trabalhar na alemanha dicas para quem quer partiu intercambio

Trabalhar na Alemanha: dicas para quem quer tentar carreira por lá

O sonho da sua vida é trabalhar na Alemanha? Eu trabalhei por lá por um ano e meio na trivago depois de terminar o meu mestrado em International Media Studies com bolsa do DAAD. A Alemanha tem se aberto cada vez mais para pessoas qualificadas poderem trabalhar no país. Então, brasileiros qualificados podem trabalhar na Alemanha legalmente mesmo tem ter passaporte europeu. Se liga nas dicas:

Brasileiro pode trabalhar na Alemanha legalmente?

Em 2022, a Alemanha anunciou o “cartão de oportunidades” (Chancenkarte, em alemão), que foi chamado pela imprensa de “green card” alemão. Mas esse visto para estrangeiros e com algumas restrições e regras importantes não é o único jeito para trabalhar legalmente na Alemanha. Além do green card alemão, você pode candidatar para vagas para trabalhar na Alemanha do Brasil mesmo e se a empresa gostar de você vai te contratar mesmo sem você ter cidadania europeia.

A burocracia do visto de trabalho na Alemanha é um pouco chatinha e tem que ir no consulado/embaixada da Alemanha com seu contrato/oferta de trabalho na Alemanha para “reconhecer” seu diploma de graduação para poder tirar o visto de trabalho. Afinal, eles precisam ter certeza que você tem a qualificação necessária pra vaga. A grande maioria dos brasileiros que eu conheci durante o tempo que trabalhei na Trivago aplicou pras vagas na Alemanha do Brasil mesmo, passou por toda a seleção ainda no Brasil, foi selecionado, assinou contrato e aí, sim, foi pra Alemanha.

>>> visto para se preparar para estudar na Alemanha

Estudar na Alemanha facilita bastante

O meu caso foi um pouco diferente. Eu não tenho passaporte europeu, mas eu já estava na Alemanha porque fiz um curso superior completo no país (mestrado, no caso). Assim como eu, todos estrangeiros que completam graduação, mestrado ou doutorado na Alemanha têm direito a um visto de 18 meses só para procurar emprego na sua área de formação. Pra mim, além das universidades alemãs serem ótimas, oferecerem muitos cursos em inglês, dos preços para estudar na Alemanha serem muito bons, a possibilidade de ficar na Alemanha para trabalhar de maneira simples e sem uma burocracia absurda depois do seu mestrado, é um dos maiores atrativos para estudar na Alemanha.  Eu não precisei tirar esse visto dos 18 meses e tirei direto minha permissão de residência pra trabalho porque fui contratada por uma empresa alemã antes mesmo de meu visto de estudante terminar. Então, quando iniciei o trabalho, fui só trocar de permissão de residência.

>> Estudar na Alemanha é barato! 

Precisa saber alemão pra conseguir trabalho na Alemanha?

Como já expliquei aqui no Partiu Intercâmbio, morar na Alemanha sem saber alemão não é pros fracos. No entanto, você não necessariamente precisa saber alemão para ser contratado por uma empresa na Alemanha. Existem muitas empresas que contratam pessoas com inglês fluente como era o caso da empresa onde eu trabalhei. Saber alemão ou ter o mínimo de vontade e determinação de aprender vai tornar a sua vida lá muito mais agradável. Eu costumo brincar que quem vai pra Alemanha sem saber alemão e que não se mata pra aprender acaba não durando mais que três anos por lá porque… olha… não é pra amador, não.

É bem engraçado que eu sempre aviso todo mundo disso antes das pessoas irem e sou sempre chamada de EXAGERADA. Depois de um ano, todo mundo me dá razão. Eu amo muito a Alemanha e morar lá mudou a minha vida, mas aprender alemão foi essencial pra minha experiência ter sido tão boa.

>>> Motivos para começar a aprender alemão hoje

Pra quem não sabe, eu trabalhei de setembro de 2015 até março de 2017 na trivago, em Düsseldorf, na Alemanha. Eu fazia parte do time de Content Marketing para o Brasil. Iniciei escrevendo pro blog e depois virei coordenadora do time. Eu fui contratada antes mesmo de terminar meu mestrado em comunicação. O mais engraçado é que eu não conhecia ninguém na empresa e, na época, sabia pouco sobre eles. Eu sempre quis ter uma experiência de trabalho na Alemanha e o trabalho lá caiu como uma luva: eu começaria logo depois de terminar o mestrado, a vaga era pra trabalhar com um assunto que eu curto e fazendo o que eu mais amo: gerar informação.

trabalhar na alemanha brasileiros trabalhando na trivago
Eu e o Thiago em uma das salas bapho da Trivago em Düsseldorf

>>> Mais sobre trabalhar no Exterior

Como é trabalhar na Alemanha?

