Início » intercâmbio » Seu primeiro intercâmbio pode ser aos 44 anos ou depois: um relato sobre o PDPI

Uma das coisas me mais me empolga é receber e-mails de pessoas que leem o blog. Saber as histórias de vocês e poder compartilhar elas com todos os leitores é um privilégio, sabem? Essa semana, recebi uma mensagem bem legal da Mayse Duarte, de Várzea Grande, no Mato Grosso.

 

A Mayse é professora há 14 anos, casada, tem três filhas e teve a oportunidade de ser um dos 540 professores de inglês da rede pública de ensino selecionados para o Programa de Desenvolvimento de Professores de Inglês (PDPI) da Comissão Fulbright no Brasil em 2013. Aos 44 anos, ela fez seu primeiro intercâmbio, no qual passou seis semanas nos Estados Unidos estudando em uma universidade para melhorar seu inglês e poder aplicar os conhecimentos em sala de aula aqui no Brasil. Confere o relato sobre o PDPI:

Mayse Pdpi 1

“Tenho 44 anos e acabei de voltar do meu primeiro intercâmbio. Em Junho deixei minha casa, minha família (tenho três filhas – a mais nova tem cinco anos), meu trabalho, minha cidade e fui para a St. John’s University, em Nova York, fazer um curso de Inglês por seis semanas.

Foi incrível!! A melhor atitude que tomei na minha vida pessoal e profissional! A bolsa incluía passagens aéreas, estadia, curso e material escolar, alimentação e transporte. Conheci Nova York inteira! Amei cada aula, cada minuto! Não quero parar por aí não! Quero sair mais do Brasil, usar meu Inglês e melhorar ainda mais!

Antes dessa oportunidade, eu nunca pensei em fazer intercâmbio, pois achava que só tinha esses de curso de Inglês que você paga e, para mim, estava fora de cogitação. Quando se tem três filhos há outras prioridades e também rolava um pouco de “intercâmbio é coisa de adolescente”. Pelo curso, eu fiquei na St. John’s University no campus do Queens, em Nova York.

Inscreva-se na bolsa para professores de inglês da Fulbright
Veja dicas para escrever uma carta de motivação
Veja todas as bolsas abertas para fazer intercâmbio nos EUA

Foi a primeira fez que tentei uma bolsa!  Pois o Toefl era de graça e sempre tive a curiosidade de fazer esse teste, mas era caro demais. Quando saiu a nota, vi que era suficiente para a bolsa, nem acreditei! Quando chegou o e-mail dando os parabéns, eu fiquei atônita! E agora? Tinha que dizer se aceitava a bolsa sem saber pra onde iria. Eu aceitei e tive todo o apoio do meu esposo e das meninas mais velhas que ajudariam a cuidar da caçula.

Quando soube que tinha sido aceita na St. John’s, corri no google pra saber onde ficava. Chorei, agradeci a Deus esse presente maravilhoso. Pois, se tinha um lugar nos Estados Unidos que eu queria conhecer nessa vida, era Nova York. Imagina? uma professora pobre como eu em Nova York?? Quanto ao Inglês, não tive problemas. Fazia questão de sair sozinha, comprar sozinha, para me forçar a falar.

Mayse Pdpi 2

O único momento difícil mesmo foi quando caí, era o segundo dia lá.  Pedi a um colega para me acompanhar no hospital e passamos uns perrengues com a forma de atendimento – e de comportamento mesmo. Brasileiro é muito expansivo e fala demais. Eles não estão acostumados a isso. Continuei de pé torcido, mas não foi nada que me tirasse a vontade de conhecer e apreender. O mais legal foi compartilhar experiências com os professores de lá e conhecer o sistema americano de ensino. Também foi muito bacana ver que meu Inglês não era tão ruim assim (todo mundo me entendia! até elogiaram!).

A viagem me fez perceber como sou forte, como posso crescer ainda mais na minha carreira e nos meus estudos e como sou feliz morando no Brasil. Amo ser brasileira e morar em um país de oportunidades para quem quer estudar. Minha dica para quem busca uma oportunidade dessas: não tenha medo! A experiência é ótima! Quando partir, aproveite cada minuto conhecendo lugares, trace metas por semana ou por dia do que conhecer e aprender, se não a saudade bate forte mesmo!”

Inscreva-se na bolsa para professores de inglês da Fulbright
Veja dicas para escrever uma carta de motivação
Veja todas as bolsas abertas para fazer intercâmbio nos EUA

COMENTÁRIOS

  • Patrícia Tavares

    Que relato maravilhoso! Me dá coragem pra me inscrever! Obrigada!

  • Telma Borges

    Agradeço por compartilhar a experiência.

  • Parabéns!!!! Eu tive a Graça de ser selecionada para 2014. Estou muito feliz e acredito que essa experiencia fará a diferença em minha vida. Sou grata a Deus por tudo que ele tem preparado para mim.

  • clarice soares

    Muito legal. Me inscrevi esse ano mas não consegui passar no TOEFL, fiquei com nota 427,0. Se alguém tiver sugestão de material para estudar. Agradeço muito, estou precisando. Abraços

  • Parabéns pela sua história! Creio que ela é muito semelhante à de todos nós, vindos da escola pública! Curti muito seu depoimento!

  • Ana Paula

    Amei seu relato! Fui selecionada para 2014! Ainda nem acredito. Tenho uma história parecida com a sua, quase a mesma idade que vc e um filho de 4 anos! Mas tb tenho todo o apoio de meu marido e, apesar do medo da saudade, não posso perder a oportunidade!

  • Joseane

    Ótimo. Parabéns pela oportunidade. Estou no aguardo pelo resultado para ver se vou ou não!!!

  • Valeria

    Que legal Mayse você ter ido para St. Jonh’s participei deste mesmo programa em Janeiro deste ano e também fui para lá. Amei cada minuto , é tudo muito lindo. Só senti falta de conhecer mais lugares devido ao frio de rachar não era todo dia que dava pra gente sair né. Mas achei incrível ver o central park todo coberto de neve. An unforgettable experience.!

  • Denise Boaventura Fernandes Pedroso

    Estou esperando minha vaga! Se Deus quiser vou conseguir!!!!

  • Denise Boaventura Fernandes Pedroso

    história de professor mesmo. Força, coragem e vontade. Parabéns!!!