Bolsa ELAP para fazer um semestre de intercâmbio no Canadá

bolsa elap para semestre de intercambio no canada partiu intercamibio aloisio junior

Não sei se vocês sabem, mas o programa ELAP é uma bolsa maravilhosa no Canadá para fazer mobilidade acadêmica. O edital contempla estudantes de graduação, mestrado e doutorado – o que não acontece muito seguido porque editais de mobilidade durante o mestrado são meio raros.  O Aloísio Orlando Jr.  é formado em Engenharia Química no Brasil e, em 2017, passou seis meses na Dalhousie University, fazendo um semestre de intercâmbio no Canadá com a bolsa ELAP.

>>> Veja bolsas para estudar no Canadá
>>> Veja bolsas para fazer intercâmbio durante a faculdade

 

Gente finíssima, o Aloísio me escreveu no Facebook  na época do Natal (!) pra contar que em dois anos ele conseguiu duas bolsas (o ELAP e a bolsa de doutorado da Fulbright!) pra subsidiar minha a pesquisa e que o Partiu Intercâmbio era parte disso. Eu obviamente quase passei mal de alegria e chamei ele pra compartilhar a experiência para ajudar outras pessoas que têm interesse na mesma bolsa para fazer um semestre de intercâmbio no Canadá. O Engenheiro Químico ganhou a bolsa para fazer mobilidade durante o doutorado, mas também esclareceu vários aspectos importantes sobre do edital para graduação e mestrado. “O Partiu Intercâmbio é uma das plataformas que sempre busquei informações sobre bolsas de estudo e acredito que o meu relato pode ajudar muita gente”, disse. Óbvio que vai! confiram as dicas dele sobre a bolsa ELAP :

 

bolsa para semestre de intercâmbio no canadá elap aloisio jr partiu intercambio

Bolsa ELAP para um semestre de intercâmbio no Canadá

“Formei-me em Engenharia Química na UFRJ e fiz meu mestrado também na mesma instituição. Logo após, comecei a trabalhar como engenheiro químico. Como sempre gostei de estudar, vislumbrei o doutorado há alguns anos e tive liberação da empresa onde trabalho para fazê-lo porque também sou pesquisador na empresa e há incentivo para estudar.

Busquei a possibilidade de fazer doutorado sanduíche. Li vários papers de um professor de uma universidade canadense, Dalhousie University, e vi que ele era perfeito para a supervisão. A pergunta que ficou era como conseguiria financiamento para a etapa no exterior. Tive a ideia de mandar um primeiro e-mail para o professor para ser orientado por ele.  E ele respondeu que sim!

>>International Leader of Tomorrow dá bolsa de graduação no Canadá

 

Depois, mandei um segundo e-mail perguntando se ele sabia de bolsas de estudos. O professor entrou em contato com o setor de relações internacionais da universidade e eles apontaram a bolsa ELAP. Foi assim que fiquei sabendo da oportunidade. Inclusive, muita gente realça que tomar a iniciativa e escrever para um professor canadense para ser supervisionado por ele é uma atitude de liderança e é isso o que o programa procura.

Tínhamos apenas um mês para submeter a inscrição. No caso da bolsa ELAP para a pós-graduação, que faz a inscrição é a universidade canadense. Como aluno de pós-graduação o processo é mais simples, pois, no caso de graduação, quem envia seus documentos para a universidade canadense é a universidade brasileira. Inclusive há um guia do ELAP na página do Alumni Canadá Brasil onde esse processo é bem explicado!

>>Mitacs Globalink Research Internship: bolsa para pesquisa no Canadá 

 

bolsa para semestre de intercâmbio no canada elap aloisio junior partiu intercambio

ELAP para um semestre de intercâmbio no Canadá na graduação

Para poder concorrer à bolsa ELAP para um semestre de intercâmbio no Canadá durante a graduação, é necessário um acordo de cooperação entre as universidades – que geralmente leva tempo para ser estabelecido. A dica para a bolsa ELAP para graduação é procurar o setor de relações internacionais/mobilidade acadêmica e já descobrir com quais universidades canadenses a sua universidade no Brasil tem convênio.  Como a bolsa é bastante conhecida, muitas universidades brasileiras já fazem parte do acordo. No caso da sua universidade não ter acordo, aí tem que dar uma incomodada para que eles entrem no edital para que os alunos possam concorrer às bolsas no Canadá.

Para pós-graduação, se não houver convênio estabelecido, entende-se que a mobilidade acadêmica em si já gerará um relacionamento de colaboração entre os professores. No meu caso, meu orientador canadense conversou por e-mail com meus brasileiros e tivemos reuniões por Skype para que os grupos se conhecessem e uma possível colaboração futura pudesse ser estabelecida.

>>Fundação dá bolsas para jovens líderes no Canadá

 

Documentação para a bolsa ELAP no Canadá

bolsa elap para semestre de intercambio no canada partiu intercamibio aloisio junior 3

Depois ler o edital, já tinha em mente que os principais documentos de que precisava eram como cartas de recomendação que atesassem minha capacidade acadêmica e profissional para o programa.  O edital pedia uma carta da coordenação da minha pós-graduação (Proof of full-time enrolment), uma carta do meu orientador brasileiro (Letter of support from the home institution), uma carta do orientador estrangeiro e minha carta de motivação.

 

Para assegurar a melhor documentação possível, interagi bastante com meu orientador no Brasil na confecção da carta e deixei ele ciente de que deveria abordar tudo o que edital pedia. A mesma coisa fiz para a coordenadora da pós. Foram cartas que falaram do meu desempenho acadêmico e do porquê eu era o aluno certo para a bolsa. Também me envolvi com a carta do professor canadense, sempre os lembrando que deveriam abordar todos os campos do edital. Já em relação à minha carta, li em muitos sites, inclusive aqui no Partiu Intercâmbio, sobre como fazer uma boa carta de motivação. Depois de cerca de seis meses, tive a notícia da minha aprovação.

 

Como é a bolsa ELAP no Canadá

Sobre a bolsa, ela é suficiente para ter uma vida modesta e alugar um quarto em república. No caso da Dalhousie University, a bolsa foi administrada pela faculdade e todo mês eu recebia cheques numa conta corrente que abri no Canadá. É importante lembrar que estudantes de pós tenha direito a trabalhar no Canadá (e ele é de graça para bolsistas do programa!).

A universidade retirou da bolsa uma taxa administrativa, além disso, comprou minhas passagens de ida e volta (e translado) e descontou também o plano de saúde (que o era o plano de saúde da universidade oferecido para alunos internacionais). Já no meu primeiro dia do meu semestre de intercâmbio no Canadá eles me entregaram o cheque para o mês. Ouvi de outros bolsistas que algumas universidades dividem o montante em duas parcelas e o aluno tem que comprar as passagens, mas não foi o meu caso!

Tive ótimas experiências acadêmicas na Dalhousie University e tive acesso a orientação constante por parte dos professores, que me ajudaram bastante na minha tese. Em termos culturais, o ELAP foi uma oportunidade única. Foram tantas amizades e aprendizados que tive.”

Dicas sobre a bolsa ELAP

O Aloísio ainda deu umas dicas pontuais para quem quer pleitear a bolsa ELAP para fazer um semestre de intercâmbio no Canadá. São dicas valiosíssimas! Prestem atenção:

  • Sempre se comuniquem com a universidade no Canadá e não tenham medo de perguntar.
  •  Para quem é casado, há a possibilidade de levar cônjuge, inclusive com possibilidade de trabalhar, mas o cônjuge não é isento das taxas do visto.
  •  O ELAP também oferece workshop para alguns de seus bolsistas (ELAP study tour), onde é discutido problemas de interesse do Global Affairs Canada’s. Todos têm direito de se inscrever e são convidados por e-mail. Contudo, você precisa contar porque a participação é importante, uma vez que as vagas são limitadas. Não me inscrevi, pois só chegaria no Canadá em março e o evento aconteceria em fevereiro.
  • O ELAP não exige nenhum teste de proficiência,  ter inglês avançado ajuda a se integrar mais rápido em uma cultura bem diferente da brasileira, inclusive em termos acadêmicos Além disso, o intercâmbio é curto e é para  (5 ou 6 meses para pós e 4 meses para graduação) e é para pesquisar. Obviamente, estar lá melhora a fluência.
  • Existem diversos conversation clubs nas cidades Canadenses e as universidades também oferecem workshops sobre comunicação oral e escrita para estudantes de pós.

Escutem os conselho do Aloísio e se inscrevam para o ELAP! E eu agradeço imensamente ao Aloísio pelo relato e pelo carinho e desejo muito mais sucesso na jornada acadêmica e profissional dele. Inclusive, tá mais que convidado a escrever sobre a experiência como bolsista da Fulbright nos Estados Unidos, hein!

Ah, e não esqueçam: toda terça-feira tem vídeo novo no canal no YouTube do Partiu IntercâmbioAssina aí pra não perder nadinha. A gente também está no Instagram, no Flipboard e no Twitter. Nesses canais, eu falo mais sobre como ganhar bolsa para fazer intercâmbio, como fazer carta de motivação e mais um monte de coisas. Obviamente, eu também respondo dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 🙂

COMENTÁRIOS

Uma resposta para “Bolsa ELAP: oportunidade de fazer um semestre de intercâmbio no Canadá”

  1. Maria Eduarda disse:

    Nossa, que sonho!
    Tenho 17 anos e estou no meu primeiro semestre de faculdade (psicologia), porém é particular e não sei se tem essa possibilidade de intercâmbio… Tenho inglês fluente e sempre sonhei em viajar, seja pra estudar ou trabalhar, qualquer coisa. Conheci o site agora, e sempre vou estar buscando informações sobre. Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *