Partiu Intercâmbio: porque nunca é tarde para mudar de rumo!

No meu primeiro post no Intercambiando*, lá nos idos de 2010, brinquei que ex-intercambista é uma coisa que não existe. A gente vive para sempre com a tal da coceira de baixo do pé. E se vocês pararem para pensar, intercâmbio é nada mais que deixar a vida aqui no stand by – mesmo que para o resto do mundo ela siga – e iniciar uma outra completamente nova. Pode ser um pouco assustador, pensando friamente. No meu caso, depois de tantas idas e voltas, de tantos começos e recomeços, acabei virando uma pessoa movida por esse medo talvez.

Nunca é tarde para simplesmente mudar o rumo e começar tudo de novo. Esse novo blog é isso. O início uma nova história. Não sei se vocês são meus velhos conhecidos ou novos visitantes.  Então que fique bem claro: não trabalho em nenhuma empresa ou fiz faculdade de “intercambismo”. Só compartilho a minha experiência de intercâmbio (durante o colégio, durante a faculdade, de estágio e de mestrado ) para tentar dar um empurrãozinho em quem aparece por aqui.

 

 

Na minha opinião, conhecimento não vale nada se a gente não compartilhar. Por isso, falar de intercâmbio sempre foi tão importante na minha trajetória profissional, acaba sendo um jeito de dividir a minha visão de mundo e espalhar o que eu acredito por aí. Sempre vale a pena investir em educação, em ser alguém melhor. Exatamente por isso, é tão importante a participação dos leitores: seja contando histórias, seja fazendo perguntas, seja despertando a coceira embaixo do pé dos outros!

A casa e o coração estão oficialmente abertos 🙂

Para saber mais sobre mim, é só clicar aqui

*coluna do jornal Zero Hora, em Porto Alegre, da qual eu fui titular de 2010 a 2013.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.