Unesco e governo japonês dão bolsas para pesquisa no exterior

bolsas para pesquisa no exterior unesco governo japão

Está aberto até o dia 30 de outubro o edital do programa da Unesco em parceria com o governo japonês que concede bolsas para pesquisa no exterior. Ele oferece 10 bolsas a candidatos provenientes de países em desenvolvimento.

Bolsas para pesquisa

O UNESCO/Japan Young Researchers’ Fellowship Programme também conhecido como fellowship Keizo Obuchi, prioriza candidatas mulheres e aqueles que têm a intenção de seguir seus estudos no Japão e seu objetivo é apoiar pesquisas inovadoras e criativas de pós-graduação em quatro áreas de desenvolvimento que são de maior interesse da Unesco.

>>> Bolsas de estudo sem limite de idade

Sobre o programa

As bolsas para pesquisa no exterior têm duração mínima de três e máxima de nove meses. Elas devem ter início a partir de junho de 2020 e a pesquisa deve ser finalizada até fevereiro de 2021. O candidato pode indicar dois países diferentes para realização da investigação.

O objetivo do programa é fornecer auxílio para a pesquisa, portanto taxas de matrícula, na maioria dos casos, não estão incluídas. Os candidatos devem apresentar um projeto com uma estimativa de custos. Eles devem considerar uma média de 1 mil a 1.8 mil dólares mensais para hospedagem e refeições – não mais do que isso.

A contribuição máxima concedida pelo programa é de 10 mil dólares. A bolsa será paga em duas ou três parcelas e não pode ser renovada.

>>> Research Training Program: bolsas para pós-graduação na Austrália

Requisitos para participar

Para concorrer a uma das bolsas para pesquisa no exterior, é preciso:

  • Ser pesquisador que já possua mestrado e que pretende fazer parte de sua pesquisa no exterior;
  • Ter um bom desempenho acadêmico e expectativas de contribuir para o seu país ao retornar;
  • Não ter mais de 40 anos;
  • Realizar pesquisa sob a supervisão de um orientador em uma instituição anfitriã;
  • Ser proficiente na língua de ensino do país de estudo;
  • Voltar ao país de origem após a conclusão dos estudos.

As áreas de pesquisa dos candidatos devem ser relacionadas aos seguintes temas: meio ambiente (com ênfase em redução de riscos de desastres); diálogo intercultural; tecnologias de informação e comunicação e resolução de conflitos.

>>> Programa Ibero-americano: bolsas para doutorado na Espanha

Como se candidatar às bolsas para pesquisa no exterior

As inscrições no programa podem ser feitas até o dia 30 de outubro para a indicação da Comissão Nacional para UNESCO via a presidência da Divisão de Nações Unidas III do Ministério de Relações Exteriores. A data de 29 de novembro é a data para que o órgão responsável no Brasil envie as candidaturas para o órgão internacional. Cada estado-membro pode ter dois candidatos inscritos no programa. A responsabilidade de selecionar esses pesquisadores é da Comissão Nacional de cada país, no caso do Brasil é o Divisão de Nações Unidas III do Ministério de Relações Exteriores. Isso significa que o candidato deve, em primeiro lugar, entrar em contato com a instituição pelo e-mail comissao.unesco@itamaraty.gov.br para o envio da documentação e a seleção preliminar.

Após a seleção no Brasil, os candidatos indicados devem ser enviar seus materiais ao departamento de bolsas de estudos da Unesco via correio para: Section of Participation Programme and Fellowships, UNESCO, 7, Place de Fontenoy 75352 Paris 07 SP.

Uma cópia da candidatura precisa ser enviada também por e-mail para s.bantchev@unesco.org and l.zas-friz@unesco.org. Ela deve incluir:

  • Formulário de candidatura da Unesco com duas fotografias recentes;
  • Cópias autenticadas de diplomas e histórico acadêmico;
  • Carta de recomendação;
  • Carta de aceite de uma instituição anfitriã;
  • Certificado de proficiência na língua do país escolhido;
  • Descrição detalhada em inglês ou francês do projeto de pesquisa (máximo 2 páginas).

O projeto de pesquisa deve conter os seguintes pontos: por quê; o quê; como; onde; quando; quanto vai custar. O candidato precisa, portanto, indicar uma estimativa detalhada dos recursos que ele necesita para desenvolver a pesquisa. O montante deve ser informado em dólares e não pode ultrapassar os 10 mil dólares.

Saiba tudo sobre as bolsas

+ Bolsas de estudos

Toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem alertas de bolsas de estudos segmentados e dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. A gente também presta consultoria para quem quer estudar no Exterior e você pode pedir um orçamento sem compromisso

COMENTÁRIOS

7 respostas para “Unesco e governo japonês dão bolsas para pesquisa no exterior”

  1. Daiane dias Curvello disse:

    Ótimas dicas perfeito….

  2. Domingas canga disse:

    Bom dia caros.

    O que é necessario para fazer o mestrado

  3. Josué António dos Santos disse:

    Como faço pra me inscrever pessoal.

  4. Rodrigo Bonfim disse:

    O texto está falando que o prazo é 30 de outubro – mas é 30 de novembro!

  5. Eu sou desempregado gostaria de ganhar bolsa para fora de meu pais sou Moçambicano meu número +258-846413487.

  6. Maria Eduarda oliveira do nascimento disse:

    Isso ainda é válido?

  7. Olá, como faço para me inscrever?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.