steigleder
Tá pensando em tirar um tempo para estudar inglês e trabalhar na Austrália? O Daniel Steigleder, de 34 anos, está fazendo exatamente isso. Ele se planejou durante DOIS ANOS, guardou grana, pesquisou bastante e, em setembro de 2016,  foi para a Austrália realizar o sonho de passar um tempo por lá melhorando o inglês e trabalhando. A ideia inicial era ficar só oito meses, mas ele curtiu tanto que vai ver se rola de ficar mais um pouquinho.
Há meses eu acompanhava as fotos incríveis do Dani na Austrália no Facebook, aí resolvi pedir pra ele nos contar da experiência. Além disso, a Austrália é o sonho de consumo de muitos brasileiros (meu inclusive, afinal, já rodei por diversos cantos mas nunca tive a oportunidade de ir pra lá) e por lá ainda rola de trabalhar e estudar inglês. Aí ele respondeu minhas perguntas e nos mandou fotos liiiindas pra deixar todo mundo com vontade de conhecer a Austrália 🙂

Como veio a ideia de estudar inglês e trabalhar na Austrália?

Depois que me formei na universidade, comecei a cogitar a ideia de morar um tempo fora do Brasil. Também foi nessa época que pensei em fazer mestrado, então voltei a estudar inglês. Lembro que nesse meio tempo vi amigos estudando fora do Brasil e pensei: por que não? Mas para isso eu teria que ganhar fluência, ou pelo menos ter um inglês em um nível bem bom.

Então achei que conseguiria isso mais fácil morando no exterior. A Austrália é um dos principais destinos pra quem quer estudar inglês, é considerado um país friendly com estudantes estrangeiros. Além disso, aqui é possível trabalhar legalmente com visto de estudante, assim como Irlanda e Nova Zelândia. Como a Irlanda tem um clima frio, descartei como primeira experiência, pois imaginei que seria mais fácil me adaptar aqui. E se fosse pra me “isolar” do mundo, achei que a Austrália era um destino mais atraente que a NZ, por ser maior, ter grandes cidades e clima mais quente.

 

Veja também:

Como faz para estudar inglês e trabalhar na Austrália

Quanto custa estudar inglês e trabalhar na Austrália?

O valor de um curso de inglês na Austrália depende da escola. Eu optei pela Langports., uma escola bastante premiada na Austrália, com campus em Brisbane e Gold Coast também. Na época ela estava com ótima promoção. Algo em torno de 275 dólares australianos por semana. Para 24 semanas deu AUD 6.600 + material e alguma taxa de inscrição. Atualmente eu sei que está acima de 300 a semana. Eu lembro que consegui parcelar o valor dando uma entrada e mais duas parcelas, via agência, mas geralmente parcelado tem custos adicionais. Lembro que era possível em até 24x, mas o valor ficava bem maior. Não achei que valia a pena.

E como faz para economizar para fazer intercâmbio na Austrália?

A minha preparação para estudar inglês e trabalhar  na Austrália começou dois anos antes, quando eu acompanhava via redes sociais o intercâmbio na Australia de dois amigos. Decidi visitar algumas agências pra ter ideia de valores, processo de visto etc. Então fui economizando dinheiro na poupança para a viagem. A ideia inicial era ir em 2015, mas com a crise desvalorização do real deixei pra 2016.
Eu fiz fiz o seguinte: fui numa agência, cotei o pacote de intercâmbio (geralmente as agências oferecem 3 níveis de escola, budget, smart e premium, que sao as baratas, médias e caras, basicamente) e calculei quanto precisava e quando seria possível ter esse dinheiro. Calculei com base nas escolas caras. Estipulei metas mensais de quanto deveria guardar e fui colocando na poupança. De tempos em tempos acompanhava a variação do real e dolar australiano e também dos valores dos cursos.
Quando eu achei que já tinha o dinheiro fui em três agências, cotei mais uma vez, me decidi pela escola (geralmente a parte mais demorada devido aos valores e opções) pela agência que me daria suporte e comecei o processo. Ah, uma dica que dou é vir com uma grana extra. Sinceramente eu acho que pelo menos pra viver dois meses sem trabalhar. Isso porque o primeiro mês é mágico: é tudo novidade. É fascinante e assustador mesmo tempo. Então é legal fazer amigos, conhecer a cidade, sem trabalhar. Além disso, não é todo mundo que logo arruma emprego. Conheci gente que demorou mais de dois meses. Outros que conseguiram na primeira semana. Eu como sou precavido achei melhor ter uma quantia extra.

