Como planejar um intercâmbio: dicas para começar | Partiu Intercâmbio

Dicas para começar a planejar um intercâmbio partiu intercambio

Se passar uma temporada no Exterior é um dos itens que está na sua lista de projetos para realizar nos próximos tempos, qualquer hora é hora boa para começar a planejar seu intercâmbio . Seja com bolsa ou com as próprias economias, muitos dos cursos mais longos (High School e cursos universitários) começam só em setembro ou outubro, o que facilita o planejamento para embarcar sem maiores percalços.

Mesmo que seu objetivo seja viajar por pouco tempo, vale botar no papel o passo a passo e ver o que ainda falta para atingir sua meta. Por isso, ficam aqui umas perguntinhas básicas que ajudam a começar a planejar um intercâmbio para quem quer estudar fora e não sabe nem por onde começar.

Como planejar um intercâmbio?

>>> Dicas para organizar seu intercâmbio sem agência

 

Qual o objetivo do intercâmbio?

Esta é a primeira pergunta que quem busca um programa de intercâmbio deve se fazer. Hoje, as opções de cursos são as mais variadas. As agências especializadas oferecem cursos de idioma, técnico, de pós-graduação, arte, culinária, maquiagem e cinema. Também é possível passar um ano em um programa de High School  (o equivalente ao Ensino Médio no Brasil) ou cursar um semestre em uma universidade estrangeira. Se a ideia é ganhar experiência profissional, há programas de trabalho remunerado ou voluntário nos países mais diversos. Converse com agentes de viagem e com pessoas que já passaram pela experiência e veja o que é mais adequado a sua proposta. No blog, temos depoimentos de gente que fez todo tipo de intercâmbio em diferentes cantos do mundo.


Qual o nível do meu conhecimento do idioma?

Você é daqueles que já se vira no inglês ou só fica no “the book is on the table”? Muitos especialistas acreditam que o ideal é que o intercambista tenha um conhecimento intermediário do idioma antes de viajar, mas não é uma regra. É possível tirar muito proveito da oportunidade mesmo com poucos conhecimentos. De qualquer maneira, é interessante estudar o idioma que você quer aprender por um tempinho. Assim, você chega sabendo pelo menos o inicial.  Pense em todos esses aspectos na hora de planejar um intercâmbio.

Em intercâmbios de Ensino Médio ou Superior, o conhecimento do idioma facilita (muito) a adaptação e propicia aprendizagem desde o início do curso, mas, muito mais importante do que o conhecimento prévio, é a vontade de aprender quando você estiver lá. Vale lembrar que conhecimento intermediário de inglês é muito importante especialmente quando se vai para países onde a língua não é o inglês e cujo idioma você ainda não fala. Isso vai dar uma boa ajuda na adaptação, só é preciso cuidado para não cair na preguiça e desistir de aprender o idioma local.

>>> A verdade sobre fazer intercâmbio sem saber a língua do país

Já tenho todos os documentos necessários?

A documentação é essencial na hora de planejar um intercâmbio. Se você quer viajar, é indispensável dar entrada no passaporte o quanto antes. Ele é o documento oficial de identificação do intercambista. Se você já o possui, confira o prazo de validade para não correr o risco de ele expirar durante a viagem. Quem precisa obter o documento pela primeira vez ou renovar o antigo deve fazer o agendamento no site da Polícia Federal, órgão responsável pela emissão, onde se deve preencher um formulário de requerimento. No site, também está a relação de documentos necessários para a confecção. Outro ponto importante é ver se o seu destino exige visto durante tempo em que você deseja ficar fora do país. A exigência varia de acordo com o país e com o período da viagem. Consulte o site da embaixada ou do consulado do destino. Se você vai fazer o curso com uma agência de viagem, a empresa contratada pode fornecer essas informações.

>>Como ser fluente em inglês sem intercâmbio

Quanto tempo tenho disponível?

Não importa de quanto tempo você dispõe, se fazer intercâmbio está na suas prioridades, ainda dá tempo. Além de programas mais longos, de seis meses em diante, hoje o mercado oferece cursos intensivos que duram a partir de duas semanas, para caber nas férias até dos executivos mais ocupados. Além do mais, idade não é mais desculpa para não fazer intercâmbio. Hoje, as empresas oferecem até opções em que se pode viajar com toda a família. Não há regra, sobre quanto tempo é ideal para se estudar um idioma, no entanto, por uma questão de adaptação, os cursos curtos são interessantes para quem já tem um certo conhecimento do idioma, já que a imersão se dá muito mais rápido nesses casos.

>>> Como economizar para fazer intercâmbio

Para onde quero ir?

Na hora de planejar um intercâmbio, antes mesmo de considerar suas opções é importante ser honesto. Você quer visitar um país com cultura e clima parecidos com o seu ou a ideia é justamente estar em um contexto completamente diferente? Isso é fundamental, especialmente se a intenção for permanecer por um período longo, para não se arrepender depois. Vale pesquisar na internet, conversar com quem já morou ou estudou lá. O importante é ter bem claro que tipo de experiência você busca. Informe-se sobre a sua instituição de ensino e sobre hábitos e particularidades do país.

Ver todas as bolsas

Ah, toda terça-feira tem vídeo novo no canal no YouTube do Partiu IntercâmbioAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 🙂

COMENTÁRIOS

4 respostas para “Dicas para começar a planejar um intercâmbio”

  1. Juliana Oliveira disse:

    Olá Bruna, amo seus posts e ouvir suas experiencias nos seus intercambios. Estou planejando o meu, mas ainda nao saiu do papel! O que voce recomenda pra quem ta sonhando com um intercambio mas não sabe por onde comecar?

  2. Natália Szmik Ribeiro disse:

    Olá! Tenho 26 anos e estou objetivada a fazer um intercâmbio no ano que vem (2019). Estou me preparando com o máximo de antecedência possível, mas tenho muitas inseguranças. A principal é sobre tentar ou não fazer um intercâmbio na opção de Au Pair nos Estados Unidos.

    Como meu sonho é ir para a Califórnia por, pelo menos 6 meses, gostaria MUITO de trocar experiência com outras pessoas que já estiveram por lá e também estudar algumas outras opções que não o Au Pair. Principalmente pq meu desejo é estudar e tentar trabalhar por lá também!

    Vocês saberiam me dar algumas dicas sobre o assunto?

    Super obrigada!

    Naty.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *