Como aprender alemão (ou qualquer outra língua)

aprender alemão partiu intercambio

A minha história de resolver aprender alemão começou quando eu tinha 17 anos e fui pra Alemanha sem saber falar nada de alemão. Eu só sabia dizer hilfe (ajuda).

“Nossa, tu foi morar na Alemanha sem saber nada de alemão mesmo?”

Sim! E esta é uma das perguntas que eu mais escuto na vida. Não sei exatamente especificar por qual razão, um belo dia, aos 17 anos, resolvi que queria me aventurar na sopa de letrinhas e me aventurar para aprender alemão, o idioma que assusta muita gente. Com certeza, a ideia de passar um ano por lá fazendo um pedaço do Ensino Médio jamais teria se concretizado se eu tivesse realmente pensado no que estava prestes a fazer.

Estudar na Alemanha

Afinal de contas, se jogar numa vida nova sem ter a mínima noção do idioma pode ser (e muitas vezes é) um pouco desesperador. Mas ninguém morre e todo mundo aprende. Então, lá fui eu, com o dicionário na mala e aquela cara de cachorro perdido, para enfrentar o desafio de aprender alemão em dez meses. E sem fazer nenhum curso! Só frequentando a escola. Maluquice? Pode se ser, mas deu certo. Tão certo que até estágio em jornal alemão eu já fiz.

>>> Mais sobre a minha história na Alemanha

Aprender alemão na Alemanha não foi fácil

Os primeiros três meses de Alemanha para aprender alemão durante o intercâmbio de High School foram… hmm… tenebrosos (como eu já contei aqui). Engordei 10kg nessa época, gente! Nada pior para uma pessoa falante do que ter que ficar quieta. Ao final desse período, fui começando a entender as coisas, mas ainda não falava muito.

Do quarto mês em diante, a minha família hospedeira começou a usar cada vez mais alemão pra falar comigo. Óbvio que sempre tinha um monte de coisa que eu não entendia e elas explicavam com toda a paciência do mundo. No sexto mês, já dava para entender tudo, eu falava bastante também e cometia muitos erros. Os amigos sempre davam uma ajudinha, corrigindo e explicando o sentido das coisas. No final do intercâmbio, eu falava, escrevia e entendia tudo em alemão. Ainda tinha muito a aperfeiçoar, mas já era o suficiente para me comunicar de forma eficiente.

Quando voltei, em julho de 2003, segui fazendo alemão no Instituto Goethe e fiz prova de proficiência (é sempre melhor fazer esse tipo de teste logo de cara porque tá tudo ainda fresquinho na cabeça!).

>>> Como falar alemão rápido

Não se engane, saber falar alemão dá trabalho

Mas como tudo isso se tornou realidade? Com muito trabalho e empenho. A aprender alemão, assim como qualquer outro idioma, não acontece por osmose a não ser que você seja um fenômeno do aprendizado. Adoro o pessoal que acha que “estando lá aprende, não precisa fazer nada”. Óbvio que estar no país ajuda, mas só estar lá não vai garantir nada se você ficar parado. Ah, vale avisar: não sou nenhuma especialista em idiomas e muito menos qualquer tipo de gênio das línguas estrangeiras. As dicas que seguem são todas baseadas em puro empirismo.

>>> Estudar na Alemanha é barato só você que não sabe

Então aí vai:

Como aprender alemão (ou qualquer outro idioma):

aprender alemão

Acostume seu ouvido

Nunca vi tanta televisão e ouvi tanto rádio como quando morei na Alemanha em 2003. Nos primeiros meses, era como só ver as figuras e, depois de um tempo, fui percebendo que sabia pronunciar palavras cujo o significado eu desconhecia. Além disso, mesmo que eu não entendesse o que estava acontecendo, a minha compreensão global tava rolando: não dava pra saber exatamente do que se tratava em cada palavra, mas dava pra entender o contexto das coisas. Isso me ajudou bastante na pronúncia e a associar palavras com determinadas situações. Abuse da TV e do rádio na hora de aprender alemão ou qualquer outro idioma! Uma boa dica para acostumar o ouvido com o o alemão é seguir minha playlist de músicas em alemão no Spotify

 

Faça exercícios de gramática

Não adianta, a gramática do alemão é um pouco xarope e bem diferente da do português, então, uma das primeiras coisas que fiz ao chegar foi comprar uma gramática daquelas com explicações curtas e muitos exercícios. Todos os dias, eu parava meia hora para fazer alguns capítulos. Acho que especialmente em línguas como o alemão, com uma gramática casca grossa e bem diferente da nossa, é fundamental dispensar um tempo pra isso por dia para ir fixando as estruturas. Foram seis meses de treino diário por meia hora. Nunca mais na vida eu tive a mesma disciplina, mas valeu a pena e meu alemão ficou afiadíssimo.

>>> Motivos para investir no estudo do alemão

Espalhe bilhetes em alemão pela casa

Numa atitude muito simpática, minha “mãe” alemã, a Cláudia, colou bilhetinhos por toda a casa com o nome das coisas para me ajudar a aprender alemão. Aí sempre que eu esquecia o nome de algo era só olhar para o papelzinho e “colar” na hora da conversa.

 

Aprenda dez novas palavras por dia

Depois dos primeiros 30 dias de Alemanha, entrei em desespero. Lembro de conversar com a Cláudia dizendo que eu nunca ia aprender e que aquilo tudo era impossível. Ela, que é professora de inglês do Ensino Médio, me dizia: “tu não precisa de curso. Calma, com tempo e estudo tu vai aprender” e me propôs um “jogo”. Todos os dias depois do jantar, ela ia me perguntar quais eram as dez novas palavras que eu aprendi no dia. Era bem bacana, eu colocava num papel a palavra em alemão e português. Ela lia em português e eu tinha que dizer em alemão. Rendeu boas risadas pra nos duas. Caso você não esteja na Alemanha, dá para usar a mesma tática com aplicativos tipo o Duolingo 🙂

>>> Melhor método para aprender idiomas

Durante o intercâmbio, não ande só com estrangeiros

Eu sei. Intercambistas são amigos fáceis (e maravilhosos) eles estão na mesma situação que nós, entendem nossos dilemas, muitas vezes até a nossa língua, mas morar no exterior e SÓ ter amigos de fora do país onde você está não dá. Em lugares de língua inglesa, até faz sentido porque, no fim das contas, todo mundo vai ter que falar inglês. A gente conhece gente de todos os cantos, mas é fundamental se esforçar um pouco para fazer amizade com os locais.

Esqueça o medo de errar

Essa dica vale pra quem vai aprender alemão, inglês, japonês, italiano ou qualquer idioma. Afinal, até em português a gente vive cometendo erros… Errar faz parte do aprendizado. Uma boa dica é pedir para que os amigos corrijam sempre que você repetir muito um erro. E não me venham com essa de ter vergonha de ter sotaque porque isso não faz sentido algum.

>>> Como é morar na Alemanha sem saber alemão

Dicas para aprender alemão online

No site da Deutsche Welle, tem vários cursos de alemão online gratuitos bacanas. Depois de se cadastrar, você faz um teste de nivelamento. O curso é completinho para quem quer ter um primeiro contato com a língua. Outro site divertidíssimo com dicas sobre alemão e como aprender é o Germanofonia! Nele, o Lucas Shimoda explica o alemão dum jeito divertido e inteligente. Na pior das hipóteses, você pelo menos aprende umas coisas tipo “como se diz maria-chuteira em alemão“.

Na página do Alumni Portal Deutschland, tem bastante material bacana para quem quer aprender alemão online e de graça. O site tem um monte de exercícios de alemão bacanas e interativos para todos os níveis.

E vocês? como fazem para ajudar no aprendizado de um novo idioma? Contem nos comentários!

Todas as bolsas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

22 respostas para “Como aprender alemão (ou qualquer outra língua)”

  1. Arthur C. disse:

    Olá, Bruna! Eu tenho 16 anos e estou pensando em fazer intercâmbio na Alemanha. Eu gostaria de saber como que você entendeu as aulas se você era zerada em Alemão. Eu sou um bom aluno no Brasil e estou com medo de vir a reprovar por causa da língua.

  2. Lidi Gregory disse:

    Concordo plenamente com as dicas. Meu processo de aprendizagem foi parecido com esse. Fui para os EUA por 4 meses sem falar uma palavra de inglês. Tive aulas por um mês e o resto foi esforço e convivência. Voltei para o Brasil e continuei o esforço, todos os dias assistia (sem legenda), lia e tentava falar quando tinha oportunidade… Deu certo! Depois de um ano e meio a oportunidade de voltar e para o mestrado apareceu e se não fossem por aqueles 4 meses e ralação depois, teria perdido a oportunidade.

  3. Juliano Moraes da Silva disse:

    Parabéns pelo post 🙂

  4. Johnes disse:

    Oi muito útil seu post, nem sei se vc vai me responder já que ele foi publicado há muitos meses. Mas você sugere no texto que existem ALGUMAS universidades que aceitam o B2 para ingressar na faculdade, você poderia ser um pouco mais especifica? poderia citar alguma, pelo menos uma que aceite esse nível. Eu tenho TDN3 e tenho B2, estou na Alemanha e queria saber exatamente se é possível começar ja os estudos com um nível que noa seja TDN4 ou DSH equivalente ao C1. Obrigado, sucesso e boa sorte

    • Eu respondo TODOS os comentários 🙂 às vezes demora, mas respondo. Johnes, eu não posso ser mais específica porque:
      1) não conheço todos os cursos disponíveis na Alemanha em alemão
      2) não quero falar besteira
      Se a universidade vai aceitar B1 ou B2 varia muito da universidade e do curso que você vai fazer. Por exemplo, se você vai fazer um curso de mestrado ou graduação em linguística alemã, eles não vão te aceitar com um b1, entende?
      O curso que eu fiz, na universidade de Bonn aceitava o B2 como nível, mas eu – pessoalmente – acho bem complicado fazer um curso inteiro em alemão sem um c1, mas isso vai de cada um. E o meu curso era metade em alemão e metade em inglês. A maneira mais correta de saber se seu nível de alemão é aceito para o curso que você procura é simplesmente entrar na página da universidade na internet e checar os pré-requisitos de admissão. O resto é chutômetro 🙂
      abraço e boa sorte.

  5. Valéria disse:

    Uuuuaaauuu…. vou começar meu alemão! Tenho descendência e sempre quis aprender, mas os cursos geralmente são caros, tá aí a oportunidade! Muito obrigada! Se Deus quiser em breve Alemana! <3

  6. Alexandre Folquito disse:

    Excelente post! Comecei agora a estudar Alemão e estou gostando muito. Pretendo fazer um intercâmbio durante um semestre. Estou aprendendo muito por aqui! Obrigado

  7. Carolina Vollmer disse:

    Bruna, amei teu blog. Comecei a aprender alemão com 36 anos, estou com 37, ou seja, ainda nao sei nada kkkk. Acho extremamente dificil, mas estou persistindo para continuar assimilando a gramática, especialmente. Ano que vem pretendo passar um mês estudando alemão em Munique. Acho que nunca é tarde para aprender não e mesmo?

  8. André Felipe Acunha disse:

    Incrível, Bruna! Seu blog está me ajudando muito e passo horas viajando por ele. Parabéns!

  9. Amanda disse:

    Eu sempre amei música de vários países principalmente italiana e foi assim que começou.. em 2009 comecei a ver letras e tentar entender a língua comecei a assistir filmes, séries.. mesmo não entendendo tanto.. então eu entrei num site chamado livemocha eu acho que era isso e consegui aprender o básico do básico e hoje entendo bem .. aprendi sozinha .. bom agora estou tentando alemão e vou dizer que é bem complicado haha é meio que loucura tentar pronunciar as palavras

  10. Harper Bruno disse:

    Pode indicar colégios de lá pra iniciar o Studienkolleg? Estou querendo ir fazer graduação lá…

  11. Andrea Vieira disse:

    Boa tarde, não poderia deixar de comentar aqui o quão bacana acho o teu blog. Sempre com material pertinente, com links bem colocados, onde um clique leva a outro e quando tu vê, já passou mais de horas viajando dentro do blog, contribuindo de forma determinante com as melhores informações. Poderia pensar em um app hein… Pra tornar tudo ainda mais dinâmico! Anyway, parabéns! Tem me ajudado muito…
    Beijos!

  12. Júlia disse:

    Bruna, estou chocada com seu blog!! Eu adoreeeiiii!!! sério! Muito! Quero muito fazer um mestrado fora mas estava (e ainda estou) totalmente perdida. Estou procurando cursos, lugares mas não encontro nada sólido. Vou continuar tentando!

  13. Por enquanto vou me virando com o meu Inglês/espanhol safado !!! 😀

  14. Parabens pelo blog viu ? Curti muito !!! To louco para aprender alemão !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.