Qual a documentação para estudar inglês e trabalhar na Austrália?

Em relação à documentação e burocracia, fiz tudo no Brasil via agência de intercâmbio. Recomendo, pois o pessoal tem conhecimento e experiência. É necessário primeiramente pagar um curso de inglês, seguro saúde, passagens ida e volta e fornecer alguns comprovantes financeiros. Geralmente aceitam ou dinheiro em banco, referente a cerca de 1650 dólares australianos por mês que vai estudar na Austrália (que pode se ter do estudante, cônjuge, pais ou algum parente muito próximo, já ouvi casos que aceitaram padrinhos).

 

Esse valor é uma média mensal do custo de vida por aqui. Pode-se apresentar também um comprovante de Imposto de Renda, que pode ser da própria pessoa, cônjuge ou dos pais. Lembro que quando apliquei, era de uma renda de pelo menos R$ 180.000 por ano, que pode ser ser somada em até duas pessoas. Como passei dos 30 anos, me pediram também uma carta de oferta de trabalho no Brasil ou que pelo menos a minha empresa da época atestasse que eu era bom funcionário e que estariam dispostos a me contratar na volta caso fosse do interesse e disponibilidade deles. Isso porque a partir dos 30 anos o intercambista é visto como um grande possível candidato a querer migrar.

É fácil conseguir visto para estudar inglês e trabalhar na Austrália?

A verdade é que a Austrália complica muito a entrada. As autoridades querem ter certeza que a pessoa tem suporte ou condição financeira para estudar aqui. Além de tudo isso tive que fazer exames médicos (tórax e urina assistida, extremamente constrangedora, diga-se de passagem, hehe) e uma carta de intenções. Nessa carta eu tive que falar quem eu era, ocupação, escolaridade, por que escolhi a Austrália e o porquê do curso ser bom para a minha vida. Tudo voltado, obviamente, para o meu retorno ao Brasil.
Se o estudante não deixar bem claro que tudo é para ter uma vida melhor no Brasil, a chance de ter o visto negado é bem grande. O mesmo ocorre quando se paga escola muito baratas que frequentemente o governo fecha ou multa. Escolas pra quem tá só pensando no visto. Muita gente quer imigrar pra cá e o governo local tem um controle muito grande em relação à entrada de pessoas.
Como faz para estudar inglês e trabalhar na Austrália

Como é morar na Austrália?

Aqui é um país muito novo e muito aberto em relação à mentalidade das pessoas. Então aqui eu tenho a possibilidade de conhecer gente do mundo todo e interagir com diferentes culturas, estilos de vida e pensamento. Muito diferente da vida que eu tinha em Porto Alegre. Sydney é uma das cidades mais globalizadas do mundo e tem muitos turistas em imigrantes. Os próprios australianos nativos, muitas vezes, são filhos e netos de imigrantes. Outras diferenças são obviamente em relação à qualidade de vida. Aqui é realmente muito bom. Sydney tem cerca de 5 milhões de pessoas e é extremamente segura. Quase não se vê policiais na rua porque quase não há crimes.
Então é possível sair à noite sem medo. Encontrar amigos, ir para festas, praias, usar transporte público sem medo algum. Isso tudo vêm me ajudando a aperfeiçoar meu inglês, pois aqui posso passar muito tempo na rua falando e interagindo com meus colegas, amigos e população local. Meu aprendizado não fica restrito às aulas e ao dia. Outra coisa que dá um up legal e que a carga horária das aulas é muito maior. No Brasil eu tinha três horas por semana. Aqui é de pelo menos 20h, de segunda à sexta, fora as atividades extra-classe que a escola oferece.
 

Como é o curso de inglês na Austrália

Na minha escola é possível estudar inglês geral, IELTS, TOEIC e Cambridge. Vou falar do Geral que é o mais comum. As aulas são todas presenciais e temos provas todas as segundas, referente ao conteúdo da semana anterior. E temos trabalhos em grupo, redações, debates etc. Lembra um pouco as aulas do Brasil, mas com uma carga bem maior, e claro, a necessidade maior de praticar o inglês no dia a dia, com colegas, professores e funcionários.
Além disso, com carteirinha de estudante é possível obter descontos em alguns estabelecimentos e entrar free em várias festas. Eu até hoje só frequentei festas free e, diga-se de passagem, elas são muito boas e rolam de quinta a sábado. Ou seja, pelo menos uma opção de festa free pra cada dia. É bem legal para conhecer pessoas e praticar inglês, além de se divertir, claro.
Como faz para estudar inglês e trabalhar na Austrália

Dá pra estudar inglês e trabalhar na Austrália?

