10 dicas para ganhar bolsa de estudos e estudar fora - Partiu Intercâmbio




10 dicas para conseguir uma bolsa de estudos

Se você sonhar em ganhar uma bolsa de estudos no exterior, esse post vai te ajudar muito. Reuni aqui 10 dicas que me ajudaram muito nos processos seletivos! O Partiu Intercâmbio já tem diversos posts com dicas para conseguir bolsa, então tentei fazer essa lista com algumas dicas ainda mais específicas e que me ajudaram pessoalmente! Espero muito que também ajude você que está lendo. Vamos para a lista para ganhar bolsa de estudos:

Como fazer pós fora

 

1) Deixe pronto todos os requisitos comuns entre diferentes processos seletivos

Organize toda a documentação necessária: tradução do diploma da graduação (ou mestrado, se for o caso de você estar tentando um doutorado). Mesmo que você ainda não tenha certeza de qual bolsa de estudos tentar, todos vão pedir esses documentos, então faça isso o quanto antes para poder focar nas outras partes do processo!

2) Leia exemplos de carta de motivação

Se possível, procure referências de cartas de motivação para esses processos seletivos. Acredito que no Brasil nós não estamos muito acostumados a escrever cartas de motivação, mas esse é um elemento importantíssimo durante o processo de candidatura no exterior (seja para bolsa de estudos ou vagas de emprego). Sendo assim, é bem importante que você se familiarize com modelos de carta de motivação, para ter uma melhor noção do que escrever nas suas. Não tô falando aqui de copiar, né gente, mas sim de entender a estrutura textual que esperam de você.

3) Dedique tempo para a sua carta de motivação

A carta de motivação é um dos elementos mais importantes para ganhar bolsa de estudos! Uma carta de motivação boa pode fazer a banca avaliadora gostar de você e pensar que você é o candidato ideal para aquela bolsa. Então não deixe pra escrever de última hora. Escreva várias versões da sua carta, e dê um tempo às vezes, volte no documento, edite mais um pouquinho. Quando achar que tá legal, peça pra algum amigo ler e te dar um feedback. Também faça uma revisão ortográfica! 

4) Peça suas cartas de recomendação com a maior antecedência possível

Como as cartas de recomendação precisam ser escritas por outras pessoas que não você, não deixe isso para cima da hora! Tente dar um tempo razoável para as pessoas escreverem, pra não ser algo desagradável ou algo que elas terão que fazer correndo. Muitas vezes as pessoas que pensamos em pedir para escrever as cartas (ex-chefes, professores, etc) tem uma agenda bem cheia e provavelmente terão um tempo limitado para escrever sua carta. Peça o quanto antes para não correr riscos! 

5) Tente deixar a timidez um pouco de lado

Quando comecei a pesquisar mais sobre os processos seletivos, não tinha vergonha nenhuma de mandar mensagem pra quem for que seja e tirar qualquer possível dúvida ou até pedir conselho! Já entrei em contato com vários brasileiros que tinham conseguido algum processo seletivo que eu pensava em tentar. Isso era muito legal pra tirar dúvidas, e existem muitas pessoas legais nesse mundo dispostas a ajudar.

Tente não perguntar coisas que uma busca no Google poderia te responder, tipo: quais os documentos necessários ou prazos. Leia muito o site da bolsa, se familiarize com o edital, e use esse tempo com pessoas para perguntar coisas pessoais: “como você se preparou para a entrevista? O que você mencionou na sua carta de motivação?”.

Quando eu tentei a bolsa Chevening, conheci uma brasileira maravilhosa que era ex bolsista e me convidou pra treinar para a entrevista com ela! Sim, uma hora no Skype com treinamento mais que especializado 🙂 Também conversei com um ex estudante de um mestrado em Documentário da Erasmus que era um amor e me dava várias dicas para o vídeo que precisava mandar como parte da candidatura. 

6) Faça simulados da prova de proficiência

Eu comprei um livro com provas antigas do IELTS, mas sei que tem muito conteúdo online e gratuito do TOEFL e do IELTS também! Eu colocava um timer com o tempo exato que teria no dia da prova e começava a fazer. Depois checava quantos pontos tinha feito, e qual seria minha nota. Fiz isso várias vezes e ajudou muito! Não sou nem um pouco fã de provas de proficiência, acho bem difícil e o tempo é curtíssimo, então os simulados ajudam muito a me preparar melhor e saber exatamente o que esperar. 

7) Assista canais no YouTube com conteúdo focado na prova de proficiência que você precisa

Eu assisti muitos canais com dicas para a prova do IELTS, especialmente na parte de escrita! Tem uns vídeos super específicos que dão dicas muito boas para as provas, e eu ficava assistindo esses vídeos num looping infinito pra estudar. Outra coisa legal que eu fiz foi uma parede de post-its com um vocabulário bem específico que eu precisava usar na parte de escrita da prova. Isso me ajudou muito pra aprender algumas palavras que melhoraram minha escrita acadêmica no IELTS.

8) Se você tiver oportunidade, contrate o serviço de mentoria da Bruna aqui do Partiu Intercâmbio

Isso pode parecer propaganda forçada, mas não é – eu conheci a Bruna e o Partiu Intercâmbio enquanto procurava uma bolsa de estudos, e lembro de ficar receosa sobre a mentoria. Queria muito conseguir uma bolsa de estudos, mas estava com medo da mentoria não valer a pena e desperdiçar meu querido dinheirinho. No final, a Bruna me mandou uma live maravilhosa da Priscila Bordon, que conseguiu uma bolsa Chevening e uma bolsa Fulbright, e essa live me convenceu que valia tentar!

A Bruna trabalhou comigo na minha preparação para a bolsa Chevening, e me ajudou a escrever os essays. Esses essays foram ficando tão lindos ao longo dos meses em que fiz a mentoria, que no final do processo só faltava eu dormir abraçada com eles! Digo isso porque sem a Bruna eu jamais teria conseguido escrever eles de uma forma que eu me sentisse realmente orgulhosa de quem eu sou e da minha trajetória pessoal e profissional.

Como o Chevening é um processo bem longo e você precisa parar para pensar sobre plano de carreira, perfil de liderança, e potencial de networking, foi um processo que fez eu olhar para minhas conquistas de uma maneira mais grata. A Bruna é maravilhosa e esse processo mudou algo dentro de mim <3 No início do processo eu não tinha muita fé em mim mesma, e no final eu lia os essays e pensava: “é, acho que talvez dê certo sim”. E passei na primeira fase! Ainda lembro da alegria e da tremedeira quando abri aquele e-mail falando “We are pleased to inform you…”. No final, não passei na segunda fase (que é uma entrevista), mas me fez aprender o suficiente pra tentar outras bolsas sozinha até que uma deu certo (fui bolsista da Orange Tulip).

9) Não desanime de ganhar bolsa de estudos ao receber um não!

Eu recebi um não na segunda fase da Chevening e em mais duas bolsas Erasmus, mas continuei tentando porque coloquei na cabeça o pensamento: “não sei como vai dar certo, mas uma hora vai dar certo”. Mesmo que receber um não seja chato, tenha em mente que alguns desses processos seletivos são muito concorridos e portanto difíceis. Não fique se culpando ou se achando inferior por conta de um não!

Tente se aperfeiçoar e aprender com cada processo. Com o tempo fica muito mais fácil escrever uma carta de motivação, e você vai fazendo as coisas mais rápido. Sem contar que os documentos necessários das bolsas são geralmente os mesmos, tipo a tradução do diploma e histórico da graduação. Então se você tem os documentos para uma bolsa, provavelmente terá para todas! Só a carta de motivação que realmente você precisa escrever da maneira mais específica possível para cada processo seletivo.

10) Quer ganhar bolsa de estudos? Organize um cronograma

Enquanto eu tentava a Chevening, já tinha em mente que era uma bolsa concorrida. Por causa disso, me inscrevi para outras três bolsas ao mesmo tempo. Foi bem corrido, mas valeu a pena! Fiz a prova de proficiência em inglês, o IELTS, e a prova tinha validade de dois anos. A prova foi bem desafiadora pra mim (sem contar que não é algo barato), então eu me organizei pra tentar o máximo de bolsas possíveis dentro desses dois anos. Faça uma tabelinha do Excel e vá anotando as bolsas que você tem interesse, junto com os prazos que você precisa ter em mente de cada uma das bolsas.

Essas foram as nossas dez dicas para conseguir uma bolsa de estudos linda e cheirosinha para chamar de sua. E você, tem alguma dica para ganhar bolsa de estudos? Compartilha aqui nos comentários! 

Todas as bolsas

Toda semana tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no TikTok e no LinkedIn. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Já quem quer receber alerta de novas bolsas de estudo pode se inscrever no nosso canal no no Telegram ou na nossa newsletter é grátis. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. A gente também presta consultoria para orientar quem quer estudar no Exterior entre em contato e realize o sonho de estudar fora!

COMENTÁRIOS

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

livros amazon paratiu intercambio