Como é a bolsa para intercâmbio em jornalismo no Reino Unido

O Future News Worldwide é um programa do British Council em parceria com algumas das mais importantes organizações de mídia do mundo que possibilita intercâmbio na área do jornalismo para estudantes de graduação, pós e recém formados. Até 2018, o programa acontecia em Edimburgo, na Escócia, no início de julho. Em 2019, o Future News vai ser em Londres, na Inglaterra. Eu, como boa jornalista, adoro divulgar oportunidades na área!

Bolsas pra jornalistas

O programa de intercâmbio é uma conferência que trata do futuro do jornalismo e são dois dias inteiros de palestras e workshops voltados para jovens jornalistas ao redor do mundo. Estudantes de qualquer área podem se inscrever. Só precisa ter interesse em jornalismo. Os palestrantes do evento são gente de peso da área – em 2018 teve a editora global da Reuters, uma correspondente internacional da BBC e a co-fundadora da Vox – nada menos que um sonho para jovens que querem mergulhar na área do jornalismo. A Yael Berman Szaniecki se formou em Jornalismo na PUC-RIO em 2018 e foi uma das selecionadas para representar o Brasil no programa. Conheci ela melhor por causa do grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e ela se inscreveu pro programa de intercâmbio em jornalismo porque viu a bolsa aqui. A Yael contou pra gente tudinho sobre o Future News. Confere: <3

>> Como fazer mestrado no Reino Unido

intercambio jornalismo yael partiu intercambio future news worldwide girl power

Yael (de cachecol) e Giovana foram as selecionadas do Brasil

Intercâmbio em Jornalismo: Future News Worldwide

“Como os organizadores gostavam de frisar ao longo do evento, tínhamos muita sorte de estar ali, entre os 100 jovens jornalistas ao redor do mundo que foram selecionados. Havia jovens de mais de 50 países engajados com o jornalismo em seus contextos locais. Essa era então uma oportunidade extraordinária pra trocar experiências e fazer uma imersão cultural. Mesmo que rápido, posso dizer que o Future News Worlwide foi tão intenso quanto cada um dos representantes selecionados, e eu sou extremamente grata por tudo que aprendi e vivi naquela semana em Edimburgo.

É impossível não falar de gratidão ao escrever sobre o Future News Worlwide. O British Council se preocupou com cada detalhe, das passagens à acomodação, das refeições às oportunidades de networking com os palestrantes e participantes do evento (o que é super importante num intercâmbio em jornalismo). Pra ser bem clara: o evento é 100% de graça! Eles não dão dinheiro, mas pagam a passagem aérea, ida e volta e te buscam e levam ao aeroporto. Além disso, dão acomodação e todas as refeições durante toda a duração da conferência. Pra melhorar, ainda organizaram um coquetel no Parlamento Escocês dia anterior à conferência para começarmos a nos conhecer.

Yael em Edimburgo

A conferência Future News no Reino Unido

No dia seguinte, organizaram um jantar suuuper especial no The Hub,  que foi construído entre 1842 e 1845 e é a coisa mais linda do mundo! – bem naquele estilo gótico característico de Edimburgo, e ao lado do castelo! O objetivo do jantar era estimular o networking, tanto entre os participantes, quanto entre nós e os palestrantes. Quando chegamos, fomos recepcionados por um homem vestindo aquela roupa tradicional escocesa e tocando gaita de fole enquanto abria o caminho para o tapete vermelho, bem cena de filme mesmo!!  Subimos e nos sentamos nas mesas já preestabelecidas: cerca de oito participantes junto com um dos palestrantes.

intercambio jornalismo yael partiu intercambio future news worldwide british council Catherine Gicheru

Yael tietando a palestrante Catherine

>>> Bolsa Chevening para estudar na Inglaterra com tudo pago

Os dois dias de palestras, workshops e debates foram intensos. Me lembro de ter ficado emocionada e impactada com a primeira palestra. Quem abriu o evento foi Catherine Gicheru, membro do International Center for Journalists – ICFJ e editora veterana no Quênia, trabalhando no Code for Kenia, uma iniciativa para promover o jornalismo de dados e inovações cívicas. Ela já foi selecionada para a Fellowship do Reuters Institute, em Oxford, e para a Nieman Fellowship, em Harvard. Mulher, negra e acadêmica, Catherine demonstrou com exemplos práticos porque precisamos de mais mulheres como ela ocupando espaços. Ela já desenvolveu diversos projetos no campo do jornalismo, que buscam promover mudança social por meio de dados e de tecnologia.

Logo depois de Catherine, tivemos outra palestra incrível, de mais uma mulher inspiradora: Melissa Bell, co-fundadora da Vox. Foi uma abertura e tanto, capaz de fazer as ideias fervilharem de ideias e entusiasmo. Perfeito pra começar e esperar todos as outras palestras sensacionais que estariam por vir.

intercambio jornalismo yael partiu intercambio future news worldwide Yael em Edimburgo.2 (1)

Yael passeando em Edimburgo

Sobre a inscrição para o intercâmbio em jornalismo

Uma vez correspondendo aos pré-requisitos (ter entre 18 e 25 anos, ter interesse em jornalismo, falar inglês fluente e estar fazendo qualquer curso de graduação, mestrado ou ter se formado depois de 1 de julho de 2017), o candidato deve completar um formulário online com detalhes pessoais e responder a duas perguntas para testar suas habilidades e interesses em jornalismo. Eles disponibilizaram as perguntas no próprio site, assim, podíamos ler antes e nos preparar com calma – algo que considero de extrema importância quando queremos ganhar uma bolsa.