Minha experiência de trabalho na Alemanha foi numa start-up, então, fiquem ligados que ela não reflete o que é a experiência de trabalhar em qualquer empresa normal na Alemanha. A trivago tinha um bando de benefícios bacanas: desde ambiente mega agradável até horários flexíveis DE VERDADE. Tanto que eu brinco que se tem uma imagem que resume a minha experiência na trivago (apenas desconsiderem o sol, porque ele é coisa RARA na Alemanha), eu diria que é essa:

Fora a parte de trabalhar numa empresa muito legal e diferente do que a gente tá acostumado aqui, trabalhar na Alemanha fez meu currículo dar um salto. Eu nunca teria recebido ótimas propostas de trabalho no Brasil e em outros lugares, se eu não tivesse tido essa experiência de trabalhar na Alemanha. Pra vocês terem uma ideia, em 2018, quando cheguei ao Reino Unido as empresas praticamente ignoravam tudo que eu fiz na minha vida profissional e só levavam em conta a experiência que eu tive na Europa.

Como conseguir visto de trabalho na Alemanha?

Brasileiros sem cidadania europeira e com formação podem conseguir visto de trabalho na Alemanha por meio de diferentes maneiras. Cada tipo de visto tem suas vantagens e desvantagens. Segundo Embaixada da Alemanha no Brasil, é possível tirar os seguintes vistos de trabalho na Alemanha:

Cartão Azul (ou Blaue Karte, em alemão)

Vantagens da Blaue Karte: é uma premissão de residência fixa para profissionais na Europa, dá direito à emissão de um título de residência para cônjuge sem exigir um conhecimento de alemão; dá permissão imediata e ilimitada para aceitar um emprego.

Desvantagens: para poder ter acesso a um cartão azul você precisa ter um contrato de trabalho que ofereça um salário anual bruto pelo menos 56,4 mil euros. Médicos, trabalhadores qualificados das áreas da engenharia, ciências naturais, matemática e TI precisam de um sálario anual bruto de 43,9 mil euros para se qualificarem para esse visto.

Visto de trabalho para quem tem um contrato na Alemanha

Vantagens: seu sálario anual inicial não precisa ser tão alto. Pra quem estudou na Alemanha, não é necessario tirar esse visto no Brasil, então você pode só pedir a autorização de residência e fazer o processo da Alemanha sem precisar retornar pro Brasil.

Desvantagens: não é uma permissão de residência fixa. O portador do visto é elegível para residência fixa depois de um tempo morando na Alemanha que vai variar dependendo se você também estudou lá ou não.

Visto de Job Seeker (para procurar emprego) na Alemanha

Vantagens: pessoas com diploma de ensino superior ou de formações profissionais técnicas. No caso das profissões técnicas, você é necessário ter concluído um curso de formação profissional reconhecido com, pelo menos, dois anos de duração.

Desvantagens: vale apenas seis meses e, como você não tem uma oferta de emprego no país, você precisa comprovar para a embaixada ou consulado da Alemanha no Brasil que tem dinheiro o suficiente para se manter na Alemanha enquanto procura um trabalho.

Quer viver na Alemanha? Por onde começar

Vale lembrar que a vida de trabalho no exterior não é fácil e é MUITO diferente de morar fora para estudar ou fazer intercâmbio, mesmo numa empresa como a que eu trabalhei, mas vale muito a pena para dar aquele UP maravilhoso no currículo.

Precisa de ajuda para candidatar?

O Partiu Intercâmbio tem um programa de mentoria para estudar fora que já ajudou milhares de brasileiros a ganharem bolsas de estudos para estudar no Exterior. Confira no vídeo abaixo o que alguns dos nossos mentorados têm a dizer sobre o auxílio oferecido pela mentoria do Partiu Intercâmbio:

Aqui você pode conferir o que nossos mentorados falam sobre nosso programa de auxílio. A mentoria abre inscrições todos anos em janeiro e em julho e você pode se inscrever para receber avisos de quando as inscrições abrem e alertas de bolsas de estudos no Whatsapp.

Tá com dúvida se o acompanhamento completo da mentoria faz sentido pra você? Marque um horário individual pra tirar dúvidas e encontrar as melhores oportunidade pro seu perfil.

Economize em moeda estrangeira do Brasil

Recomendamos juntar dinheiro em moeda estrangeira e pagar a taxa da sua prova de proficiência usando a conta multimoedas do Wise (ex-Transferwise). A conta é gratuita e com ela você faz pagamentos da taxa de inscrição em processos de seleção em universidades ou junta dinheiro em moeda estrangeira com taxas muito menores. No lugar de pagar os 12% que seu banco cobraria, com o Wise você paga só 1,3% de taxa sobre a operação ou menos

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

Sobre o autor

Bruna Passos Amaral

Posts relacionados

1 comentário em “Trabalhar na Alemanha: dicas para quem quer tentar carreira por lá”

  1. Boa noite Bruna estou no sexto ano de ciencias contaveis tranquei a matricula quero estudar ingles e depois continuar a faculdade na alemanha pode indicar me uma agencia de intercambio ou vc faz esse intercambio se vc faz qual e o custo? Grata Humberto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Quem faz?

Bruna Passos Amaral é jornalista, viajante, entusiasta da educação e apaixonada por idiomas. Na bagagem, são nove intercâmbios – dois nos Estados Unidos, seis na Alemanha e um na Finlândia – e passeios por diversos países. Participe, mande relatos, perguntas ou sugestões. Os comentários no site são sempre respondidos!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e saiba das bolsas de estudos antes.

Redes Sociais