ONU dá bolsas para pessoas trans para capacitação na Suíça

bolsa onu para pessoas trans ativistas trans partiu intercambio

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) está com inscrições abertas para bolsa para pessoas trans para capacitação em Genebra, na Suíça. Os ativistas selecionados passam sete meses na sede da ONU na Suíça para aprender sobre os mecanismos de direitos humanos da Organização e sobre os quadros legais internacionais que protegem e promovem os direitos das pessoas transexuais.

Programas da ONU

O programa vai durar sete meses e o bolsista vai trabalhar dentro da Seção de Direitos Humanos das Mulheres e Gênero do ACNUDH.  A ideia é que durante a experiência a pessoa trans selecionada apoie a pesquisa e a análise de padrões de violações de direitos humanos que afetam as pessoas trans para auxiliar no desenvolvimento de materiais de informação pública.

Outro ponto importante da bolsa é buscar e debater ferramentas para obter um maior engajamento de organizações da sociedade civil e dos defensores de direitos humanos nesta causa e também contribuir com a implementação das atividades do ACNUDH relacionadas aos direitos humanos de pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo para fomentar um entendimento mais amplo sobre gênero, que seja inclusivo para as pessoas trans e em não conformidade de gênero.

>>> Como ser voluntário da ONU

O que a bolsa para ativistas trans cobre

O programa da ONU para ativistas trans oferece carta de apoio e o pagamento das taxas do visto para o selecionado na Suíça. Além disso, o bolsista recebe  um auxílio mensal de 3.800 francos suíços para cobrir suas despesas durante o programa de bolsa,  passagem de ida e volta (classe econômica) no início/fim do programa de bolsa e seguro-saúde. O selecionado se compromete a enviar relatório na metade e ao final do programa de bolsa detalhando a experiência na Suíça.

>>> Quer trabalhar na ONU? Veja vagas abertas

Requisitos do programa para pessoas trans na Suíça

Para poder se inscrever para a capacitação, é necessário

  • Se identificar como pessoa trans
  • Ser indicado por uma organização que trabalhe com os direitos humanos das pessoas trans;
  • Deve ter dois anos de experiência trabalhando com direitos humanos das pessoas trans/questões de direitos humanos, de identidade e de expressão de gênero;
  • Ser fluente em Inglês (comunicação oral e escrita)
  • Conhecimento de qualquer outra língua oficial da ONU é vantagem;
  • Se comprometer a transmitir o conhecimento e a experiência obtida durante a bolsa ao retornar para a sua respectiva organização e/ou país de residência;
  • Deve ter, no mínimo, 18 anos de idade;
  • Ter autorização médica antes de começar o programa de bolsa.

>>> Bolsa para pessoas LGBTQ+ para mestrado na Inglaterra

A candidatura para o programa da ONU para ativistas trans

Interessados em participar do programa da ONU para pessoas trans precisam enviar os formulários de inscrição (incluindo a parte 1, do candidato, e a parte 2, da organização que o indicar) por e-mail até 5 de julho de 2019. O endereço para envio é o  2019transfellowship@ohchr.org. A organização esclarece que não responderá dúvidas sobre o status da candidatura e também que quem não for contatado em até seis semanas após o fim das inscrições, não foi selecionado para a bolsa para pessoas trans.

Veja o edital
Baixe o formulário de inscrição

Todas as bolsas

toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.