Bolsa da Fundação Lemann para pesquisadores em educação nos EUA

bolsa da fundação lemann teachers college EUA universidade de columbia

Teachers College/Divulgação

O programa Pesquisando o ensino e a aprendizagem: um imperativo para equidade na formação de professores tem o objetivo de financiar projetos que abordem questões relacionadas à desigualdade de ensino e aprendizagem. A bolsa da Fundação Lemann contempla aqueles que realizam seus estudos de pesquisa empírica em salas de aula de escolas públicas brasileiras.

Bolsas para pesquisa

Com a ideia de fomentar comunidades de pesquisa no território brasileiro, os grupos selecionados irão participar de um programa da Teachers College. Ela é composta pelo corpo docente da Universidade de Columbia. A bolsa da Fundação Lemann inclui um workshop de uma semana em Nova York e reuniões virtuais.

Além disso, a equipe também irá receber apoio para disseminar as conclusões da pesquisa no âmbito nacional e internacional através de encontros ou publicações. Segundo o instituto, serão contemplados até cinco projetos.

>>> Unesco e governo japonês dão bolsas para pesquisa no exterior

Requisitos para participar do programa

Para se inscrever como Investigador Principal e ganhar a bolsa da Fundação Lemann, é preciso ser pesquisador da área da formação de professores e empregado em instituições de ensino superior brasileiras. Os investigadores principais devem ter cargos docentes de período integral.

A equipe deve ser formada por três a cinco pessoas e não são aceitas inscrições individuais. O projeto de pesquisa deve atender populações carentes e investigar pedagogias com foco em ensino e aprendizagem. As iniciativas propostas devem ser tangíveis para transformar o processo de educação e desenvolvimento de professores.

O grupo deve apresentar uma carta de cada instituição mencionada. O documento deve incluir autorização de viagem para o workshop (2019) e para conferência da American Educational Research Association (2021). A carta também deve descrever se existirá apoio adicional relacionado ao projeto (incluindo dispêndio de tempo e alocação dos recursos).

Também é preciso apresentar uma carta de anuência do departamento de educação no nível estadual ou municipal, comprovando a aprovação do projeto proposto em escolas sob sua administração.

Pelo menos um dos membros da equipe deve falar, escrever e ser proficiente na leitura do inglês acadêmico. Isso poderá avaliado da seguinte forma: qualidade da escrita da proposta apresentada (em inglês; apresentação de um certificado (TOEFL, IELTS, etc) ou entrevista em inglês por vídeo.

Como é a bolsa da Fundação Lemann

A bolsa da Fundação Lemann cobre os custos da viagem à Nova York e à conferência da American Educational Research Association para três membros de cada grupo. As propostas também receberão 30 mil dólares para implementação dos projetos de pesquisa. O valor será pago ao longo de um período de dois anos.

Com a intenção de garantir a equidade, a comissão irá receber um máximo de duas propostas por região do Brasil. As equipes são responsáveis pelos gastos relacionados ao desenvolvimento e à submissão da proposta. Da mesma forma, os componentes são responsáveis por ter um visto válido para entrar nos EUA.

>>> Bolsa para estudar na Finlândia: doutorado e pesquisa EDUFI

Candidatura e seleção

O projeto que irá concorrer à bolsa da Fundação Lemann deve ser enviado através do portal da Universidade de Columbia. As referências devem seguir as normas da ABNT 2018 ou da American Psychological Association (APA).

Na proposta, devem estar presentes as informações de contato do investigador principal e dos membros do grupo, os seus CVs e uma biografia (1 página). Os pesquisadores devem indicar também a demanda de carga horária por membro em relação às tarefas do projeto e um organograma entre parceiros (escolas e outros).

Também serão avaliadas as cartas de apoio de instituições que comprovem que a pesquisa está de acordo com as políticas relevantes e a carta de aprovação de um ente da agência de educação competente.

É preciso ainda listar as metas do projeto e anexar um documento que expresse que a pesquisa foi escrita pela equipe responsável sem o auxílio de tradutores. Os pesquisadores também devem enviar os certificados de proficiência em inglês.

Por fim, o grupo deve indicar ainda o orçamento detalhado e justificado da pesquisa.

Os critérios de seleção serão baseados no mérito acadêmico, qualidade da equipe, qualidade do projeto, viabilidade, avanço esperado do foco da competição, impacto das conclusões além da proposta do projeto, compromisso com o projeto e compromisso com a disseminação das principais conclusões da pesquisa dentro e fora do ambiente acadêmico.

O prazo para submissão das candidaturas vai até o dia 15 de janeiro de 2019. No dia 15 de abril, será divulgado o resultado da seleção. O workshop acontece de 20 de maio a 20 de junho de 2019. Já a conferência será em abril ou maio de 2021.

Veja todas as informações sobre a bolsa
Saiba mais sobre o Teachers College
Inscreva-se

Todas as bolsas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *