Carta de aceite da universidade ou orientador | Partiu Intercâmbio

Sempre que uma seleção de bolsa de estudos pede na documentação uma carta de aceite da universidade é uma chuva de comentários aqui no site: MAS COMO QUE EU FAÇO PARA TER ESSA CARTA DE ACEITE? No caso de quem quer fazer doutorado no Exterior, por exemplo, a carta de aceite do professor ou da instituição é fundamental pra candidatura porque é essa pessoa que vai te orientar durante todo o processo. Por isso, resolvi acabar com essa dúvida de uma vez por todas neste vídeo:

 

 

1° passo: a carta de aceite da universidade ou orientador?

Vamos separar alhos de bugalhos pra ninguém aqui se confundir. Antes de qualquer coisa, respire fundo e leia o edital com atenção para entender SE você precisa de uma de carta de aceite para a seleção de bolsa de estudos. Não são todos os editais que vão pedir isso, mas alguns como as bolsas do governo da Colômbia, as bolsas da Fundação Estudar, as bolsas da Universidade de Westminster, por exemplo pedem. Confirmou que precisa de uma carta de aceite da universidade? Beleza. Agora é a hora de entender que tipo de carta você precisa.

 

De modo geral, para cursos de mestrado, a carta de aceite da universidade vai ser quase sempre ser aquela que você recebe depois de passar por todo o processo de admissão da Universidade. Aquela alegria toda de preencher formulário, fazer carta de motivação, mandar cartas de recomendação, enviar a documentação traduzida e apostilada, tudo aquilo que eu já expliquei nesse post sobre como fazer pós-graduação no Exterior. Em geral, entre você fazer sua candidatura e ter a resposta de uma universidade se você foi aceito ou não é, no mínimo, seis semanas. Então, é sempre bom ver com a universidade onde você quer estudar quanto tempo leva pras candidaturas serem processadas e ver se vai dar tempo de se candidatar pra bolsa ou não. Nesses casos, você tem que se candidatar como qualquer ser humano e aguardar sua carta de aceite chegar (ou não)

 

No caso do doutorado e alguns outros cursos que pedem que você tenha a carta de aceite de um professor/orientador ou de uma instituição, o processo é um pouco diferente. Em um post incrível sobre como conseguir uma vaga para fazer doutorado no Exterior, a Thaís Sardá contou todo o processo dela atrás de um aceite de um orientador para fazer doutorado. Pro Aloísio Júnior, também foi assim pra conseguir a bolsa para fazer doutorado sanduíche da Fulbright e também do programa ELAP, no Canadá.  Tanto a Thaís quanto o Aloísio tiveram que entrar em contato com professores no Exterior pra tentar conseguir a carta de aceite.

 

Cara de pau é fundamental, mas tenha parcimônia

Quando a carta de aceite precisa ser de um orientador ou de uma instituição para programas em que você não passa por um processo de admissão geral, você vai ter que pesquisar quem são as pessoas que fazem desenvolvem pesquisas/projetos parecidos com o seu e sair contatando esse povo. Entrar no site da universidade/instituição onde você quer estudar é o primeiro passo. Lá você vai poder ver quem trabalha com qual tema e vai poder começar a entender quem poderia ser seu possível orientador/host.

 

Na hora de fazer o contato, não esqueça de se apresentar, mandar seu CV e projeto. Uma dica de ouro é não sair feito um doido desesperado mandando e-mail para todos os professores ou pessoas numa mesma instituição. Pega meio mal se todo mundo receber exatamente o mesmo email de você. Mapeie quem são as pessoas chaves para o seu projeto e comece por elas. Nesses casos, vou ter que informar que persistência vai ser fundamental. O Caio Guimarães, por exemplo, mandou mais de mil emails até conseguir um aceite de um professor para fazer um estágio no MIT.  Talvez você não consiga na primeira tentativa, mas não dá para desistir no primeiro não (ou no décimo) não. Também não é nenhum drama se seu possível “host” responder seu email dizendo que acha legal, mas sugerindo algumas mudanças no seu projeto. No caso da Fernanda Pugliero, isso foi fundamental pra ajudar ela a escolher o host para a bolsa German Chancellor Fellowship.

 

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 🙂

COMENTÁRIOS

5 respostas para “Carta de aceite da universidade ou orientador: como faz para conseguir”

  1. Kelly disse:

    Gostaria de estudar fora, aprender novas culturas, novos hábitos e costumes.
    Sei ser e estar, tenho vontade de aprender e por em prática o que me foi ensinado.

  2. Como posso inscrever? Ja tenho noçao d bolsa.

  3. Zeca Ngive disse:

    Na verdade de verdade o meu sonho é ter uma bolsa de estudo,
    Tou apedir a vc ajuda nao sei o que fazer

  4. O meu sonho é fazer engenharia eletrônica, para ajudar meu país a desenvolver, gsotaria muito de poder ganhar essa bolsa!!

  5. Leandra moreira de sousa disse:

    Quero muito uma bolsa de estudo meu sonho e mim forma em medicina pra ajuda meus pais espero q mim ajudem a co seguir meus objetivos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *