Início » viagem » Dica para os fortes: onde cortar o cabelo em Berlim

Na primeira vez que vim para Alemanha passei dez, isso mesmo, DEZ meses sem cortar o cabelo. Tudo bem. Eu tinha 17 anos e com 17 anos a gente acaba se preocupando mais com “o que vão pensar do seu cabelo”, mas também há de se levar em conta que meu cabeleireiro levou 21 anos para me convencer que cabelo comprido não era bem a minha praia. Mas bem. Passada essa fase xiita. Sempre que venho para a Alemanha, corto o cabelo. Ao contrário do que todo mundo pensa, aqui pago bem menos do que no Brasil.

Acho engraçado, minha professora de alemão, por exemplo, sempre diz que “reconhece europeus pelo cabelo”. Concordo com isso, mas não no mesmo sentido. Ela, apesar de ter nascido na Alemanha, fala mais dos cabelos deles no sentido de serem hmmm meio sujos mesmo. Eu falo porque os cortes são, assim, na maioria das vezes, mais arrojados e/ou ousados que a maioria dos nossos. Mas, na real, isso é outra discussão. Então voltemos ao ponto.

Obviamente aqui não tenho o mesmo serviço personalizado e ultra vip que meu cabeleireiro em Porto Alegre me dá  (desculpa aí, mas na minha última visita no salão rolou espumante e todo um paparico porque eu vinha pra Alemanha. Um beijo. Eduardo!), mas consigo cortes de cabelo decentes por dez euros. Sim, dez euros. Normalmente, corto num salão ali na Grünbergerstrasse, bem na frente da Boxhagenerplatz (onde tem um mercado de pulgas bem legal nos domingos). Nesse salão, é moleza, tem até uma moça que fala português e que corta super bem.

Maaaas, como neste verão, resolvi fazer algo difereeeeente. Em Kreuzberg, na Zossenerstr, tem a Art Cut. Nos fins de semana, o lugar fica lotado de gente e tem fila de espera. Mas hoje, numa quarta, em menos de 10 minutos eu fui atendida. São dez eurinhos para lavar e cortar o cabelo (no salão que eu ia antes era pra cortar com o cabelo seco, o que eu acho super ok). Mas na Art Cut, secar é uma coisa que você faz sozinho num cantinho com mousse, gel, secador e outros apetrechos.

De qualquer jeito, as moças falam inglês e são super atenciosas. Meu corte fez com que meus colegas de apartamento passassem a me chamar de AMÉLIE, mas isso é uma questão de gosto. Logo, não se discute. Em todo o caso, se você precisar (ou quiser) experimentar um corte de cabelo made in Deutschland, esses dois lugares, eu super indico, mas asssim, leve um pouco de ousadia (afinal de contas você, tá longe e se ficar “ruim” ninguém vai ver, mesmo)  🙂

Como chegar:
Art Cut
Zossenerstr. 15

U Gneinernaustr.
[googlemaps https://maps.google.com/maps?f=q&source=s_q&hl=pt-BR&geocode=&q=ZOSSENER+STR.+15&aq=&sll=52.510873,13.460301&sspn=0.003977,0.009645&ie=UTF8&hq=&hnear=Zossener+Stra%C3%9Fe+15,+Berlin+10961+Berlin,+Berlim,+Berlin,+Rep%C3%BAblica+Federal+da+Alemanha&t=m&z=14&ll=52.491153,13.394202&output=embed&w=425&h=350]

COMENTÁRIOS

  • hahahaha mas eh ate style gabriel… cortar com tio que palita os dentes. Ja sabe, quando aparecer em berlim aproveita e corta o cabelo 😉

  • Muito baratos mesmo. Um corte de homem aqui na França, num lugar decente como estes, não sai por menos de 25 (eu pago 9 porque vou num pé sujo em que o cara corta o cabelo com uma mão e palita os dentes com a outra).




Newsletter

Cadastre-se e saiba das bolsas de estudos antes.

[X]

Obrigado!
Cadastro realizado com sucesso!