Bolsa em Harvard pos doutorado partiu intercambio

Bolsas em Harvard para fellowship na área ambiental

Se você recebeu seu título de PhD recentemente e está procurando por oportunidades de bolsa em Harvard para pós-doc, então precisa conhecer o Harvard Environment Fellows Program, criado para possibilitar que recém-doutores possam utilizar os vastos recursos de Harvard para pesquisar problemas relacionados à questão ambiental.

Os Environmental Fellows, como são chamados os selecionados para o programa, trabalham por dois anos com professores de Harvard em qualquer departamento para criar conhecimento sobre o assunto, ao mesmo tempo que fortalecem conexões entre as muitas disciplinas acadêmicas da Universidade.

>>> Fulbright e as melhores bolsas nos EUA

O que a bolsa em Harvard cobre

A bolsa de pós-doc em Harvard inclui um salário anual de 87,5 mil dólares, seguro de saúde, e um valor de 2.500 dólares para viagens ou outros gastos profissionais. Qualquer um que tenha recebido um título de Doutorado entre Maio de 2020 e Agosto de 2024 pode se inscrever, e entre cinco e seis bolsistas serão selecionados.

>>Dá para fazer pós e trabalhar no Canadá? Sim!

Requisitos da fellowship em Harvard

Um pré-requisito importante para quem quer concorrer é encontrar um professor anfitrião entre o corpo docente da universidade. O professor anfitrião será um mentor, além de acompanhar toda a pesquisa e disponibilizar espaços de escritório e apoio administrativo.

Para ser bem sucedido, quem vai se inscrever precisa contar com uma recomendação forte do seu proposto anfitrião, então é importante entrar em contato e desenvolver um relacionamento com quem você gostaria que fosse seu anfitrião antes de fazer a inscrição.

>>> Fellowship: o que é e como conseguir

Como se inscrever na fellowship em Harvard de pós-doc?

O deadline para inscrição para a bolsa em Harvard vai até o dia 11 de Janeiro. É preciso ter recebido seu título de PhD conferido entre Maio de 2020 e Agosto de 2024. Candidatos de qualquer área podem se inscrever, e todos devem conseguir o apoio de um professor anfitrião em Harvard antes de iniciar o processo de inscrição.

Candidatos de todo o mundo podem se inscrever, mas é preciso ter inglês fluente. Os selecionados terão que se comprometer a dois anos de trabalho integram em Cambridge, Massachusetts.

>>Como fazer pós-graduação no exterior?

A inscrição é feita online, e é necessário submeter alguns documentos como: currículo com histórico de publicações, proposta de pesquisa detalhada (máximo de 5 páginas), três artigos publicados, três cartas de recomendação (incluindo uma do professor orientador da tese de doutorado), uma carta de aceite do professor anfitrião em Harvard.

Sobre a busca por um professor para a bolsa em Harvard

Os candidatos não familiarizados com os membros do corpo docente de Harvard encontrarão muitos possíveis orientadores, listados nas páginas da web do Harvard University Center for the Environment (HUCE), organizadas por áreas acadêmicas e tópicos. No entanto, é importante lembrar que professores de qualquer área ou departamento podem receber fellows.

Indicamos que você consulte as páginas dos membros do corpo docente para obter informações mais detalhadas sobre publicações e interesses. Qualquer docente de qualquer disciplina pode potencialmente servir como orientador, independentemente de ter ou não experiência anterior em pesquisa ambiental ou com a HUCE.

Os membros do corpo docente que estão orientando bolsistas de 2023 não são elegíveis para orientar bolsistas adicionais em 2024. Isso inclui Richard Lazarus, Michael Brenner, Peter Huybers, Henry Lee, Robert Stavins, Tiya Miles, Dan Schrag, Missy Holbrook e Ben Taylor.

O processo de inscrição é trabalhoso, mas a oportunidade de passar dois anos como pós-doc em Harvard certamente vale a pena e possibilita muitas oportunidades futuras na vida acadêmica e profissional, então se você se encaixa no perfil e tem interesse.

Precisa de ajuda para candidatar?

O Partiu Intercâmbio tem um programa de mentoria para estudar fora que já ajudou milhares de brasileiros a ganharem bolsas de estudos para estudar no Exterior. Confira no vídeo abaixo o que alguns dos nossos mentorados têm a dizer sobre o auxílio oferecido pela mentoria do Partiu Intercâmbio:

Aqui você pode conferir o que nossos mentorados falam sobre nosso programa de auxílio. A mentoria abre inscrições todos anos em janeiro e em julho e você pode se inscrever para receber avisos de quando as inscrições abrem e alertas de bolsas de estudos no Whatsapp.

Tá com dúvida se o acompanhamento completo da mentoria faz sentido pra você? Marque um horário individual pra tirar dúvidas e encontrar as melhores oportunidade pro seu perfil.

Economize em moeda estrangeira do Brasil

Recomendamos juntar dinheiro em moeda estrangeira e pagar a taxa da sua prova de proficiência usando a conta multimoedas do Wise (ex-Transferwise). A conta é gratuita e com ela você faz pagamentos da taxa de inscrição em processos de seleção em universidades ou junta dinheiro em moeda estrangeira com taxas muito menores. No lugar de pagar os 12% que seu banco cobraria, com o Wise você paga só 1,3% de taxa sobre a operação ou menos

Informações gerais sobre o Programa
Pré-requisitos para Inscrição
Inscrição

Toda semana tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no TikTok, no Twitter e no LinkedIn. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Já quem quer receber alerta de novas bolsas de estudo pode se inscrever no nosso canal no no Telegram ou na nossa newsletter é grátis. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. A gente também presta consultoria para orientar quem quer estudar no Exterior entre em contato e realize o sonho de estudar fora!

Sobre o autor

Bruna Passos Amaral

Bruna Passos Amaral é jornalista, viajante, entusiasta da educação. e apaixonada por idiomas. Na bagagem da criadora e mentora do Partiu Intercâmbio, já pesam dez intercâmbios - três nos Estados Unidos, seis na Alemanha e um na Finlândia.

Bolsas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Quem faz?

Bruna Passos Amaral é jornalista, viajante, entusiasta da educação e apaixonada por idiomas. Na bagagem, são nove intercâmbios – dois nos Estados Unidos, seis na Alemanha e um na Finlândia – e passeios por diversos países. Participe, mande relatos, perguntas ou sugestões. Os comentários no site são sempre respondidos!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e saiba das bolsas de estudos antes.

Redes Sociais