Início » Bolsas de Estudo » Bolsas Erasmus Mundus para mestrado na Espanha, Escócia, Holanda e Alemanha

Bolsas Erasmus Mundus glocal barcelona

Mais um programa com bolsas Erasmus Mundus para mestrado na Europa: desta vez os benefícios são para o curso International Master in Global Markets, Local Creativities (Mercados Globais, Criatividades Locais – GLOCAL). O programa reúne quatro universidades parceiras de quatro países diferentes: Escócia, Espanha, Holanda e Alemanha. O estudante terá a oportunidade de viver em no mínimo três desses lugares, de acordo com a especialização que escolher.

As aulas começam em setembro e as inscrições para concorrer a uma das bolsas vai até o dia 31 de janeiro.

>>> Universidade dá bolsas integrais de mestrado na Itália

>>> Fundação Carolina oferece 524 bolsas para estudar na Espanha

Sobre o mestrado GLOCAL

O conteúdo do curso aborda história, teoria, instituições e culturas do capitalismo global, além de tratar das perspectivas da economia globalizada com foco nas economias e indústrias culturais e criativas e nos ecossistemas urbanos que fomentam o empreendedorismo e a inovação.

O mestrado tem duração de dois anos e as aulas são em inglês. O primeiro semestre tem sede em Glasgow (Escócia), o segundo em Barcelona (Espanha) e o terceiro varia de acordo com a especialização que o candidato escolher, como explicamos abaixo. O quarto semestre é reservado para a realização da pesquisa de dissertação sob orientação dos professores de Rotterdam ou de Gottingen em uma das universidades parceiras. No terceiro semestre, os estudantes devem escolher entre:

  • História Global & Cidades Criativas: tem sede em Rotterdam (Holanda). Dá ênfase ao estudo das ordens econômicas, de cidades e indústrias criativas e da história das relações internacionais e da globalização. Essa opção é adequada para candidatos com formação em Artes e Humanidades (Letras, Antropologia e outras áreas afins).
  • Mercados Globais & Desenvolvimento: tem sede em Gottingen (Alemanha). O foco é o estudo da economia política global, empreendedorismo imigrante, marketing global e consumo de massa. Essa opção é voltada para candidatos com formação em História, Economia, Negócios, Administração, Contábeis, Sociologia, Ciência Política, Relações Internacionais e outras áreas afins.

A escolha é feita já durante a candidatura. O programa também inclui estágios obrigatórios e não-obrigatórios.

Bolsas Erasmus Mundus

Como nos outros casos de bolsas do programa Erasmus, os candidatos brasileiros entram na modalidade Partner Countries (países parceiros). Ela contempla estudantes de países não pertencentes à União Europeia que não tenham residido, estudado ou trabalhado na Europa por mais de 12 meses nos últimos cinco anos.

As bolsas são bem completas e incluem: as taxas universitárias (9 mil euros por ano); um auxílio para gastos de viagem (3 mil euros por ano para bolsistas de países distantes); valor único para instalação (1 mil euros); ajuda de custo mensal de 1 mil euros para subsistência durante a inteira duração programa (máximo 24 meses).

Pré-requisitos, candidatura e seleção

Os requisitos para concorrer às bolsas e entrar no mestrado são: possuir graduação com duração de no mínimo quatro anos e comprovar conhecimento em inglês – são aceitos certificados como: IELTS, TOFEL, CAE, CPE, PTE e Trinity College London Integrated Skills in English e outros. A questão do inglês, porém, parece ser bem flexível, pois a universidade de Glasgow oferece cursos pré-mestrado para estudantes interessados que não possuem o nível exigido.

Para se candidatar, é necessário compilar o formulário de candidatura para a bolsa e enviá-lo junto à Application Online do mestrado como um arquivo PDF até o dia 31 de janeiro. O formulário já inclui um campo para uma carta de apresentação, portanto não é necessário enviá-la separadamente.

Junto ao formulário de candidatura para a bolsa Erasmus, o candidato também precisa anexar a seguinte documentação:

  • Diploma (com tradução oficial em inglês);
  • Histórico escolar (com tradução oficial em inglês);
  • Duas cartas de recomendação em papel timbrado;
  • Certificado de proficiência em inglês;
  • Cópia do passaporte;
  • Curriculum Vitae;

Na seleção, o que conta mais é a apresentação pessoal do candidato (40%). Ela deve incluir uma explicação sobre os motivos pelos quais o candidato quer fazer o mestrado, como o estudo é relacionado aos seus interesses profissionais e o que significará para a sua carreira. Além disso, o candidato também deve argumentar sobre por que merece ser escolhido e citar uma ideia para um possível projeto de dissertação (que depois pode mudar).

Depois disso, o que tem mais peso na seleção é o desempenho acadêmico (30%) e as experiências acadêmicas e profissionais (20%). Por último, será avaliada a qualidade das referências (10%).

Veja o passo a passo sobre como se candidatar

Leia as respostas para as dúvidas frequentes

Saiba tudo sobre as bolsas

 

>>> Carta de motivação: quais os erros mais comuns e como evitar

>>> Bolsas de mestrado na Universidade de Oxford na Inglaterra

COMENTÁRIOS