É possível trabalhar. Geralmente quem vem pensando em morar fora e juntar dinheiro prefere estudar à noite. Dizem que pra estudar inglês não é muito bom porque geralmente os estudantes da noite trabalham o dia inteiro e chegam cansados nas aulas. Normalmente os cursos noturnos são mais baratos muito procurados por brasileiros e latino americanos. Eu optei pela manhã porque a escola que escolhi só tem essa opção. E ela é considerada uma das melhores da Austrália, boa para quem realmente veio com o foco pra estudar.
Obviamente que isso dificulta um pouco na hora de arrumar trabalho, pois não temos a opção de trocar de turno. Só podemos aplicar para vagas de tarde ou noite. Mas isso não foi um empecilho pra mim. Cheguei em setembro e comecei a procurar emprego em outubro. Demorei menos de um mês pra conseguir. Desde então já trabalhei como barman e garçom em eventos sociais e esportivos, e assistente de cozinha em restaurantes.

É fácil encontrar emprego na Austrália?

 

Geralmente o pessoal começa procurando em sites como o Gumtree ou Seek, e depois começa a pedir indicações. Outra ideia legal, mas nem sempre fácil, especialmente para os tímidos ou para os que não tem um inglês bom, é ir direto em bares e restaurantes para entregar o currículo. Tentar conversar com o gerente, por exemplo. Aqui também rola muitas vagas em grupos do WhatsApp e Facebook.

 

Mas na minha opinião a maneira mais fácil de conseguir emprego é por indicação. Quando alguém arrumou algo melhor ou tá voltando para o Brasil. Geralmente as vagas para estudantes são: cleaner (limpeza de casas, escritórios, festas etc.), labour (assistente de pedreiro), remover (carregar móveis em mudanças), kitchen hand (assistente de cozinha), dishwasher (lavador de pratos) e garçom/barman em bares, restaurantes ou eventos. Para as mulheres existe também a opção de babysitter (babá). Geralmente quanto melhor o inglês, menos braçal o serviço. Mas isso não quer dizer mais dinheiro. O pessoal que faz labour, por exemplo, consegue juntar muita grana, embora prejudique os estudos devido ao cansaço físico.

E vale a pena fazer intercâmbio na Austrália?

Sou suspeito pra falar porque simplesmente me apaixonei pelo país. Eu lembro que sempre lia em blogs que era o Brasil que deu certo. E realmente aqui as coisas funcionam. Tem o segundo maior IDH do mundo: seis das 30 melhores cidades pra viver no mundo são australianas, tem baixo índice de criminalidade e o país está há mais de 25 anos sem recessão econômica. E ah, tem um dos maiores salário mínimo do mundo. Ou seja, vários índices de dar inveja a qualquer país. Tudo isso num clima tropical, cheio de praias bonitas, cidades modernas, animais exóticos etc.
Eu não conheço outros destinos populares como Canadá, Nova Zelândia, Irlanda, EUA e Reino Unido, mas acredito que a Austrália não perca em nada para eles. Mas claro, depende muito do estilo de vida e da experiência que está buscando. Aqui parece ser um lugar ideal pra quem tem ou quer ter uma vida informal, fazer amigos, curtir praia, aproveitar o verão e conhecer um pouco também da Ásia. A influência oriental aqui é grande. Até brinco de vez em quando com meus amigos que no futuro a Austrália será um país asiático 🙂

COMENTÁRIOS

  • Excelente seu post gaúcho. Sou de Erechim/RS. estava pesquisando por intercâmbio e encontrei seu artigo, excelente.
    estava pesquisando por intercâmbio para estudar e curtir o local claro…assim como você;)
    Pesquisei califórnia. Mas a Austrália parece mais atraente mesmo!!
    Se possível gostaria de saber se ainda está por ai?
    Ou se podemos ir batendo papo…forte abraço tchê!