FLTA na Towson: a primeira semana do intercâmbio nos EUA

Olá, pessoal! Meu nome é João Pedro Amaral e atualmente sou bolsista Fulbright do programa FLTA (Foreign Language Teaching Assistant). Durante meu tempo morando nos Estados Unidos, terei a honra de escrever uma coluna quinzenal para o Partiu Intercâmbio com informações e curiosidades sobre o programa.

Bolsas nos EUA

FLTA é uma bolsa da Fulbright que proporciona a recém formados em Letras (nos últimos 5 anos) uma chance de trabalhar em uma universidade nos Estados Unidos por 9 ou 10 meses como professor assistente de Português. Dependendo do lugar, pode-se trabalhar como primary teacher (professor regente da disciplina) ou como assistant (assistente do professor regente). Além do mais, a bolsa nos habilita a cursar duas disciplinas por semestre letivo, sendo uma delas necessariamente relacionada à cultura estadunidense ou a práticas educacionais. FLTA, assim, não é só um programa de desenvolvimento profissional, mas também um investimento na formação pessoal, cultural e acadêmica.

>>> Fulbright oferece até 80 bolsas para brasileiros nos EUA em 2020

Neste texto vou contar como foi a minha primeira semana em solo estadunidense.  Entre os dias 5 e 9 de agosto, antes de começarmos a trabalhar nas universidades, eu e outros 51 FLTAs de diferentes países do mundo participamos da Summer Orientation, em East Lansing – Michigan. A SO é um evento de alinhamento de informações para todos bolsistas se prepararem para as incumbências nas universidades. Como a cada ano em torno de 400 FLTAs do mundo todo são selecionados, a Fulbright organiza outras 6 SOs em diferentes cidades e em diferentes dias (de acordo com o início do semestre letivo em cada universidade).

Gustavo e eu: os únicos dois brasileiros dos 20 FLTAs a irem pra SO em Michigan. Como perdemos nossa conexão pra Lansing, aproveitamos uma tarde em Chicago.

A nossa Summer Orientation em East Lansing foi de extrema importância em relação a questões funcionais, didáticas e interpessoais. Nesses cinco dias tivemos palestras que elucidaram como resolver problemas práticos e técnicos, discussões que nos mantiveram a par da legislação e do sistema de avaliação estadunidense e oficinas sobre como usar a tecnologia de forma eficaz em sala de aula. Ainda, debatemos diferenças culturais entre nossos países e o Estados Unidos. No entanto, a atividade mais divertida para mim o microteaching. Dividiram-nos em pequenos grupos e cada um teve que ministrar uma aula de 8 minutos, focada na oralidade, sobre algum conteúdo básico em sua língua materna para os demais colegas. Em uma tarde, em aulas extremamente criativas, arranhei algumas palavras em turco, árabe, mandarim, espanhol, alemão e wolof.

 

FLTA em Towson: a Summer Orientation do intercâmbio nos EUA

Oficina sobre metodologia de ensino em língua estrangeira e planejamento curricular

Além das palestras, oficinas e dinâmicas, a SO em East Lansing foi repleta de atividades culturais. Realizamos uma tour guiada pelo campus, visitamos o jardim botânico, tomamos Dairy, o sorvete tradicional da cidade e um fizemos um piquenique no parque do rio Lansing. No último dia, a cerimônia de encerramento foi uma festa multicultural, em que muitos vestiram-se com roupas típicas ao som de canções dos países dos FLTAs que lá estavam.

>>> Como conseguir uma bolsa para estudar nos EUA

A Summer Orientation foi um ótimo evento para nos prepararmos, de fato, para as aulas que daremos e os percalços que poderemos encontrar. Ela serviu para amenizar a sensação de incerteza e suspensão de vir morar em um país distante. Mais importante ainda, a SO criou uma rede de apoio com outros FLTAs. Por mais longe que estão nossas terras-natais, estamos aqui pelo mesmo motivo e vamos enfrentar problemas muito parecidos: os laços criados são um suporte para podermos superar certas dificuldades. Propor-se a morar nos Estados Unidos é ter um choque cultural e uma mudança drásticas na rotina. Sob essa perspectiva, a SO foi um ótimo aquecimento para nos prepararmos para esse desafio. A Summer Orientation – como a própria equipe de organização definiu – é a lua de mel do programa.

Fulbrighters (e uma gaivota) em um happy hour à beira do rio Lansing

No próximo post já estarei na cidade onde morarei, Towson-Maryland e trarei informações da Towson University. Espero que, de alguma forma, esses relatos de experiência sejam proveitosos e relevantes para quem pensa em se inscrever nas próximas edições do programa ou até para quem quer conhecer um pouco mais da cultura dos Estados Unidos. Até mais!

 

FLTAs usando roupas típicas para a cerimônia de encerramento da SO

 

Todas as bolsas

Sobre o Autor:

João Pedro Amaral é professor de inglês e literatura em Santa Maria, interior do Rio Grande do Sul. Seu projeto de letramento audiovisual para alunos de escolas públicas foi vencedor do 11o prêmio professores do Brasil na categoria ensino médio da região sul do Brasil e o levou para conhecer o sistema de educação no Canadá. Em 2019/2020, João vai passar um ano letivo dando aulas de português na Towson University, nos Estados Unidos, com bolsa do programa FLTA da Fulbright.

 

 

toda terça-feira tem vídeo novo no nosso canal no YouTubeAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post. Já quem quer receber e-mail alertando de novas bolsas pode se inscrever na nossa newsletter. Quem tiver dúvidas, pode entrar no grupo do Partiu Intercâmbio no Facebook e postar por lá que a gente responde. Já pra saber mais sobre a Bruna e o Partiu Intercâmbio é só acessar esse post.

COMENTÁRIOS

2 respostas para “FLTA na Towson: a Summer Orientation e primeira semana do intercâmbio nos EUA”

  1. Isa disse:

    Que orgulho dos nossos calourinhos mantendo o legado de blogueiros! Continuem espalhando informação, pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.