Oportunidade para estudar desenvolvimento sustentável na Europa

desenvolvimento sustentável mestrado erasmus

Divulgação/SteDe

Se você tem interesse em se especializar em uma área promissora e ter uma formação cada vez mais requisitada, esta é uma boa oportunidade. O SteDe, um mestrado em desenvolvimento sustentável do Erasmus, está com o edital aberto até 31 de janeiro.

Bolsas Erasmus

O Erasmus Mundus Joint Masters Degrees (EMJMD) in Sustainable Territorial Development (SteDe) tem como objetivo formar especialistas para ajudar organizações que atuam no território (empresas, comunidades locais, organizações da sociedade civil). Esses profissionais terão condições de elaborar políticas na área para gestão econômica, social, ambiental, internacional e intercultural.

>>> Como faz para estudar na Itália

Sobre o mestrado SteDe

O mestrado em desenvolvimento territorial sustentável explora os desafios da competitividade econômica, da inclusão social, da proteção ambiental, da cooperação internacional e das relações entre culturas. O SteDe faz isso concentrando-se não apenas em comunidades locais, mas também em empresas, atores não estatais e organizações da sociedade civil.

Sendo resultado de um consórcio de universidades, o curso prevê mobilidade em três universidades europeias de países diferentes. No primeiro semestre, os alunos estudam na Universidade de Padova (Itália). A seguir, passam seis meses na Universidade Católica de Leuven – K.U. Leuven (Bélgica).

>>> Não tenho média alta, posso ganhar bolsa de estudos?

Posteriormente, fazem um semestre na Universidade Paris-Sorbonne (França). No último semestre, se for não europeu, o aluno pode escolher uma das três instituições parceiras para concluir o mestrado em desenvolvimento territorial sustentável.

Os estudantes formados no curso poderão trabalhar em diversas posições, como consultor ambiental, gerente de desenvolvimento sustentável tanto na iniciativa privada quanto no serviço público e representante de instituições nacionais ou internacionais.

Bolsa para estudar desenvolvimento sustentável

Para o ano acadêmico 2020/2021, infelizmente, o programa não prevê bolsas Erasmus, como nos anos precedentes. Contudo, ainda há possibilidade de concorrer a outros benefícios para estudar desenvolvimento sustentável na Europa.

>>>  Como fazer pós-graduação no Exterior

A Universidade de Padova oferece uma bolsa no valor de 24 mil euros (cerca de R$ 110 mil) para cobrir os 24 meses de mestrado. Todos os candidatos serão considerados para o auxílio, que é integral.

Além disso, a K.U. Leuven também oferece uma bolsa. O prazo para se candidatar é 15 de fevereiro. O benefício é de 5 mil euros, mas pode ser o dobro (10 mil euros), caso o estudante obtenha bons resultados no curso e escolha a instituição para fazer o semestre de conclusão do curso.

Segundo o site oficial do mestrado em desenvolvimento sustentável, é possível buscar outros tipos de auxílio. A organização disponibiliza, inclusive, uma lista de possíveis oportunidades.

Requisitos para entrar no mestrado na Europa

São aceitos no SteDe candidatos com formação em ciências humanas e sociais (economia, geografia, sociologia, desenvolvimento, administração, direito, etc). Do mesmo modo, também podem se candidatar estudantes graduados em ciências exatas (agricultura, ciências ambientais, engenharia, arquitetura, silvicultura, etc).

>>> Bolsa para mestrado em gestão do meio ambiente na Alemanha e no México

Ter um bom domínio do inglês e do francês – oral e escrito – também é requisito para se candidatar ao curso de desenvolvimento sustentável territorial. Não é obrigatório ter certificado de conhecimento das línguas para participar. Entretanto, de qualquer forma, os pré-selecionados terão de comprovar a proficiência nas duas línguas durante uma entrevista por Skype na segunda fase da seleção.

Candidatura ao mestrado em desenvolvimento territorial sustentável

A candidatura ao curso na área de desenvolvimento sustentável deve ser feita através do site. Para aplicar, o candidato irá precisar dos seguintes documentos em PDF:

  • Cópia do passaporte;
  • Comprovante de residência;
  • Cópia do diploma de graduação e outros certificados + cópia do Diploma Supplement (se possível);
  • Cópia do histórico acadêmico;
  • Duas cartas de recomendação (em papel timbrado da instituição ao qual a referência pertence);
  • Currículo (modelo Europass);
  • Carta de apresentação (em inglês ou francês – utilizando template)
  • Cópia do certificado de inglês e/francês (se tiver).

A seleção será baseada em três critérios principais: desempenho acadêmico, experiência profissional e interesse na área do desenvolvimento territorial sustentável. O conhecimento de inglês e francês e as cartas de recomendação também têm peso, porém, menor do que os três primeiros.

Todos os candidatos inscritos serão notificados sobre o resultado da seleção até o dia 30 de abril.  Se você está pensando em se inscrever para uma das bolsas Erasmus Mundus, não deixe de conferir nosso bate papo com brasileiros que já participaram do programa. Outra boa recomendação é ler esse texto de uma brasileira fazendo mestrado na França para saber melhor como é viver e estudar por lá.

Economize no pagamento da taxa de mestrados Erasmus

Brasileiros com cidadania Europeia podem fazer os cursos Erasmus pagando taxas muito menores. A Remessa Online é parceira do Partiu Intercâmbio e garante 15% de desconto no spread de transações em moeda estrangeira para os leitores: só usar o código partiuintercambio no site para garantir o benefício! O site e o atendimento todo são feitos em português e o Remessa é das poucas plataformas quem autorizam transferências para pessoas jurídicas e estabelecimentos comerciais. Assim, você pode pagar a matrícula do seu curso fazendo uma boa economia. No lugar de pagar os 12% que seu banco cobra, com os nossos parceiros você paga só 1,3% de taxa sobre a operação e ainda tem o desconto de 15% sobre a taxa ao usar o código partiuintercambio no site.

Saiba tudo sobre o curso
Veja mais informações sobre as bolsas
Acesse a página de candidatura

Todas as bolsas

Toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem alertas de bolsas de estudos segmentados e dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. A gente também presta consultoria para quem quer estudar no Exterior e você pode pedir um orçamento sem compromisso.

COMENTÁRIOS

Uma resposta para “Bolsa para estudar desenvolvimento sustentável na Europa”

  1. Barbara disse:

    O site está fora do ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.