Um giro pela Alemanha em três minutos

Início » viagem » Berlim » Um giro pela Alemanha em três minutos

Foto: Oleg Finger, Reprodução

Tem dias que dá para se perder viajando sem nem sair do lugar. O vídeo “Alemanha em Movimento” ajuda a fazer isso. Em seus pouco mais de três minutos, ele mostra as cidades de Colônia, Hamburgo, Berlim, Lübeck, Dresden, Frankfurt, Munique e o castelo de Neuschwanstein (sim, aquele no qual a Disney se inspirou).

O vídeo foi feito com milhares de fotos em time-lapse e tudo foi feito em setembro de 2012 em apenas 12 dias. Vale a pena conferir e se inspirar para o próximo roteiro de viagem ou só para mexer com a saudade da Alemanha mesmo 🙂

Dá o play, aumenta a tela e boa  viagem 🙂

[vimeo http://www.vimeo.com/56910411 w=500&h=281]

Germany in motion / Part 1 from Oleg Finger on Vimeo.

COMENTÁRIOS

2 respostas para “Um giro pela Alemanha em três minutos”

  1. Bia disse:

    Bruna, descobri seu blog essa semana e tô enlouquecida! rs
    Eu e meu marido estivemos em Berlim no mês passado, alugamos apartamento, experimentamos a vida na cidade e me apaixonei. Meu cunhado mora na Escócia, gostei tbm, mas não como Berlim.
    Faz mais de um ano que pensamos em emigrar, meu marido trabalha numa multinacional há mais de 10 anos e tem experiência internacional, mas não fala alemão. Pensamos em ir atráves da experiência dele. Você acha possível passar num processo de imigração sem ser fluente na língua? Pensamos em começar agora, mas sei que será básico dentro de 1 ano.
    Eu tenho uma loja online e continuria funcionando normalmente pq o processo é automatizado e testamos o modelo nesse último mês fora.

    Obrigada por esse blog lindo, utilidade pública! <3

    • Bia, muito obrigada 🙂 mas assim, não tenho como te responder nada disso com certeza. Na real, acho até irresponsável da minha parte chegar te dar altas opiniões num assunto que não domino. Porém, sei que rola visto mais fácil pra gente de áreas como engenharia e medicina, não faço a mínima ideia qual o nível de alemão exigido pra isso. O que eu posso te dizer é que o povo pode ser bem chato com essa coisa da língua na hora de conceder permanência, sempre vai ter alguém que sabe a língua e que tem a mesma qualificação. Então, não tenho como te dizer “vai que dá” ou “nem tenta”, até porque emigrar é uma decisão muito pessoal e que precisa ser muito bem pensada. De qualquer maneira, desejo tudo de bom pra vocês, seja lá qual decisão vocês tomarem! beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *