Concurso de redação dá bolsa para curso de verão na Inglaterra

bolsa para curso de verão na Inglaterra cambridge partiu intercambio

Foto: Reach Cambridge, Divulgação

Jovens de 15 a 17 podem se inscrever para um concurso de redação que vai dar bolsa para curso de verão na Inglaterra na prestigiada Universidade de Cambridge. O programa Reach Cambridge é voltado para alunos de escolas públicas ou bolsistas em escolas particulares. O curso de verão em Cambridge tem bolsas completas e parciais para cursos de verão. As inscrições podem ser feitas pela internet até 1 de dezembro.

Bolsas para Ensino Médio

Os estudantes devem escrever uma redação em inglês de até 1000 palavras sobre o tema: “If you had a billion dollars to invest in your country, what would you invest in and why?”. Segundo a organização do programa, uma boa redação é argumentativa, tem personalidade e uma estrutura clara. Além disso, as dicas que eu dei do que NÃO colocar na carta de motivação, também se aplicam para esse concurso. A Augusta Saraiva, ganhou a bolsa em 2017 e contou tudo sobre o concurso, além de disponibilizar o texto que garantiu a bolsa para ela pros leitores do Partiu! 🙂

>>> Melhores bolsas pra quem tá no Ensino Médio

Requisitos da bolsa para curso de verão na Inglaterra

  • Ter entre 15 e 17 anos até 1° de julho de 2019 e estar cursando o Ensino Médio
  • Ter a autorização dos pais para participar do programa
  • Enviar um texto original escrito pelo candidato
  • Carta da escola confirmando que você é bolsista (no caso de estudantes de escolas particulares)
  • Enviar uma carta de recomendação de alguém da sua escola. A carta precisa ser escrita em papel timbrado e falar da sua excelência acadêmica e das suas necessidades financeiras. A carta de recomendação precisa ter o contato de outros membros da escola que a organização possa contatar.
  • Enviar histórico escolar
  • Enviar um vídeo de personal statement de até 3 minutos falando porque você merece a bolsa para curso de verão na Inglaterra
  • Terminar o application completo até as 23h (horário de Londres) do dia 1 de dezembro.

>>> Brazil Conference seleciona estudantes para viagem com tudo pago aos EUA

A lista dos alunos pré-selecionados será divulgada até 31 de dezembro de 2018 e os candidatos serão entrevistados por telefone ou skype pela organização do programa de bolsa para curso de verão na Inglaterra.

>>> Quais universidades dos EUA dão bolsas?

O que a bolsa para curso de verão na Inglaterra inclui

  • Taxa do curso
  • Acomodação na universidade em quarto dividido
  • duas refeições por dia
  • Passeios, workshops e excursões do programa

Passagens, seguro-saúde, dinheiro para gastos extras, deslocamento para e de Cambridge e a terceira refeição do dia não são cobertos pela bolsa.

>>> Veja bolsas para estudar na Inglaterra

Como são os curso de verão de Cambridge

Todos os cursos são completamente em inglês sem nenhum tipo de tradução simultânea, então, você tem que ter segurança de que vai poder acompanhar e participar das aulas. Os cursos de duas semanas acontecem de 30 de junho a 13, 14 de julho a 27 de julho e de 28 de julho a 10 agosto. Já os cursos de quatro semanas acontecem de 30 de junho a 27 de julho e de 14 de julho a 10 de agosto. Cursos diferentes são oferecidos nas diferentes datas, mas para vocês terem uma ideia, dá para escolher entre cursos de biotecnologia, direito, física e astronomia, jornalismo, inglês, literatura, matemática, teatro e performance, engenharia ou psicologia. O legal que é, como os cursos são na universidade, os alunos vão ter a oportunidade de conviver com estudantes e professores da graduação. O que é uma maneira bem legal de ir tendo certeza sobre a escolha profissional 😀 Dúvidas sobre o concurso, as bolsas ou os cursos devem ser enviadas para scholarship@reachcambridge.com.

 

Faça a sua inscrição para a bolsa de estudos
Veja a lista com todos os cursos disponíveis
Veja mais informações sobre o concurso de redação

Todas as bolsas abertas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

 >>> Quer bolsa para fazer graduação nos EUA? O Oportunidades Acadêmicas te ajuda

 

COMENTÁRIOS

46 respostas para “Reach Cambridge: Concurso de redação dá bolsa para curso de verão na Inglaterra”

  1. Olá meus documentos já foram emitidos em português, posso enviar um anexo com cada documento escrito, ‘translation” e traduzir, mesmo sem ter carimbo da escola e cartório(no caso da permissão dos pais)?

  2. Eu não entendi a parte da carta de recomendação. A minha tem que enviar? Se sim, com? Para qual endereço?

  3. Eu não entendi a parte da carta de recomendação. A escola tem que enviar? Se sim, como? Pra qual endereço?

  4. Joyce disse:

    Me cadastrei mas não faço a mínima ideia para onde enviar a redação e o restante do que foi pedido.

  5. Victor disse:

    Tem que pagar as passagens ou eles pagam tudo ?

  6. Leticia disse:

    Quantas vagas tem?

  7. Antonio Caraboço Fostino disse:

    Eu queria saber como se faz essa bolsa de verao

  8. Gabriel Victor disse:

    Bruna, fiz 17 anos agora em novembro, ainda posso participar?

  9. Luan disse:

    Foi triste viu, faço 18 em junho… Aff!

  10. Jeovan Alves disse:

    A carta deve ser feita em inglês, mas para quem não é fluente na língua: pode usar o tradutor? E a carta vai ser escrita ou digitada?

  11. Marcelo disse:

    AAAAAAAA, não acredito que precisa ser estudante do ensino médio e ter no máximo 17 anos. Por favor, espero que ofertem bolsas para quem já saiu do ensino médio

  12. Uma dúvida: será que existe algum programa parecido com este que inclua alunos não bolsistas de escolas particulares?

  13. Isabela Narde disse:

    Acabei de concluir minha aplicação, agora é esperar dia 31 de dezembro para ver o resultado 🙂

  14. Guilherme Pereira dos Santos disse:

    Bom dia, eu não estou achando o link para realizar minha inscrição. Alguém pode me ajudar. Já procurei até no site da universidade, mas não acho.

  15. Yngrytty disse:

    Eu esfou fazendo a inscrição e aqui pede um código e eu não sei. Como faço ?? Me ajudem por favor

  16. Eduarda Schittini disse:

    Sou louca para fazer intercâmbio, porém meus pais não possuem condições o suficiente para realizar este. Quando vi essa publicação surtei!! Amo escrever, amo estudar e amo tudo que envolve a língua inglesa, contudo estudo em uma rede particular 🙁

  17. Amanda disse:

    ola ano que vem em maio vou completar 18 anos posso participar ou nao?

  18. Giovana Zoppellari disse:

    Olá Bruna! O essay deve ser sobre o tema sugerido ou sobre por quê eu devo ser escolhida para participar do concurso? Se a resposta for o primeiro caso, a redação deve conter opiniões, argumentos, exemplos e conclusão?

  19. Bruna disse:

    uma dúvida, estudantes de escola particular sem bolsa de estudos integral podem participar?

  20. Gabrielle C. Adamovicch disse:

    Sobre a inscrição, na parte em que pede para adicionarmos um programa, o que devo colocar?
    Perdão, mas não compreendi muito bem o formulário de cadastro

  21. Isabelle Silva disse:

    Uma dúvida: para participar eu tenho que estar cursando o ensino médio no momento da aplicação ou até julho de 2018? Gostaria de saber se posso aplicar mesmo me formando em 2017.

  22. Alan disse:

    Dá o endereço do site certinho por favor, não encontrei no site da Universidade.

  23. Maria Isabeli disse:

    não entendi direito, é uma agencia? se formos selecionados, iremos por conta própria?

  24. Valentina Bressan disse:

    A inscrição é gratuita? Não encontrei nada no site quanto a pagamento.

  25. Aline Mello disse:

    quem cria esses editais não conhecem a verdadeira realidade de jovens de escolas publicas eu sou idealizadora e diretora de um projeto social lido com crianças de 9 a 16 anos e a maioria aprende no máximo verbo to be na escola, como vão participar das aulas totalmente ministradas em inglês?
    É muito incoerente!

    • Aline, sou obrigada a discordar de você. Se jovens assim não existissem, o Programa Jovens Embaixadores (feito no Brasil e pra realidade Brasileira) não estaria levando 50 jovens brasileiros fluentes em inglês, estudantes de escolas públicas pros Estados Unidos todos os anos. Já são 16 anos fazendo isso!!! (aqui você pode saber mais sobre o programa https://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/programa-jovens-embaixadores/)
      Fico feliz em saber que você faz parte de um projeto social para jovens! Mas é justamente a existência desse tipo de programa (com exigências altas mesmo para jovens de escolas pública) o que acaba motivando muitos adolescentes a DE FATO começar a estudar inglês seja na escola, seja sozinho com a internet. Não melhora a educação pra todo mundo, mas se ajudar a melhorar a vida de uma pessoa, já valeu a pena 🙂

      • Aline Mello disse:

        É Bruna perdão, me expressei mal, deveria ter me referido aos alunos de escolas públicas aqui de Natal no Rio Grande do Norte, esses posso te dizer com exatidão que não conhecem nem o verbo to be direito, convivo com muitos deles e faço parte de uma rede de outros projetos localizados em áreas urbanas marginalizadas aqui de Natal ( e são muitas infelizmente) e a mesma problemática se aplica, tanto que nesses projetos estamos tentando suprir essa carência oferecendo aulas de inglês eou espanhol para essas crianças, é uma porcentagem muito pequena diante do número total, mais como você disse, ” se ajudar a melhorar a vida de uma pessoa já valeu”

  26. Débora disse:

    Como funciona isso da redação?

    • Débora, “Os estudantes devem escrever uma redação em inglês de até 1000 palavras sobre o tema: “In an age of quick and easy global communication, what is the value of face-to-face interaction and learning with students from around the world?”. Segundo a organização do programa, uma boa redação é argumentativa, tem personalidade e uma estrutura clara. “, como diz no texto.

  27. Isabella Damaceno disse:

    Estarei no 3º ano do ensino médio, porém faço 18 em fevereiro 🙁 esse critério é totalmente inflexível?

  28. Luiza cardoso disse:

    Nesta data no ano que vem eu vou estar no 9 ano eu posso participar??

  29. Luiza cardoso disse:

    E preciso estar cursando o ensino medio? A redação precisa estar escrita em inglês?

  30. Gisele disse:

    Olá,Bruna!
    A carta precisa ser em Inglês?

  31. Larissa disse:

    Olá, Bruna!
    É preciso estar cursando o ensino médio ou apenas ter até 17 anos? Irei terminar o ensino médio este ano, mas até o dia primeiro de julho ainda terei 17 anos (hahahah), você acha que tenho chance?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *