Bolsa para mestrado em Engenharia Ambiental e Tecnologia do Erasmus

bolsa para mestrado em engenharia ambiental erasmus imete

Mais uma do Erasmus Mundus: desta vez uma bolsa para mestrado em Engenharia Ambiental e Tecnologia em três países diferentes – República Tcheca, Holanda e Bélgica. As candidaturas vão até o dia 15 de janeiro.

Bolsas Erasmus

O Mestrado em Engenharia Ambiental e Tecnologia (IMETE – International Master in Environmental Technology and Engineering) tem duração de dois anos e tem como foco principal a questão da poluição, tanto atmosférica quanto das águas.

Ele começa anualmente em setembro na cidade de Praga, na República Tcheca. O segundo semestre, que começa em fevereiro, é em Delft, na Holanda. Nesse momento, os estudantes podem escolher entre duas áreas: ecotecnologia ou tecnologias avançadas de tratamento de águas residuais.

O terceiro semestre é em Gent, na Bélgica, e o quarto é reservado para a pesquisa de dissertação. Neste último semestre, os alunos podem escolher uma entre as três universidades do curso ou ainda outra que seja parceira associada do programa. As instituições que organizam o mestrado são:

  • Universidade de Química e Tecnologia de Praga;
  • IHE Delft para Educação em Água;
  • Universidade de Ghent.

>>> Erasmus + dá bolsa para mestrado em Engenharia em Barcelona e outras três cidades da Europa

Como é a bolsa para mestrado em engenharia ambiental

Sendo um curso que faz parte do Erasmus Mundus, há cerca de 25 bolsas para mestrado em engenharia ambiental e tecnologia disponíveis. Os brasileiros podem concorrer aos auxílios para bolsistas proveniente de países parceiros – ou seja, não europeus.

As bolsas incluem a cobertura de todos os custos referentes ao curso (9 mil euros), uma ajuda para despesas e de viagem e instalação (4 mil euros) e um subsídio mensal de 1 mil euros durante toda a duração do mestrado (máx. 24 meses).

>>> Bolsa para mestrado em gestão ambiental na Alemanha com foco em recursos hídricos

Requisitos para cursar o mestrado e concorrer à bolsa

Para se candidatar ao curso e concorrer à bolsa para mestrado em engenharia ambiental, é preciso ter um diploma de graduação. A língua oficial do curso é o inglês, por isso também é necessário apresentar evidências de conhecimento do idioma através de um certificado de proficiência. O nível mínimo exigido é o B2, mas você pode entender direitinho como funciona através deste link.

Para ganhar a bolsa como originário de um país parceiro, o candidato não pode ter morado na Europa por mais de 12 meses nos últimos cinco anos. Para comprovar o local onde vive, o interessado deverá enviar um atestado de residência durante a candidatura.

>>> Veja outras bolsas para estudar engenharia com bolsa no exterior

Como se candidatar

O prazo para candidatura à bolsa para mestrado em Engenharia Ambiental para países parceiros vai até 15 de janeiro. Ela deve ser feita através do site da Universidade de Delft.

A documentação que o candidato deverá enviar para concorrer é:

Os documentos devem estar devidamente traduzidos. Eles devem ser enviados em PDF, Word ou JPEG e ter no máximo 2 MB. Os selecionados para a bolsa serão notificados até o dia 30 abril.

Saiba tudo sobre o curso
Leia mais sobre  as bolsas
Veja as respostas para as dúvidas frequentes
Inscreva-se agora

Todas as bolsas abertas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

Precisa de ajuda na candidatura?

Se você quer fazer pós-graduação no Exterior mas tá completamente perdido e precisa de ajuda, dá pra falar com o Partiu Intercâmbio. Sim, a gente presta consultoria ajudando quem quer fazer pós-graduação no Exterior com cartas de motivação e de recomendação, ajuda para preencher application, escolha das universidades, ajuda na busca por possíveis bolsas e tudo mais. Se você tiver interesse, é só colocar seus dados nesta planilha que a gente faz um orçamento sem compromisso.

>>> Daad dá bolsa para mestrado em mapeamento de risco ambiental na Alemanha 

COMENTÁRIOS

Uma resposta para “Bolsa para mestrado em Engenharia Ambiental e Tecnologia em 3 países”

  1. Daniela disse:

    Oi!!

    Quero muito me candidatar.

    Vi que o número de bolsas é entre 20 e 25, porém é para todos os cursos, ou seria somente para este do IMETE?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *