Início » Bolsas de Estudo » Bolsa para fazer curso técnico no Japão na área das exatas recebe inscrições

Bolsa para fazer curso técnico no Japão

Mais um concurso que oferece bolsa para estudar no Japão  mesmo para quem não tem conhecimentos de japonês – está com inscrições abertas. O Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão (MEXT) oferece bolsa para fazer curso técnico no Japão na área de exatas com duração de quatro anos. São três anos para o curso técnico e um ano de curso preparatório de língua japonesa e outras disciplinas.

 

A bolsa tem o valor de cerca de R$ 3,7 mil mensais, passagens de ida e volta e isenção de taxas escolares. Para poder concorrer é necessário ter de 17 a 21 anos  e já ter concluído o ensino médio  ou ter a conclusão prevista para dezembro deste ano. Além disso, ter fluência em inglês ou japonês e um bom histórico escolar são indispensáveis.

>>> Bolsa para fazer pesquisa no Japão mesmo sem saber japonês
>>> Bolsa para fazer curso profissionalizante no Japão

>>> Encontre bolsas para estudar no Japão

Os cursos abrangem áreas como Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica e Eletrônica, Engenharia da Informação, da Comunicação e Rede, Engenharia de Materiais, Arquitetura e Engenharia Civil, Engenharia Marítima e outras áreas. A inscrição precisa ser feita pessoalmente ou por carta (para candidatos que moram em cidades sem consulado ou embaixada) até 30 de junho. Veja qual jurisdição se aplica à cidade onde você mora no site da Embaixada do Japão. Os selecionados viajam em abril do ano seguinte.

 

Os documentos necessários para inscrição são:

Ficha de Inscrição com uma foto 3×4
– Cópia simples da Identidade
– Para os que concluíram o Ensino Médio: Histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio (cópia autenticada em cartório).
– Para os que estão no 3° ano: testado de matrícula (original) e cópias simples dos boletins do 1º , 2º ano e do 1º bimestre do 3º ano do ensino médio.
– Para os que concluíram o ensino médio e estão cursando o ensino superior: Histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio (cópia autenticada em cartório); histórico acadêmico e declaração de aluno regular do ensino superior (original da instituição ou cópia autenticada em cartório).
– Carta de recomendação da última escola frequentada (ensino médio, faculdade ou cursinho), em papel timbrado da instituição
– Redação (em inglês, de 30 a 40 linhas, fonte Arial 12, tamanho A4, digitado) explicando o motivo de opção pelo estudo no Japão, o curso pretendido naquele país, as razões dessa escolha e a atividade profissional que pretende desenvolver no futuro. A redação tem que ter título e o nome do candidato.

Exames escritos serão aplicados na representação diplomática responsável pela sua região e todo o processo de inscrição deve ser realizado na sua representação:

DF, Goiás ou Tocantins: Embaixada do Japão em Brasília
Amapá, Maranhão, Pará e Piauí: Consulado do Japão em Belém
Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima: Consulado-Geral do Japão em Manaus
Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe: Escritório Consular do Japão em Recife também pelo email: cjr@bs.mofa.go.jp
Espírito Santo, Minas Gerais (exceto o Triângulo Mineiro) e Rio de Janeiro: Consulado-Geral do Japão no Rio de Janeiro
Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Triângulo Mineiro: Consulado-Geral do Japão em São Paulo
Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul: Consulado-Geral do Japão em Curitiba

Veja o edital da seleção para bolsa no Japão

 

>> Bolsa para fazer pesquisa no Japão mesmo sem saber japonês
>>> Bolsa para fazer curso profissionalizante no Japão

>>> Encontre bolsas para estudar no Japão
>>> Veja todas as bolsas para estudar no Exterior abertas no momento

COMENTÁRIOS