Tem como fazer intercâmbio com a família? - Partiu Intercâmbio

intercâmbio em família

O mercado está cada vez mais aberto para que adultos e profissionais com a carreira já encaminhada também façam intercâmbio. Agora nem os pais e mães precisam abrir mão da família para ter uma experiência dessas. Já existem opções de intercâmbio com a família em que todos, inclusive as crianças, aprendem a falar um idioma.

A família Moraes Biancolini, de São Paulo (SP), resolveu ter essa experiência e embarca para um intercâmbio no Canadá. A vontade de fazer um intercâmbio em família surgiu quando Débora Moraes, casada com Jefferson Biancolini e mãe de Alexandre, 10 anos, começou a sentir a necessidade de deixar seu inglês fluente em função de dificuldades no trabalho. Para ela, o maior obstáculo para o aprendizado é a conversação. “O curso no exterior me ajudará muito nessa parte, mas desde o início disse que não iria sozinha, e por isso os meninos irão comigo. Independente da idade, aprender inglês é fundamental, então vamos todos juntos aprimorar nossos conhecimentos, porque, desde o início, disse que não iria sozinha, e por isso, os “meninos” irão comigo”, revela.

>> Como estudar e trabalhar no Canadá

A programação do intercâmbio com a família

O programa de intercâmbio com a família será realizado em Toronto. As aulas para os adultos serão em turno integral. Já o Alexandre terá a tarde repleta de atividades extras, que vão desde passeios a pontos turísticos da cidade até acampamento e prática de esportes. A programação durante o tempo livre foi fundamental para envolver o menino na programação. “No inicio ele não gostou muito da ideia de passar as férias de julho estudando, mas aos poucos foi se animando e agora está bastante ansioso para viver a experiência”, conta a psicóloga.

Os Moraes Biancolini optaram pela estadia em casa de família, na qual ficarão durante as quatro semanas de curso na casa de uma família canadense. “Essa é nossa maior curiosidade nesses meses que antecedem a viagem. Ainda não sabemos muito sobre a família que nos acolherá, mas tenho certeza que será uma ótima oportunidade de estimularmos a conversação em inglês fora da escola também”, afirma Débora.

A expectativa em torno do intercâmbio com a família é cada vez maior, mas segundo a psicóloga, o fato de poder experienciar este momento ao lado do marido e o filho a deixa mais segura. Como mãe super preocupada, Débora espera ter a capacidade de preparar seu filho Alexandre para o futuro: “a ideia que é depois ele possa repetir experiência sozinho. Longe dos nossos olhos”.

Todas as bolsas abertas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.