Prova de Proficiência em Espanhol: dicas para o DELE

prova de proficiencia em espanhol DELE partiu intercambio

De olho naquela bolsa de estudos sensacional de intercâmbio? Buscando mestrado, doutorado ou pós-doc na América Latina ou na Espanha? Ou e querendo passar um semestre do ensino médio fora do Brasil? O primeiro passo é fazer a prova de proficiência em Espanhol. O DELE é válido internacionalmente, para fins acadêmicos ou profissionais. Eu me apresentei pras provas do DELE C1 em julho de 2019, então, com os conteúdos ainda fresquinhos na cabeça, vou dar as dicas mais importantes para enfrentar esse desafio.

Bolsas na Argentina

O que é o DELE?

O DELE, Diplomas de Español como Lengua Extranjera, é uma prova de proficiência em Espanhol oficial do Ministério da Educação e da Ciência da Espanha que comprova o domínio da língua espanhola através de quatro habilidades e é altamente reconhecido por todos Institutos, Universidades e países. As provas se realizam normalmente três vezes ao ano. Nas capitais, o centro de testes costuma ser o Instituto Cervantes, que tem autorização e é reconhecido pelo governo espanhol. Existem várias provas para comprovar a fluência no espanhol, então, por que o DELE foi minha escolha? Bom, em primeiro lugar, depois de pesquisar e comparar com outras provas (como de Universidades e outros certificados), achei a prova de DELE mais dinâmica, compreensível e barata.

>>> O que são exames de proficiência

Quanto custa o DELE?

O preço da prova de proficiência em Espanhol varia dependendo de qual nível você quer comprovar. O DELE A1 sai por R$ 225 e o DELE C2 sai  R$ 474. A prova em si tem vigência indefinida, no entanto, cursos acadêmicos no Exterior podem pedir que a prova tenha sido feita até alguma data especialmente no caso de bolsas de estudo. Então, é bom sempre se certificar do que a Universidade onde você quer estudar exige.

Como funciona a prova de proficiência em Espanhol?

Como a maioria das provas de domínio linguístico, o DELE testa as quatro habilidades que um falante deve possuir: Compreensão de texto, compreensão auditiva, produção escrita e produção oral. A primeira parte da prova testa os domínios passivos, leitura e áudio. No nível C1, primeiro temos 40 questões, divididas entre 5 textos de diferentes estilos, desde contratos, bulas, manuais, artigos, reportagens e pequenas resenhas de livros, filmes ou outras produções artísticas. A prova de áudio vem logo em seguida, com exercícios que trazem textos curtos e médios, pequenos diálogos e expressões nativas. Nas habilidades ativas, a prova de produção de textos costuma ter duas atividades, sendo que na segunda se pode escolher entre duas opções. A prova oral é feita por um examinador do instituto e é composta por um monólogo baseado em um texto lido previamente e algumas perguntas baseadas em desenhos, os quais temos 1 minuto para analisar.

>>>> Bolsa para fazer intercâmbio na Espanha

Níveis do DELE

A prova de proficiência em Espanhol apresenta seis níveis: A1, A2, B1, B2, C1 e C2.  Durante minha graduação consegui uma bolsa para Espanha que me pedia o nível B1, mas para o Ensino Superior se indica, normalmente, o nível B2. Ele dá uma margem mais segura e garante também a validação de pós-graduações e vagas profissionais. O C1 e o C2 são exigidos apenas em casos onde se vai estudar a própria língua (um mestrado em literatura espanhola em Madrid, por exemplo) ou para professores. A principal diferença entre o nível B e o C é a fluência sem esforço aparente, aquela fala sem muitas pausas, com ideias encadeadas, coerentes e automáticas. Algo no estilo “nasci assim, falando espanhol”.

Cada nível tem sua própria prova e tu concorre apenas àquele diploma, ou seja, diferente dos amiguinhos TOEFL e IELTS, não tem prêmio de consolação. Ao se inscrever para o nível B2, ou é aprovado e alcança o diploma B2, ou não. Não é possível fazer o B2, não alcançar a nota e ficar com um diploma B1.

>>> Como fazer intercâmbio durante a faculdade

Dicas para estudar para o Exame do DELE

Tendo isso em vista, o estudo e a preparação devem ser voltados exatamente para a prova que tu necessitas fazer. O Instituto Cervantes disponibiliza em sua página um modelo de cada exame do DELE, além de dicas gerais e cursos preparatórios. Os livros preparatórios, da Editora Edinumen, são muito bons, tem vários modelos de teste e trazem um passo a passo para entender cada questão e não são tão caros quanto os cursinhos oficiais. Veja mais material para estudar pra prova.

É importante lembrar que a prova de proficiência em espanhol não é uma prova de gramática. Não é necessário decorar todos os tempos verbais, todas as conjunções ou os advérbios. Aqui é o treino que faz a diferença. Treinar cuidando o tempo em que se gasta em cada tarefa (já que todas atividades tem tempo contado), treinar e aprender a responder o que se pede na atividade de produção textual e acostumar o ouvido aos diferentes sotaques mostrados na prova de áudio. É uma prova sem muito segredo, o lance é fazer os modelos até cansar, dormir bem na noite anterior e ir com confiança.

>>> Vale a pena fazer intercâmbio na Espanha?

Eu estudo espanhol desde 2014, com interrupção de um ano, e depois mais seis meses vivendo em Madrid, e mesmo assim me senti um pouco aflita com a prova, acabei usando mal meu tempo na produção de texto e fiz uma das atividades meio na pressa. Mas, ok. Para aprovar é necessário acertar 70%, 35% de cada habilidade (passiva e ativa), isso nos deixa uma margem bem boa para errar algumas questões ou não ir tão bem em alguma atividade. Eu não sou a maior fã de provas de proficiência, acho que idioma é algo que se pega com muita prática, vivência cultural e, acima de tudo, a língua é feita pelos falantes, então, nada de se estressar, vamos com calma que chegamos lá. Treinem bastante antes, escolham uma data com na qual se sintam preparados, procurem ajuda caso se sintam mais seguros e montem um cronograma de tarefas. Eu contei com a ajuda de uma professora particular incrível, que me deu dicas e me acalmou durante todo o processo. Sei que isso não é acessível para todo mundo, podem entrar em contato comigo no caso de dúvidas, vai ser um prazer ajudar.

O diploma da prova de proficiência em Espanhol

O resultado da prova de proficiência em Espanhol demora cerca de dois meses para chegar. A prova escrita é enviada para Salamanca (imagina minha letra feia atravessando o Oceano Atlântico), a prova oral é avaliada pelo instituto local e seus examinadores credenciados pelo governo espanhol e a prova de múltipla escolha (interpretação de texto e áudio) são corrigidas no Brasil. Transcorrido esse tempo, o local onde tu fez a prova libera a lista de aprovados de cada nível em seu site e o diploma chega em até um ano, já que vem da Universidade de Salamanca. Boa sorte para todas e todos, vou estar torcendo! Qualquer dúvida, contem comigo.

+ Bolsas de estudos

Sobre a autora:

rafaela de negri dicas dele prova de proficiência em espanhol partiu intercambio

 

Rafaela Venturella De Negri Jornalista graduada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, apaixonada por comunicação, política, idiomas e desenvolvimento social. Acho que viajar é o ponto alto da vida e meu sonho – igual ao de muitas vovós – é colecionar todos imãs de geladeira e abridores de garrafa possíveis

 

Toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post. Os apoiadores do Partiu Intercâmbio recebem alertas de bolsas de estudos segmentados e dicas exclusivas no Whatsapp e também por e-mail. A gente também presta consultoria para quem quer estudar no Exterior e você pode pedir um orçamento sem compromisso

COMENTÁRIOS

Uma resposta para “Prova de Proficiência em Espanhol: dicas para o DELE”

  1. Soares Vicente Mendes disse:

    Sou soares vicente Mendes guineense, tenho 25 anos de idade, sou Licenciado em ciencia politica e relaçoes internacionais.
    Neste momento encontrei uma bolsa de mestrado mas estão a exigir certificado da lingua espanhola. E preciso da vossa ajuda para conseguir este documento para não perder esta oportunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.