Bolsas para mestrado em Estudos Globais do Erasmus Mundus

Outro Joint Master do programa Erasmus Mundus: o Mestrado em Estudos Globais – Uma perspectiva europeia (Erasmus Mundus Global Studies – A European perspective – EMGS). O curso combina métodos e teorias desenvolvidas nas áreas da história, ciências sociais, estudos culturais e economia para investigar os fenômenos da conexão global.

Veja todas bolsas Erasmus

 

O mestrado em Estudos Globais tem duração de dois anos e nesse período os alunos estudam em vários países. É obrigatório estudar em diferentes universidades europeias no primeiro e no segundo ano do curso.

Os estudantes podem indicar a sua preferência na hora de se candidatar. A decisão final, no entanto, será baseada também na qualificação do interessado e na distribuição dos selecionados entre as instituições. Também há possibilidade de fazer intercâmbio durante um semestre em uma das instituições parceiras.

>>> Existe limite de idade pra ganhar bolsa?

 

Universidades que fazem parte do consórcio:

Universidade de Leipzig (Alemanha)
Escola de Economia e Ciências Políticas de Londres (Inglaterra)
Universidade de Viena (Áustria)
Universidade de Wroclaw (Polônia)
Universidade de Roskilde (Dinamarca)
Universidade de Ghent (Bélgica)

Instituições parceiras:

Universidade de Fudan (China)
Universidade de Jawaharlal Nehru (Índia)
Universidade de Dalhousie (Canadá)
Universidade de Macquarie (Austrália)
Universidade da Califórnia em Santa Bárbara (EUA)
Universidade de Stellenbosch (África do Sul)

>>> Como validar diploma de mestrado do Exterior no Brasil

Bolsas para mestrado em estudos globais

As bolsas Erasmus+ no caso do mestrado em estudos globais cobrem todas as despesas de participação no curso (5,5 mil euros/ano), um subsídio mensal de 1 mil euros (máx. 24 meses) e auxílio para instalação e despesas de viagem entre 5 e 7 mil euros, dependendo do país de origem do bolsista.

Todas as candidaturas enviadas dentro do prazo serão automaticamente consideradas para as bolsas. Para concorrer ao benefício como não-europeu, o candidato não pode ser residente europeu e nem ter trabalhado ou estudado na Europa por mais de 12 meses nos últimos cinco anos.

Além das bolsas do Erasmus Mundus, também há possibilidade de estudar com bolsas parciais, pagando apenas a metade do valor de matrícula.

>>> Estudar na Alemanha é barato só você que não sabe

Requisitos e candidatura ao EMGS

Embora a língua oficial do curso seja o inglês, um dos requisitos para entrar no mestrado em estudos globais é conhecer pelo menos mais uma língua estrangeira. O inglês é obrigatório e o candidato deve comprovar no mínimo nível B2. Na outra língua, é suficiente um conhecimento mais básico (A2). Para se candidatar, também é preciso ter graduação completa em uma das seguintes áreas: história, estudos culturais, ciências sociais ou economia.

>>> Onde brasileiro faz pós-graduação pagando pouco

O período de candidatura ao mestrado em estudos globais deve começar em dezembro, mas, enquanto isso, você já pode ir se preparando. O processo de inscrição é composto por duas partes: preenchimento do formulário online e envio de documentos pelo correio. A documentação que deve ser enviada para a Universidade de Leipzig é composta por:

  • Formulário de inscrição impresso;
  • Currículo (em inglês);
  • Carta de motivação (em inglês);
  • Cópia do passaporte;
  • Comprovante de residência devidamente traduzido ;
  • Cópia certificada e devidamente traduzida do histórico do ensino médio;
  • Cópia certificada e devidamente traduzida do diploma de graduação;
  • Cópia certificada e devidamente traduzida do histórico escolar;
  • Certificado de proficiência em inglês (TOEFL, IELTS, CAE, CPE);
  • Comprovante de conhecimento de outras línguas estrangeiras;
  • Carta de recomendação de um professor universitário (em inglês).

Os documentos devem ser enviados para:

Erasmus Mundus European Master in Global Studies
Global and European Studies Institute
Emil-Fuchs-Str. 1
04105 Leipzig
GERMANY

A seleção para o mestrado em estudos globais e as bolsas Erasmus+ será baseada no histórico acadêmico, na motivação, no potencial e na experiência profissional do candidato. Também será levada em consideração a correspondência entre os estudos anteriores realizados e o mestrado. Os selecionados serão anunciados até julho.

Conheça melhor o programa EMGS
Saiba tudo sobre as bolsas
Entenda como funciona o processo de candidatura

Todas as bolsas abertas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

Uma resposta para “Bolsas para mestrado em Estudos Globais do Erasmus Mundus”

  1. danielle nazareno disse:

    sou casada tenho dois filhos sempre sonhei em estudar, trabalhar com minha familia fora do Brasil, tenho afinidade por alemanha india e canada. haveria algum apoio para o.meu perfil, quero muito que meus filhos tenham essa experiencia comigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.