A primeira questão era um “personal statement”, uma espécie de carta de intenções, falando nas nossas motivações para aplicar para o Future News Worlwide. Deveríamos responder a perguntas como “Por que você quer ir para o Future News Worldwide?” e “Como você vai ser beneficiado pelo programa?”. A segunda questão era fazer uma reportagem sobre um assunto de nossa escolha relacionado ao nosso país, dentro de temas políticos, sociais, tecnológicos ou sustentáveis. Eu, que sou carioca, fiz uma reportagem sobre a Intervenção Federal no Rio de Janeiro. A data final para aplicar em 2018 era 28 de fevereiro, ou seja, na época, a intervenção era novidade, e um tema muito quente.

intercambio jornalismo yael partiu intercambio future news worldwide british council giovana e vinho

Algo que achei muito bacana sobre a seleção é que podíamos aplicar em qualquer formato de mídia. Eu fiz minha reportagem escrita e meu personal statement em áudio, por achar que, assim, poderia me aproximar mais da banca de seleção.

Terminei minha seleção para o intercâmbio em jornalismo em cima do laço e pra ser sincera, estava tentando não criar muitas expectativas, afinal, se tratava de uma bolsa integral com concorrentes do mundo inteiro. Eu estava estudando e trabalhando, sem tanto tempo pra me dedicar à inscrição, e pensava que talvez outros jovens com mais tempo pra dedicar pudessem ser selecionados na minha frente. Mas, pra minha surpresa e alegria, no dia 3 de abril estava no trabalho, quando abri meu email e dei de cara com uma oferta de lugar para participar do programa. Agora que já fui e voltei, quero recomendar MUITO esse programa pra todos os jovens jornalistas, especialmente os loucos por bolsas de estudo, viagens, pessoas, e novas culturas, assim como eu! Por isso, pra terminar, vou deixar aqui algumas dicas do que fazer pra ser selecionado pra essa bolsa incrível!

>>> Bolsas para participar de eventos no Exterior

Dicas para ser selecionado para o Future News Worldwide

Uma dica muuuito importante que dou é esmiuçar o site do programa para o qual você quer aplicar. Assim, você vai descobrir a(s) proposta(s) da organização e o que eles querem de você! Imagina, eles vão pagar tudo pra você! Sua inscrição tem que ser um match com o que a organização do programa acredita. Então, pesquise beeem, leia tudo sobre as edições passadas, tente falar ou ler relatos de ex-participantes, veja as campanhas para o evento…. Tudo isso vai te ajudar a entender o que eles querem de um candidato, especialmente pra responder às perguntas da carta de intenções.

>>> Bolsa para estudar em Londres com tudo pago

Quanto à reportagem para o intercâmbio em jornalismo: o que fiz e acho que pode ter contato pra minha seleção é ter escolhido um tema forte. Pensei: tenho que falar sobre o meu país, do que posso falar que pode ser interessante o suficiente para a banca? Fora isso, claro, entrevistar diferentes pessoas, coletar dados, ser criativo e original, enfim, tudo o que aprendemos na faculdade de jornalismo. Como a reportagem tem que ser em inglês, é bom separar um tempo para revisar bem o texto.

Se você fizer todos esses passos e se preparar com calma, reservando o tempo que uma inscrição como essa merece, tem grandes chances de ser selecionado. Nesse caso, você vai ter que enviar documentos por email, como o passaporte válido, o comprovante de matrícula da faculdade e o comprovante de que você fala em inglês no nível requisitado. Depois disso, o British Council vai fazer contato com a referência acadêmica colocada no formulário, e pedir que responda algumas perguntas sobre você. Por isso, esse é outro detalhe importante de se atentar. Coloque um professor ou professora que conheça você bem e possa falar de você com propriedade.

>>> Onde brasileiro estuda pagando pouco

Feito tudo isso, você vai começar a receber mais informações sobre a conferência, os palestrantes, e Edimburgo. Quando vi, já tinha grupo no Facebook e no Whatsapp com os selecionados, e assim, antes mesmo do evento já estávamos nos conhecendo. Tudo isso fez com que eu ficasse ainda mais entusiasmada! Agora, já de volta, posso dizer que Future News Worldwide superou todas as expectativas e eu só tenho a agradecer ao Partiu Intercâmbio, que foi quem divulgou essa bolsa maravilhosa e que, portanto, possibilitou que eu me inscrevesse. Espero que esse relato sirva de estímulo pra que mais pessoas se inscrevam e que minhas dicas ajudem na inscrição. Que mais brasileiros possam representar o nosso país na conferência!”

Meu muito obrigada pra Yael por contar tudo isso pra gente e se inscrevam nessa oportunidade para intercâmbio em jornalismo, meu povo!

Veja o edital do Future News

Todas as bolsas abertas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

Uma resposta para “Future News Worldwide: como é a bolsa para intercâmbio em jornalismo”

  1. Oi, tudo bem? Eu não entendi a questão da fluência em inglês. Meu diploma no curso serve??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.